Uber vs. Taxi

uber-e-taxi

Por WANDERLEY BATAGELI*

Caro Paulinho,

Venho por meio deste, pedir que o jornalista, que ficou marcado em seu Blog por apurar a verdade seja na política, no esporte e nas diversas áreas sociais, divulgue a verdade sobre a empresa Uber.

A empresa tem publicidade nas redes sociais (inclusive no seu Blog) dizendo que o serviço é 50% mais barato que o Táxi e não é verdade, se estiver no hora de pico, ou chovendo, em saídas de shows, a empresa ativa uma forma de cobrança “Dinâmica” que multiplica o valor da tarifa, deixando o valor duas ou três vezes maior que o Táxi.

No Táxi, a tarifa cobrada é a do taxímetro, independente das condições climáticas, transito ou shows.

Alguns anos atrás, maus taxistas na saída do show do U2, cobraram valores acima do taxímetro, e foram chamados de DESONESTOS, os autuados em flagrante correram o risco de perder suas licenças.

Hoje a Uber tem preços cobrado de acordo com a demanda, transito e condições climáticas. e é chamada de ¨TARIFA DINÂMICA¨.

Pergunto ao jornalista qual a diferença dos dois casos?

Porque uma categoria tem que trabalhar seguindo as normas do município, usando taxímetros que anualmente tem que ser aferido pelo IPEM (Instituto de pesos e medidas) e renovar o alvará da prefeitura todos os anos, para prestar o serviço de transporte de passageiros, logicamente que pagando taxas.  E para a Uber não é exigido nenhum tipo de regularização?

Porque temos que ter padrões de cores, vestimentas e fiscalização do departamento de transportes públicos e a Uber não?

Estão simplesmente baixando o aplicativo da Uber e colocando os carros na rua sem nenhum treinamento ou curso de condução de transporte de pessoas.

Se o país continuar aceitando esse tipo de procedimento, não será mais necessário OAB para ser advogado, CRM para ser médico e saber escrever para ser jornalista.

NÃO SOU CONTRA A ‘UBER’, SOU CONTRA A FALTA DE REGRAS, SOU CONTRA A PUBLICIDADE MENTIROSA QUE DIZ QUE A UBER É 50% MAIS BARATA QUE O TÁXI.

Precisamos de normas e ordem no nosso país, em todos os seguimentos, os motoristas da Uber são taxados em 25% do valor da corrida sem ter sequer o direito do recolhimento do INSS, e isso parece uma situação normal, daqui alguns anos quem irá arcar com a previdência social desses trabalhadores?

Poderia citar mais inúmeras indagações ao amigo, mais tenho certeza que o mesmo procurara as respostas dessas e encontrará inúmeras outras irregularidades.

Um abraço.

*WANDERLEY BATAGELI é taxista, corinthiano e amigo deste jornalista há algumas décadas

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.