Vasco da Gama: que caminhos seguir ?

euricobrant

O Vasco da Gama, traumatizado por anos de purgatório proporcionados por uma gestão Roberto Dinamite, que lhe assaltou os cofres, rebaixou duas vezes para a segunda divisão, da qual sofre, no momento, para retornar, além de apequenar o clube noutras discussões importantes, como as dos direitos de televisão, decidirá, nos próximos dias, quem comandará a limpeza do desastre.

Há dois candidatos que surgem com algum favoritismo:

Eurico Miranda representa o passado, é adorado por muitos vascaínos, que o enxergam como apaixonado pelo clube, mas odiado, por razões óbvias e amplamente conhecidas, por todo o restante dos torcedores brasileiros.

Julio Brant tem discurso futurista, mas, invariavelmente tropeça em mentiras e revelações pouco elogiáveis para quem diz ser o que aparentemente não é.

Entre elas a tal parceria, oferecida por intermediação de quem é tratado no exterior pela alcunha “Dick Vigarista”.

O eleitor está entre a cruz e a espada.

Optar pelo que já é conhecido, com defeitos, alguns graves, e qualidades amplamente debatidas, ou arriscar num projeto baseado em discursos bonitos, mas nem sempre embasados em verdade ?

Não há caminhos promissores para os anos que estão por vir no Vasco da Gama, mas, entre eles, quais seguir ?

Breaking Bad ou Pinóquio ?

Este blog não tem a resposta, mas, certamente, continuará atento, cobrando posturas corretas dos dirigentes vascaínos, torcendo para que, sejam quais forem os vencedores, trabalhem para servir ao Vasco, não dele se servir, como fez, de maneira desleal e ingrata, um ex-ídolo do clube, de nome Roberto Dinamite.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.