Advertisements

Costa Rica surpreende e vence Uruguai no Castelão

image

O Uruguai decepcionou seu torcedor ao levar um show de bola da surpreendente Costa Rica, no Castelão.

Tres a um, que poderia ter sido ainda mais elástico.

Campbell foi o nome do jogo, com futebol talentoso e de muita objetividade.

A Costa Rica dominou a maior parte da primeira etapa, jogando no ataque, diferentemente da previsão inicial de que só iria se defender.

Porém, aos 15 minutos, o Uruguai criou uma grande chance, quando a bola sobrou livre pra Cavani, que perdeu gol impossível, na cara do gol.

Na seqüência, aos 21 minutos, após bola levantada na área, Lugano foi agarrado pelo zagueiro da Costa Rica e a arbitragem marcou a penalidade de maneira correta.

Cavani bateu bem, forte, no canto esquerdo, e abriu o marcador.

Atrevida, a Costa Rica quase empatou, aos 25 minutos, numa grande batida de Campbell, que passou raspando a meta esquerda uruguaia.

E permaneceu atacando, vez por outra criando dificuldades para a defesa uruguaia.

O Uruguai, que rezava para a primeira etapa terminar, somente voltou a atacar aos 44 minutos, em batida perigosa de Forlan, bem defendida por Navas.

Mal começou o segundo tempo e o goleiro uruguaio teve que fazer milagre, aos 4 minutos, em cabeçada de Duarte.

A justiça foi feita, aos 9 minutos, quando Campbell, ao receber cruzamento da direita, dominou cm categoria e bateu cruzado, inapelável, empatando a partida.

A Costa Rica virou aos 12 minutos, em jogada ensaiada complementada de cabeça por Duarte, junto à trave direita.

Dois a um.

Desesperado, o Uruguai tirou Forlan, ineficiente, para a entrada de Lodeiro.

Campbell, infernal, viu o goleiro Mosleira adiantado, tentou encobrir, e a bola raspou o travessão uruguaio, aos 18 minutos.

A Costa Rica vence, e convence.

Dai por diante, o Uruguai partiu, meio que desordenado, para a pressão.

Cavanni obrigou Navas a fazer grande defesa, aos 25 minutos.

Deu tempo ainda para a Costa Rica, aos 39 minutos, ampliar o marcador com Urano, batendo na saída do goleiro ao receber grande passe de Campbell.

Nós acréscimos,  Maxi Pereira agrediu Campbell, por trás, e foi expulso com justiça.

No final, a surpreendente, e justa vitoria da ótima Costa Rica serviu para mostrar a decadência da seleção uruguaia alem de embolar um grupo em que todos podem agora se classificar.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: