O Galo cantou no Pacaembu

ituano

De maneira surpreendente, o Ituano venceu o favorito Santos, por uma zero, em pleno Pacaembu, na primeira partida da finalíssima do Paulistinha.

E foi merecido.

Dentro da proposta defensiva, o Ituano se portou muito melhor do que o Santos, na primeira etapa, marcando e correndo muito, quase não permitindo a criação de jogadas do adversário.

Corajosa, a equipe do interior, sempre que podia, tentava também sair no contragolpe, como o que lhe permitiu abrir o marcador, aos 21 minutos, em belo gol de Cristian, aproveitando de assistência sensacional de Esquerdinha, de calcanhar.

Nervoso, o Peixe tentou partir para cima, porém sem demonstrar criatividade.

Ainda assim, mesmo com ajuda da arbitragem, que enxergou penalidade inexistente de Josa, aos 35 minutos, em claro lance de bola na mão, o Peixe perdeu a oportunidade, com Cícero batendo mal, por cima das traves.

No segundo tempo, o Ituano voltou tocando a bola no ataque, com enorme competência, dificultando ainda mais a vida do Peixe.

Após os 15 minutos, mais no desespero do que na competência, a equipe da Vila tentava atacar, mas, nos contragolpes, eram os jogadores de Itu que levavam real perigo.

No final, a vitória do Ituano serviu para premiar ainda mais a ótima gestão de Juninho na equipe do interior, que agora joga pelo empate na partida decisiva, colocando mais dificuldade na possibilidade de conquista de título do Peixe – ainda favorito – claramente assustado, não apenas pela postura do adversário, mas também pela própria apatia.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.