Advertisements
Anúncios

Após Timemania, Corinthians aumentou calote de impostos em mais de R$ 100 milhões

Andres Sanches e a lavagem de dinheiro: testemunha depõe hoje

O Governo criou a fracassada loteria da Timemania, acreditando que a mobilização popular pudesse gerar recursos suficientes para pagar as dívidas fiscais dos clubes, acumuladas por anos de incompetência e até roubo de seus dirigentes.

Esperava-se, ao menos, que a partir da criação desse recurso, os clubes, ao menos, mantivessem o pagamento em dia dos impostos seguintes.

Alguns até se estabilizaram, porém, entre os grandes de São Paulo, somente o Corinthians continua nitidamente dando calote.

Em estudo realizado por Luís Fernando Tredinnick, do site 3VV, observamos a evolução da dívida alvinegra, desde 2009, no que diz respeito a não pagamento de impostos básicos, como INSS, FGTS,PIS, etc), comparados aos mesmos números doutras equipes.

Em 2009, segundo o estudo, o Santos devia R$ 2,3 milhões, passando para R$ 1,9 milhão em 2010, R$ 3 milhões em 2011, finalizando com R$ 2,7 milhões ano passado.

O São Paulo, em 2009, devia R$ 3,3 milhões, em 2010, R$ 3,5 milhões, 2011, R$ 3,8 milhões e, em 2012, R$ 4,2 milhões.

Acréscimos, digamos, dentro de um padrão aceitável.

Já os números do Corinthians, todos da gestão Andres Sanches, são absolutamente escandalosos.

Em 2009, R$ 17 milhões, 2010, mais que dobrou, R$ 36 milhões, em 2011, a mesma tendência, R$ R$ 68,4 milhões, para fechar 2012 com impressionantes R$ 129,6 milhões.

Deve ser realmente por isso que o clube de Parque São Jorge é dos mais entusiasmados defensores da anistia às dívidas dos clubes que está sendo discutida nos porões da política brasileira.

Sem dúvida, será o maior beneficiado.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: