Na Justiça, Prefeitura de Mogi das Cruzes cobra R$ 5 milhões da facção criminosa Independente e do São Paulo

independente

Em 17 de janeiro, o São Paulo venceu a equipe do Rondonópolis, por quatro a zero, em partida disputada em Mogi das Cruzes, pela Copa São Paulo de Juniores.

À ocasião, membros da facção criminosa Independente orquestraram, como de costume, grande confusão, que resultou em feridos e prejuízo ao clube local.

No último dia 30 de junho, após diversas tentativas de reparação, a Prefeitura de Mogi ingressou com ação judicial por “Dano Moral”, contra a Independente e também o Tricolor.

Cobra R$ 5 milhões.

Declarações do presidente Leco, afirmando oferecer vantagens às “organizadas”, entre as quais pagamento de ingressos e deslocações, justificaram a inclusão do São Paulo como solidário no processo.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.