WTORRE acerta em processar Paulo Nobre, o “valente” cercado de seguranças

6d627-paulonobre

Em atitude deplorável, indigna de um presidente de instituição da grandeza do Palmeiras, o corredor de Kart, Paulo Nobre (que ocupa o cargo no clube), agiu como se fosse torcedor da facção criminosa Manche Verde, que tanto repudia em discursos.

Expulsou da Arena Palestra torcedor do Flamengo que ousou vibrar durante período em que seu clube do coração vencia o Verdão (o resultado final foi de um a um).

“Vaza! É para tirar daqui!”, gritava, dando ordens aos seguranças, com ar de Mussolini, o ditador palestrino.

Triste episódio que a WTORRE, responsável pelo estádio, dona do camarote em que se localizava o flamenguista, promete levar aos tribunais (acusando Nobre), em raro posicionamento de lucidez.

Para finalizar a triste noite, membros da Mancha Verde, que estavam proibidos de frequentar estádios por decisão do STJD, mais uma vez infringiram a Lei, estiveram na Arena, e ainda protagonizaram outro lamentável show de horrores, ao jogar objetos em dirigentes do Flamengo.

E agora, com moral Paulo Nobre irá criticá-los ?

A diretoria, que tinha obrigação de expulsar do estádio os marginais da Mancha, fingiu não “enxergá-los” (sob risco de punição ao clube), mas, valentes, ao lado de seguranças, preferiram agir com truculência contra torcedores comuns, pelo simples fato de vibrarem pelo adversário.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.