Advertisements
Anúncios

DIS cobra R$ 1,1 milhão do Palmeiras na Justiça

tirone e andres

Durante todo o período em que Jair Jussio foi diretor das categorias de base do Palmeiras, e Arnaldo Tirone, o presidente, a DIS, ligada ao grupo SONDA, mandou e desmandou no departamento.

Agora, após a posse da nova diretoria, seja por ação do presidente Paulo Nobre, ou até por concorrência com José Carlos Brunoro, as coisas mudaram.

Principalmente após a demissão de Narciso, que além de trabalhar no Palmeiras era funcionário remunerado da intermediaria de atletas.

Um verdadeiro absurdo.

Razão pela qual a DIS ingressou com ação, no último dia oito de abril, cobrando do clube a quantia de R$ 1.130.674,34, proveniente de contrato de mútuo, assinado por Tirone.

Tudo indica, valores para quitar comissões em transações de jogadores.

Em despacho datado de 10 de abril, dois dias depois do ingresso do processo, a juíza Erica Pereira de Sousa decidiu que o Palmeiras terá quinze dias para quitar a pendência.

Do contrário terá ainda que arcar com encargos de sucumbência e será executado judicialmente.

Mais um fruto de uma herança triste, do período em que o Parque Antarctica se transformou na Babilônia dos incompetentes e espertalhões, que levaram o clube ao caos financeiro e ao vexame esportivo.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: