De repente todos passaram a gostar de Tite

tite (1)

Não é segredo para ninguém no Parque São Jorge que Andres Sanches, Roberto “da Nova” Andrade, Duílio do Bingo, entre outros, pressionaram muito para que Tite fosse demitido.

Passado algum tempo, em vésperas de eleições, tudo mudou.

Atentos à popularidade de Tite com a Fiel Torcida, os mesmos que pediram a cabeça do treinador passaram, mesmo que a contragosto, a pressionar por sua recontratação.

Sem alternativa, Gobbi, para não ficar mal com a opinião pública, deixou Roberto virar o “pai” da recondução, mesmo sabedor do que se passou nos dias que antecederam a decisão da recente demissão.

Porém, apesar de Tite não precisar, de fato, provar sua competência, para atingir o objetivo, prometem-lhe salários que o clube não pode pagar (fala-se em mais de R$ 700 mil), comprometendo, mais uma vez, a governabilidade do próximo gestor.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.