Direito de Resposta ao Procurador Geral de Justiça do MP-PB

bertrand asfora mp-PB

Na última semana, o Blog do Paulinho publicou matéria intitulada “Irresponsabilidade de Promotor pode provocar tragédia em clássico paraibano” que tratava sobre a liberação temerária de um estádio sem condições mínimas de segurança para a disputa do clássico entre Treze e Campinense.

O procurador Geral de Justiça do MP-PB, Bertrand de Araújo Asfora, citado no texto, solicitou direito de resposta.

Não temos razão alguma para duvidar de nossa fonte, nem para alterar as opiniões emitidas na matéria, aliás, direito que nos é consagrado pela Constituição do Brasil, mas, respeitosamente, e por questão de justiça, concedemos o mesmo espaço da denúncia para a defesa do promotor.

Confira abaixo, na íntegra:

MINISTÉRIO PÚBLICO DA PARAÍBA
PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA
ASSESSORIA DE IMPRENSA
04/04/2014
http://www.mppb.mp.br
Twitter: @mp_pb – Telefone: (83) 2107-6015

Solicitação

João Pessoa, 4 de abril de 2014.

Senhor Paulo Cezar de Andrade Prado, responsável pelo conteúdo do ‘Blog do Paulinho’.

Venho por meio deste e-mail rebater veementemente a informação postada em seu blog, na última quinta-feira (3), sob o título “Irresponsabilidade de promotor pode provocar tragédia em clássico paraibano”. A notícia não tem base verídica e atinge, de forma irresponsável, a imagem e a atuação do Ministério Público da Paraíba (MPPB).

Em nenhum momento participei de qualquer reunião ou decisão que determina a realização do jogo entre Campinense e Treze, pelo Campeonato Paraibano 2014, no estádio do Treze. Até porque, por estar atualmente respondendo pela Procuradoria Geral de Justiça do MPPB, não poderia estar decidindo ou atuando em assuntos dessa natureza.

E mais longe da verdade ainda é a declaração de que o Ministério Público e seus membros atuem de forma “política” ou que, de maneira desleixada, coloquem em risco a segurança da população ou de qualquer cidadão.

Por isso peço que a verdade seja restabelecida e que o blog divulgue com o mesmo destaque e espaço as correções devidas, para que não precise tomar outras providências cíveis e criminais.

Antecipadamente, agradeço pela atenção e o atendimento a esta solicitação.

Atenciosamente,

Bertrand de Araújo Asfora
Procurador-Geral de Justiça do MPPB

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.