Advertisements

A porta giratória da ANS e das operadoras

Da FOLHA

Por ELIO GASPARI

Durante o tucanato o comissariado petista deitou e rolou denunciando a promiscuidade da banca com o Banco Central, tanto pela nomeação de banqueiros para sua diretoria como pela porta giratória.

Eles iam da banca para o BC e do BC para a banca.

Jogo jogado.

Seria o caso de se começar a discutir a promiscuidade que o petismo patrocina na Agência Nacional de Saúde Suplementar, que fiscaliza e fixa normas para o funcionamento dos planos privados.

Trata-se de um mercado que move R$ 93 bilhões, afeta a saúde física de 48 milhões de pessoas e está infestado por tamboretes e maus serviços.

No ano passado, as operadoras reconquistaram o primeiro lugar no ranking de reclamações da clientela.

Oito em dez fregueses queixavam-se delas.

De cada dois processos abertos na ANS, um tramita há mais de cinco anos.

Mauricio Ceschin, que presidiu a ANS de 2009 a 2012, vinha do grupo Qualicorp, que doou R$ 1 milhão para a campanha da doutora Dilma.

Leandro Tavares, cuja recondução para uma diretoria está sendo discutida no Senado, veio da operadora Amil.

Um diretor que veio dos quadros da Amil a ela retornou.

Outra, saiu da Amil, passou pela agência e hoje está na Unimed.

Um quadro da Hapvida que litigava contra a ANS se tornou seu diretor-adjunto.

Semelhante situação poderia refletir um clima de harmonia entre o poder público e a iniciativa privada.

Contudo, até hoje a ANS e o Ministério da Saúde não conseguiram criar mecanismos eficazes para cobrar dos planos privados as multas impostas às operadoras nem pelos serviços prestados pelo SUS aos seus clientes.

Esse é um problema antigo, mas a repórter Cassia Almeida expôs novos números.

Entre 2005 e 2010, aumentou em 60% o número de internações de clientes de operadoras privadas em hospitais do SUS. (Entre 2006 e 2012, as doações políticas das operadoras cresceram 37,2%, para R$ 8,6 milhões.)

Em 2012, as internações foram 276.850, a um custo de R$ 537 milhões.

Se essas pessoas não tivessem planos privados também seriam internadas, porque esse é seu direito.

O problema é que elas pagaram aos planos e os planos nada pagaram à Viúva.

O doutor Ceschin chegou a dizer que, “se o ressarcimento chegar a R$ 100 milhões, não tem relevância na solução dos problemas da saúde pública.”

Quando o governador Geraldo Alckmin queria sublocar leitos públicos para os planos de saúde, prometia arrecadar, só em São Paulo, R$ 468 milhões.

O comissariado não executa as cobranças nem discute a mudança das leis que inibem o ressarcimento.

Patrocina a pior das privatarias.

Fiscaliza mal planos financeiramente inviáveis que se estabelecem na esperança de mandar seus clientes para o SUS sempre que o tratamento for caro.

Assim, quanto mais a Viúva investe para melhorar a saúde pública, mais os espertalhões que vendem planos a R$ 160 mensais fazem o melhor negócio do mundo: embolsam por um serviço que não prestam e jamais pensaram em prestar.

Advertisements

Facebook Comments

9 Responses to “A porta giratória da ANS e das operadoras”

  1. luca Says:

    Olá Paulinho. Concordo com você da promiscuidade que é a ANS e as demais agências reguladoras. Mas vale lembrar que isso começou com o senhor FHC, ele é que fez as leis que regem as agências, o PT só usou o que já existia. Então o problema é a maneira como ela foi criada, em época de privatização, o FHC fazia qualquer negócio. Sobre a ANS, sei do problema, mas confesso que sempre fui atendido e minhas demandas também. Essa semana mesmo, consegui um reembolso da Unimed Paulistana. Só depois que a ANS entrou em cena.
    Acredito que nós como contribuintes e consumidores é que temos que exigir. O problema é que a população reclama muito mas não faz nada. è difícil e trabalhoso, mas tem que ficar no pé. Isso eu faço, talvez por isso que minha demanda foi aceita….
    MAs Paulinho, vamos dividir os culpados. O PT foi a grande decepção, mas o PSDB não é modelo de nada…

  2. Lampião Says:

    É tipo o moleque que pede $$$ pra olhar o carro em via pública mas que quando você volta pro carro ele não está mais lá.

  3. André (@Megalodon_br) Says:

    Agora me diga, é só a ANS que esta infestada de vagabundos? ja viu a ANATEL, ANEEL e outras agencias que quando foram criadas faziam o trabalho correto de fiscalizar as empresas do ramo e hj são comandadas por petralhas vagabundos e funcionários das empresas que deveriam fiscalizar!

    Isso é o partido ditatorial, estamos em uma pré-ditatura e quase ninguém fala nada!

  4. Rondinelly Carvalho (@Ronnellly) Says:

    O PT não tem limites né? É impressionante.

  5. EU - ABSOLUTIS VERITAS Says:

    Política e políticos são uma grande merda!!!!

    Independe de quem está no poder, é tudo muito “estranho”

  6. Luiz Says:

    Enquanto não houver uma revolução neste país, nada mudará.
    O poder político e o poder econômico cada dia que passa roubam como nunca a mansa, conformada e preguiçosa população brasileira.
    Chegará o dia que surgirá alguém ou um grupo que colocará um ponto final nisso udo.
    Espero que não demora, não mesmo exército ?

  7. BI CONSECUTIVO NUNCA SERÃO! Says:

    o (corru)PT(os) é tão pilantra que tem seu próprio time: small club curica PaulisTinha

  8. Alemão Says:

    Luiz,

    como vc mesmo disse, a população brasileira é pregiçosa.
    Não vai mudar. É assim desde o descobrimento. Só melhorou quando vieram os emigrantes europeus e asiáticos.

    E espera o que de uma agência onde puseram a raposa para tomar conta do galinheiro?

  9. John Smith Says:

    SÓ TENHO UMA COISA A DIZER:

    -OS MILITARES JÁ NÃO ESCONDEM O DESCONTENTAMENTO COM ESTE GOVERNO CORRUPTO.

    E É NOTÓRIO QUE O PT AINDA SE CAGA DE MEDO DOS MILITARES DA VELHA GUARDA,

    E ESTES NÃO TEMEM CHAMAR A PRESIDENTA DE TERRORISTA SAFADA.

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: