Advertisements
Anúncios

Corinthians segue ampliando domínio das categorias de base ao grupo de Andres Sanches

Jaça e Mané da Carne
Jaça e Mané da Carne

Na última semana, revelamos que, apesar de funcionar (na informalidade) há algum tempo assim, as categorias de base do Corinthians estão, oficialmente, sendo jogadas nas mãos de empresários de jogadores ligados ao deputado federal Andres Sanches.

Trata-se de tentativa do presidente Roberto “da Nova” Andrade de contar com o apoio do parlamentar no intuíto de evitar o impeachment no Parque São Jorge.

O diretor “oficial” da base, Faustinho Bittar, é mero fantoche (apesar de participar da partilha).

Assim que terminou a Copinha, o treinador Osmar Loss foi remanejado do Sub-20 para o principal, abrindo vaga para o ex-lateral Coelho, que Andres Sanches (através do preposto André Campoy) agenciou desde as fraldas no Timão.

Agora, o clube retomará a “malandragem” da equipe “Sub-23”, que permite a contratação, sem critério, de encostados (no mínimo 30 jogadores), sem condição técnica de atuar no time principal, nem idade para os juniores, mas com salários e demais acertos quase sempre divididos com agentes e dirigentes alvinegros.

A última iniciativa neste “setor” se deu na “parceria” com o Flamenguinho de Guarulhos, em que até jogador acima dos 40 anos foi contratado (a custo de R$ 40 mil mensais), e membros do grupo “Fora Dualib”, que diziam-se “apolíticos”, beneficiados.

Sabem quem será o nome forte desta “nova” equipe alvinegra ?

O conselheiro Jacinto Antonio Ribeiro, vulgo “Jaça”, que chegou a ser sócio do atual vice-presidente do Corinthians, André Negão, no ramo da “sorte”, além de possuir, entre outras coisas, um posto de combustíveis na rua Engenheiro Caetano Alvares, em sociedade com Andres Sanches, a quem abriu as portas do Parque São Jorge, décadas atrás.

Recentemente, Jaça, em demonstração clara de seu modo de agir nos bastidores, ingressou com ação judicial contra o clube cobrando comissão sobre a transação do jogador Rosinei.

Conselheiro do Corinthians cobra comissões de Rosinei, ex-jogador do clube

Sanches era seu parceiro no negócio.

Enquanto o clube caminha para o abismo nas categorias de base, seus diretores, além de ampliar os pontos de poder, seguem crescendo em patrimônio, deixando felizes também agentes de atletas, entre prepostos (como André Campoy) e parceiros (Fernando Garcia) habituais.

Em tempo: abaixo faixa de protesto exposta ontem no Parque São Jorge por dezenas de torcedores:

faixa-andres-1

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: