Advertisements
Anúncios

STF e o Ministro de R$ 2 milhões

barroso

Luis Roberto Barrosos, indicado pelo Governo do PT a Ministro do STF, na metade de 2013, teve seu nome oficialmente publicado no Diário Oficial da União no dia 07 de junho.

Na sequencia, em entrevistas, fez elogios abertos a um dos condenados do Mensalão, José Genoino, além de criticar publicamente os métodos que levaram o STF a condenar boa parte dos mensaleiros.

Seu cartão de visitas, na prática, indicava o que estava por vir.

Dias depois, 29 de julho, a ELETRONORTE, empresa governamental, gerida pela cúpula do PT, decidiu-se pela inexibilidade de licitação para contratar os serviços de arbitragem de um escritório de advocacia, pagando R$ 2.050.000,00 prelo serviço.

Em 12 de agosto, quinta-feira última, dia em que Barroso defendeu arduamente os embargos infringentes no STF, sua empresa, a Luis Roberto Barroso Associados – escritório de advocacia, saiu no Diário Oficial da União como contratada da ELETRONORTE.

Não teve concorrentes.

Receberá, portanto, os mais de R$ 2 milhões.

Ilegal ?

Não.

Imoral ?

Eis a questão…

Barroso licitação

 

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: