Vendeu, entrega: membro do COF do Palmeiras se manifesta sobre negociações de Gabriel Jesus

Gabriel Jesus

Por GILTO AVALLONE*

Há uma corrente muito forte no âmbito esportivo a respeito da transferência de jogadores que após serem negociados permanecem um período ainda a serviço do clube vendedor que:

VENDEU ENTREGA.

Essa corrente apresenta uma série de argumentos que são todos válidos.

Um dos maiores é que se houver uma lesão grave no transferido a negociação terá que ser refeita apesar de haver um seguro garantindo a transação logicamente que será uma “dor de cabeça” as partes.

Outro é que o jogador negociado estará com a cabeça na transferência realizada no seu novo clube, assim não se concentrando nas disputas que participará defendendo seu ex-clube.

Outro é que talvez devido à falta de concentração nas partidas disputadas possa haver uma contaminação do grupo no que diz respeito a sua atuação e colaboração para a equipe.

Logicamente estamos nos referindo a Gabriel Jesus.

*GILTO AVALLONE é advogado e combativo membro do COF, do Palmeiras

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.