Rolos, desvios e automóveis: as falcatruas do candidato a presidente do Corinthians com seu indicado a diretor de futebol

edu e roberto

O leitor deste espaço vem sendo apresentado, há algum tempo, ao currículo nada abonador do candidato a presidente do Corinthians, Roberto “da Nova” Andrade, e seu braço direito, Carlos (Nei) Nujud, indicado a assumir o cargo de diretor de futebol, em caso de vitória da chapa ‘Renovação e Transparência”, nas próximas eleições.

https://blogdopaulinho.com.br/2013/11/25/a-verdade-sobre-o-grande-empresario-que-sera-candidato-a-presidente-do-corinthians/

Se “Da Nova” deixou-se colocar na condição de “laranja” da empresa “Nova Veículos”, da qual, verdadeiramente, ocupa o cargo de gerente de vendas, Nujud tem histórico de vida marcado por diversas ações de “malandragem”, entre as quais a inclusão da FINTA como patrocinadora alvinegra, além do hábito de abrir e fechar empresas, sempre de maneira suspeita, que lhe deixou com os bens bloqueados e impossibilidade de abrir sequer conta poupança em agencia bancária.

É conhecida, e antiga, no Corinthians, a relação umbilical entre Roberto Andrade e Nei Nujud.

Antes mesmo de conseguirem colocações importantes no Parque São Jorge, ambos foram sócios numa agencia de veículos, localizada no bairro de Analia Franco, que tinha como finalidade principal desviar negócios da “Nova Veículos”, onde, Roberto, à época, era simples vendedor.

O rolo era simples: o camarada aparecia na “Nova”, era atendido pelo dirigente alvinegro, que dizia “olha, só podemos pagar “x” valor pelo seu veículo, mas conheço uma empresa, de minha confiança, que paga bem mais…”.

A grande questão, óbvia, por sinal, era: se Roberto “roubava” o local que lhe proporcionava sustento, o que não faria com o Corinthians, ocupando cargo não remunerado, e com dezenas de propostas absolutamente tentadoras de empresários ?

Tempos depois, após assumir, na gestão Mario Gobbi, a diretoria de futebol, o extrato de contratações e renovações efetuadas pelo dirigente, TODAS com pagamentos de comissões elevadas, parece responder bem às dúvidas.

Porém, enquanto “Da Nova” se dava bem no clube, Nujud caiu em desgraça, sem bens, processado e executado por tantas “peraltices”.

Mas, com a indicação do parceiro de falcatruas comerciais “automobilísticas” para concorrer ao pleito alvinegro, tudo mudou.

Roberto indicou Nujud para a comissão eleitoral, e, em caso de vitória, concederá ao ex-dirigente o cargo mais importante do Corinthians depois da presidência, ou seja, a diretoria de futebol.

Alheios a isso, ou com pouca força para reverter, os vices, André Negão, mais uma vez relegado a condição de subalterno, diz que “os pássaros voam felizes”, enquanto “Totó” Kalil, nesta eleição, uma espécie de Muttley do Dick Vigarista, contenta-se em aparecer nas fotografias.

toto e roberto

muttley e dick

EM TEMPO: no mesmo período em que recebeu a condição de conselheiro vitalício do Corinthians, Roberto “da Nova” Andrade presenteou o vice-presidente Nesi Curi, justamente quem lhe indicou ao cargo, com um veículo, destes desviados da “Nova Veículos”.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.