Advertisements
Anúncios

Empresários temem ser donos de clubes de futebol

WAGNER-RIBEIRO-ALDO-CLAUDIO-MARCELO_thumb.jpg

Em meio ao temor dos efeitos, que ainda não foram mensurados, da decisão da FIFA de impedir empresários e Fundos por eles representados de obter propriedade sobre os direitos de jogadores de futebol, surgem especulações de que os intermediários, como meio de sobrevivência, passariam a adquirir clubes nacionais.

Pode até ser, mas é certo que estão absolutamente contrariados, e temerosos com a alternativa.

Diferentemente da ‘terra de ninguém”, com negócios sendo realizados em papel de pão, sem nenhuma fiscalização, que enriqueceu a quase todos, inclusive dirigentes dos clubes “parceiros”, daqui por diante o lucro deve cair, e, se não tomarem cuidado, podem por a perder muito do que amealharam nos últimos anos.

Pelo menos, haverá como fiscalizá-los, daqui por diante, mesmo que, eventualmente, até por hábito, efetuem seus mais obscuros acordos, nem sempre providos de honestidade.

Um clube de futebol necessita, para sobreviver, de administração minimamente razoável, torcedores para bancá-lo e equipes competitivas que atraiam patrocinadores.

A despesa é bem alta, e, tirante as agremiações mais conhecidas, poucos conseguem bancá-la sem prejuízo.

É ai que tanto o Governo, quanto os órgãos fiscalizadores e confederações precisam ficar atentos: afinal, é de prejuízo que se alimentam os ‘Lavadores de Dinheiro”.

Hoje a “FOLHA” noticia que Wagner Ribeiro, Neymar Pai e o cantos Alexandre Pires utilizarão o Uberlândia EC para realizar seus negócios, ou seja, terão que manter a equipe atuando, com jogadores médios, negociando os mais conhecidos, por empréstimo, aos clientes habituais.

Cabe aos dirigentes de clubes saber lidar com essa gente, evitando a conivência com o ilícito, e, principalmente, realizando negócios que favoreçam as agremiações.

Ou alguém acredita que um Uberlândia FC, ou outro menor qualquer pode ter poder de fogo perante Corinthians, Flamengo, São Paulo, Vasco, Palmeiras, etc., sem que dirigentes destes próprios clubes permitam a operação ?

Evidentemente que não.

Razão pela qual, reiteramos o que já foi comentado em postagem anterior, ou seja, conselheiros e torcedores destes clubes, Governo, e também a imprensa, precisam ficar atentos às movimentações, denunciando as irregularidades e as movimentações que impliquem em deslealdade comercial ou favorecimento a pontos de vendas de empresários, cobrando, inclusive, prestação de contas condizente com a arrecadação destas equipes.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: