Advertisements
Anúncios

Coluna do Fiori

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.brEmail:caminhodasideias@superig.com.br

CBF do José Maria Marin no caso Diego Costa

Alegando que Diego Costa houvera se naturalizado espanhol por dinheiro, que, por este motivo, faria todo o possível para cassar a cidadania brasileira do atleta, ao se ligar que estava pisando em terreno movediço, José Maria Marin, resolveu desistir do intento

Passado Tenebroso

Sou convicto que Marin desistiu por ter passado nada recomendável, especialmente, quando esteve à frente do governo do estado de São Paulo após renúncia do Maluf, de quem, era vice-governador

Cassação da Cidadania

Antes de tentar colocar a população contra Diego Costa, o “imaculado” José Maria Marin, poderia nos ilustrar sobre os seis meses que governou o estado de São Paulo, depois do acidente e conseqüências sofridas pelo governador Paulo Maluf, de quem, era vice

Maluf na Assembleia legislativa

Tempo após o término do mandato de José Maria Marim, Paulo Maluf compareceu na assembleia legislativa para conversar com deputados, indagado sobre o item desonestidade, por alguns dos jornalistas que cobriam os acontecimentos daquela casa de leis

Maluf respondeu:

Todo mundo diz que sou ladrão, no entanto, ao meu substituto, que fez coisas do arco da velha, nada perguntam.  Se duvidarem! Investiguem

Comissão de arbitragem da CBF (CA-CBF) x Bom Senso FC

O todo poderoso Sérgio Correa da Silva, um dos diversos que fazem genuflexão aos poderosos para se manter em evidência, determinou aos árbitros para advertir com cartão amarelo todos os atletas que ficassem com os braços cruzados após o apito inicial

Ordem

Acredito que a imposição do principal dirigente da CA-CBF, tenha influenciado no desentendimento entre o árbitro Alicio Pena Junior com o goleiro são-paulino Rogério Ceni, ocorrido antes da partida São Paulo x Flamengo

FEBRAF

Navegando pela internet, tomei conhecimento que dirigentes da entidade nacional dos árbitros estavam descontentes por não terem sido convidados pelos lideres do Bom Senso FC para participarem das reuniões que antecederam o digno movimento dos atletas

Participo que estou convencido da desunião entre os árbitros, vez que no primeiro plano do grosso da categoria, temos a necessidade, seguida do ego, por estes e outros motivos, dificilmente topariam participar de qualquer movimento que obrigue os dirigentes da CBF, federações e clubes, a lhes proporcionar melhores condições de trabalho e financeiras; como exemplo:

Volto no Tempo

No ano que José Maria Marim registrou sua candidatura para disputar vaga ao senado pelo estado de São Paulo, os árbitros inscritos no departamento da FPF deram inicio ao movimento em prol da melhora das taxas, como também nas condições para o desenvolvimento da função

Greve

Em uma tarde/noite de uma sexta feira, o associado Marcio Campos Salles subiu no parapeito da janela da sede do sindicato, situado na Rua dos Bororos, para conclamar União, vez que, somente assim, conseguiríamos nos aproximar dos objetivos; na seqüência de sua fala, Márcio Campos Salles, pronunciou algumas verdades em relação ao Marin. Em apoio ao Marcio, afirmei que José Maria Marin não tinha a menor condição para representar nosso estado; caso Marin fosse eleito, eu subiria na torre da Igreja de São Miguel Paulista para me lançar ao chão

Traíras

Assim que terminou a manifestação, muitos dos árbitros filiados ao SAFESP que houveram concordado com a paralisação, na maior cara dura, telefonaram para José Astolfi, responsável pelo então departamento; participando, que estavam à disposição para ser escalado naquela rodada, destes; sobressaiu o nome do hoje falecido, Walter Borges de Queirós, por ter substituído Márcio Campos Salles, no jogo do Juventus, na Rua Javari

Trigésima Terceira e Trigésima Quarta Rodada da Série A do Brasileirão – 2013

33ª Rodada – Sábado 09/11

Portuguesa 0 x 0 Coritiba

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG)

Não foi exigido, no todo; trabalho aceitável

Domingo 10/11

Atlético-PR 3 x 0 São Paulo

Árbitro: Paulo Henrique Godói Bezerra (SC)

Nas poucas vezes que foi exigido, agiu corretamente, trabalho normal

Corinthians 1 x 0 Fluminense

Árbitro: Andre Luis de Freitas Castro (GO)

Acertou por ter sinalizado a falta penal praticada por Anderson, defensor da equipe carioca, no momento que usou do braço direito para atingir as costas do corintiano Pato na altura da nuca.

Falta penal batida e convertida por Pato no gol da equipe do Parque São Jorge

34ª Rodada – Quarta Feira 13/11

São Paulo 2 x 0 Flamengo

Árbitro: Alicio Pena Junior (MG)

Os representantes das leis do jogo não tiveram influência no resultado

Política

STF

A prisão dos políticos envolvidos com o mensalão, por si só não convence, em meu entender, todo aquele que, direta ou indiretamente, mete a mão no erário público, deve ter todos os bens confiscados, na seqüência, juntamente com os familiares, amigos e laranjas, ser investigado nos mínimos detalhes desde a data do nascimento, para provar como e quando conseguiu galgar patrimônio e valores

Chega de Mentiras, de Corruptos e Corruptores

Se liga São Paulo

Acorda Brasil

Sp-16/11/2013

*Não serão liberados comentários na Coluna do Fiori devido a ataques gratuitos e pessoais de gente que se sente incomodada com as verdades colocadas pelo colunista, e sequer possuem coragem de se identificar, embora saibamos bem a quais grupos representam.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: