Advertisements
Anúncios

Prefeito doou R$ 3,1 milhões para time que dirige, ligado a senador Zezé Perrela

 

Do BLOG COLUNA ESPLANADA

helicoptero-perrellavale

O dirigente Paulo Cézar (D), ex-prefeito de Nova Serrana, ano passado no helicóptero do senador Zezé Perrella, o patrono do clube em Minas

paulovaleu

Paulo Cézar: ele é candidato à Federação Mineira de Futebol

Uma prova de que mandatários e cartolas tabelam no gramado com jogadas nem sempre dentro do ‘regulamento’, e que futebol & política em alguns casos entram no mesmo campo. Mas com gol contra o povo.

O então prefeito de Nova Serrana (MG) em 2011,Paulo Cézar de Freitas (PDT), avalizou uma doação de R$ 3,18 milhões para o Nacional Futebol Clube, cujo grande incentivador e patrono é o seu amigo e aliado, o senador Zezé Perrella (PDT-MG).

O convênio, não divulgado e longe da lupa da Câmara de Vereadores, foi fechado em 2010 e envolveu repasses mensais para o clube que hoje tem como presidente de honra e mandachuva o próprio ex-prefeito Paulo Cézar. O contrato, de posse da Coluna (veja abaixo), tem assinatura do então prefeito e comprova depósitos de até R$ 270 mil por mês ara o clube, entre Junho de 2011 a Dezembro de 2012.

O time acaba de estrear na 1ª Divisão do Campeonato Mineiro, domingo passado em Belo Horizonte deu um sufoco no campeão Atlético Mineiro, mas perdeu de virada. A despeito da estreia, o Nacional tem uma trajetória tão misteriosa quanto a bolada que o prefeito lançou na área. Virou um time ‘cigano’: criado em 2010 por Amarildo Ribeiro em Coronel Fabriciano, passou também por Patos de Minas e hoje está em Muriaé.

Mas foi em Nova Serrana, num período mediano entre as duas últimas cidades, que o rumo administrativo mudou, onde os políticos passaram a mandar no clube.

perrellavale

Ali, o Nacional ganhou estádio, com emenda de bancada (R$ 30 milhões) patrocinada por Zezé Perrella, e também a verba do prefeito – não há notícias como o dinheiro foi investido, porque Paulo Cézar se negou a falar com a Coluna.

Perrella tornou-se um patrono do clube. Como cartola do Cruzeiro (ainda é), em 2010 cedeu jogadores da Toca da Raposa para o novo time, foi homenageado seguidas vezes, e até o estádio de Nova Serrana leva o nome do senador. Mas o time saiu da cidade quando Paulo Cézar perdeu a eleição e a prefeitura. E pôs o pé na estrada, literalmente, atrás de nova sede.

A ligação entre os dois políticos é tão latente que era no helicóptero da família Perrella (foto acima) que Paulo Cézar viajava para fazer negócios pelo clube e encontrar novo estádio. (É a mesma aeronave apreendida pela PF no Espírito Santo, com 442 kg de cocaína, mas o fato não tem a ver com o clube e estes personagens, evidente). Fincaram pé em Muriaé, cidade que tem um clube homônimo e estádio tinindo de novo, mas não tinha time. Agora tem, importado.

Procurado, o senador diz não ter ligação com o time (apesar de tudo supracitado) e diz que emprestava sua aeronave para quem quisesse. Paulo Cézar foi procurado seguidas vezes, conversou com a equipe em três momentos, mas não quis mais falar com a Coluna tampouco explicar os repasses. Ele é candidato a presidente da Federação Mineira de Futebol.

 

convenio1convenio2

convenio3vale

O início dos repasses pela Prefeitura, em Junho de 2011, em parcelas mensais. Começaram com R$ 80 mil e depois pularam para valores entre R$ 200 mil e R$ 270 mil mensais, até o último dia de governo do prefeito

convenio4

convenio5

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: