Pergunta que não quer calar: quem emprestará R$ 350 milhões ao Corinthians ?

gobbi

Em instantes será realizada a reunião extraordinária do Conselho Deliberativo do Corinthians, inusitadamente, em Itaquera.

A pauta, já conhecida, será a aprovação do aumento dos valores da obra e, a mais grave, autorização para novo empréstimo, agora de R$ 350 milhões, a serem repassados ao caixa da BRL Trust, verdadeira proprietária do estádio.

Porém, existe um grande impasse nessa situação.

O Corinthians, mesmo com linha de crédito aprovada, e facilitada, no BNDES, de R$ 400 milhões, quase não conseguiu obter o dinheiro, e, para finalizar a operação, teve que ceder todo o seu patrimônio – a parte que não estava previamente penhorada – em garantia.

E agora, que mágica será realizada para conseguir valor semelhante, sem prévia autorização, e com juros de mercado ?

Não existem mais garantias a serem oferecidas pelo clube.

Que banco se arriscará a emprestar valores tão suntuosos nessas condições ?

Levando-se em consideração que dificilmente a diretoria do Corinthians pediria essa autorização do Conselho sem ter uma carta na manga, chega a ser preocupante imaginar que tipo de curinga surgirá nos próximos dias.

Principalmente pelo fato de que nunca foi usual, nessa gestão, pedir anuência dos conselheiros para realizar as operações financeiras do estádio.

A impressão que fica é a de um negócio tão subterrâneo, ou duvidoso, que o presidente do clube, delegado Mario Gobbi, com medo de assinar sozinho, encontrou uma maneira de colocar outros mais na reta, dividindo a culpa se algo, legal ou ilegal, não der certo no futuro.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.