Leco utiliza imagem de Rogério Ceni da maneira mais desleal

leco

Malandramente, ao ser questionado se haviam chances do mito Rogério Ceni assumir o cargo de técnico do São Paulo em 2017, o presidente Leco deixou no ar a existência da possibilidade.

O ato, e si, foi de pura deslealdade: com o clube, com o ex-goleiro e com o treinador atual, Ricardo Gomes.

Leco tentou desviar o foco dos problemas oriundos de sua gestão, ocasionadores da montagem da ridícula equipe que infelicita os torcedores neste Campeonato Brasileiro.

Para tal, desmedido, desrespeitou Gomes, que será, daqui por diante, pressionado pela sombra do ídolo Tricolor.

Não é o primeiro ato desrespeitoso de Leco com um treinador são-paulino.

Muricy é prova viva.

Outro prejudicado pelas declarações irresponsáveis do dirigente é o próprio Rogério, ainda aprendiz no ofício de técnico, que não pode servir de bengala para escorar os incompetentes da atual gestão.

Por fim, o clube também acaba sendo atingido, entrando em clima de desconfianças quando deveria estar focado em tentar salvar-se de outrora inimagináveis vexames.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.