Advertisements
Anúncios

80 anos do Ferrim

Por JOSE RENATO SATIRO SANTIAGO

Década de 1930, no meio de um descampado próximo a estação ferroviária de um bairro no subúrbio de Fortaleza, alguns mecânicos jogam futebol.

Embora fosse apenas uma brincadeira, para que fosse possível diferenciar, o responsável pela estação, Valdemar Caracas, deu até nome a cada uma das equipes, se é que podiam ser consideradas como tal.

Ao olhar o mato que dominava aquele campo, ele resolveu atribuir os nomes daquele tipo de vegetação.

Eis que estava definido o clássico entre Matapasto e Jurubeba.

Os jogos eram emocionantes e cheio de rivalidade, pois contavam com a participação dos funcionários que se revezavam no turno de trabalho do setor de locomoção da Rede de Viação Cearense (RVC).

Com o tempo, a coisa começou a ficar séria, a ponto que em 9 de maio de 1933, Seo Caracas resolveu alçar maiores voos.

A união das duas equipes deu origem ao Ferroviário Atlético Clube, um legitimo filho das raízes operárias brasileiras, sobretudo, no caso, de um nordeste tão sofrido.

Ao longo dos anos, o Ferrim passou a ser uma prova de amor, pois só ele, o amor, pode explicar a sua sobrevivência.

Paradoxalmente, embora seja de origem popular, jamais fez frente, em quantidade as maiores torcidas do estado, Fortaleza e Ceará.

No entanto, a paixão de seus torcedores explica e o coloca em pé de igualdade a qualquer uma deles.

São 9 conquistas estaduais e 20 vice campeonatos, números muito expressivos.

Suas cores e símbolo são resultados de uma outra paixão de seu fundador, o São Paulo Futebol Clube.

Em uma viagem a São Paulo, Seo Caracas foi assistir a uma partida do Tricolor Paulista, que dominava o futebol paulista naqueles tempos.

Adorou os uniformes do São Paulo e comprou um jogo completo de camisas, com distintivo e tudo, e levou para o Ferroviário.

Os últimos anos têm sido muito duros para o Ferrim, que busca voltar aos trilhos das conquistas.

Chega aos 80 anos e pela primeira vez não contará com a presença física de seu fundador, Seo Caracas, que nos deixou no começo do ano aos 105 anos.

Parabéns Tubarão da Barra, sua história só está começando.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: