Aidar aplica na Penalty o mesmo golpe que utilizou em Juvenal

aidar

A fabricante de materiais esportivos “Penalty” está sendo massacrada pela torcida do São Paulo por ter antecipado, supostamente sem autorização, a aposentadoria do Mito tricolor Rogério Ceni.

O presidente Carlos Miguel Aidar, através de interlocutores, fomenta a imprensa com notinhas de discórdia, eximindo-se de culpa, e ampliando ainda mais o desgaste.

Trata-se, na verdade, da mesma estratégia utilizada quando do embate que culminou no desligamento de Juvenal Juvêncio da atual gestão do São Paulo.

Criar um fato desprovido de verdade ou dele se aproveitar para tirar vantagem.

No caso de Juvenal, Aidar fomentou, dentro do clube, a informação, absolutamente mentirosa, de que o ex-presidente, por intermédio de seu assessor, teria vazado ao Blog do Paulinho detalhes de uma reunião em que acertos subterrâneos ocorreram, à margem do conhecimento dos conselheiros, mas amplamente benéficos aos intermediários.

Conseguiu, aproveitando da situação criada, abafar o claro indício de corrupção – inclusive com a construtora, temerosa, pulando fora do negócio – e levar a cabo o plano que já possuia, mas faltava coragem de colocar em prática, de trair o ex-presidente, tirar-lhe prestígio e reinar solto em posições importantes do clube, como a gestão das categorias de base.

Agora, com a Pênalti, o procedimento foi semelhante.

Alguém acredita que a fabricante iniciaria uma campanha tão importante, como a da aposentadoria do maior jogador do São Paulo em todos os tempos, com texto claramente positivo à carreira do Mito, sem estímulo e consentimento do clube ?

Sim, o São Paulo deu a ordem, participou de tudo, assim como Rogério Ceni.

Porém, mesmo sabendo da indefinição atual do goleiro em decidir se para ou continua na defesa da meta tricolor, Aidar, esperto, deixou a campanha da Pênalti seguir em frente, até que o resultado final, ruim para a empresa, estivesse de acordo com seus interesses.

Com a ação, o presidente do São Paulo estimulou a reação negativa do torcedor, abrindo caminho para retirar a fabricante do clube colocando no lugar novos parceiros, digamos, mais afeitos a lhe proporcionar condição pessoal favorável no negócio.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.