Advertisements

Botafogo se livra da Telexfree, mas cai nas garras da “Poá Textil”

caio-campos

Após de livrar do patrocínio da facção criminosa TELEXFREE, mas, desgraçadamente, manter os mesmos dirigentes, absolutamente suspeitos, no poder, o Botafogo, até por isso, está prestes a ser vítima de novo esquema de utilização do clube para fins lucrativos particulares.

Na última semana, o empresário Pedro Gryzwakz, proprietário da “Ex-Poá Textil”, agora tratada como SPR (mudou de nome após denúncias do Blog do Paulinho), esteve no Rio de Janeiro, acompanhando do ex-gerente de marketing do Corinthians, Caio Campos (foto), homem de confiança de Luis Paulo Rosenberg, sócio oculto da empresa.

Ou seja, o mesmo grupo que foi acusado de se beneficiar de contratos entre a Ex-Poá e o Corinthians.

Falou-se em vendas de mercadorias sem Nota Fiscal, as vezes com Notas doutras empresas, em claro objetivo de burlar o pagamento de direitos autoriais aos parceiros.

Não deve ser por acaso que os clubes que fecham com a SPR preferem pagar 25% de taxa à empresa, em vez de 10%, valor médio cobrado pelas concorrentes de mercado.

Os dirigentes, obviamente, ganham de todos os lados, e deixam correr solto, sem fiscalização, as ações que visam burlar os pagamentos devidos aos clubes que, teoricamente, deveriam defender.

Outro clube carioca que tem “parceria” com a SPR é o Vasco da Gama, com resultados pífios para a agremiação, mas altamente lucrativo a seus dirigentes.

Basta observar, para comprovar a promiscua relação de clubes e a “ex-Poá”, a quantidade de dirigentes que, após deixarem seus cargos nas agremiações, passam a trabalhar, direta ou indiretamente, com a empresa, revelando para quem, de fato, sempre prestaram serviços.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: