Sete anos sem Telê Santana

tele-santana

Por JOSE RENATO SATIRO SANTIAGO

Meu Querido Mestre

Sou engenheiro e desenvolvi toda minha vida profissional alinhado com muito dos preceitos morais de minha família, que sempre valorizou muito fortemente a moral e, sobretudo a honestidade sobre todas as ações que deveria desenvolver.

Desta forma pode parecer estranho identificar uma importância tão grande e um querer bem tão intenso com relação a alguma pessoa, com quem você nunca teve contato. No entanto, da mesma forma que houve uma enorme consternação popular, e até mundial, com relação ao nosso inesquecível Ayrton Senna e seu trágico desaparecimento em 1994, eu me sinto completamente abalado com a morte de Telê Santana.

Mesmo sem saber sequer da minha existência, Telê exerceu forte influência em minha vida, apaixonado que sou por futebol desde os primeiros anos de minha vida, algo que trago principalmente do meu avô, Felipe, e do meu pai.

Durante a Copa de 1982, aos 11 anos de idade, eu tinha Telê como aquele Anjo que traria “para mim” o título mundial, naquela época aquilo era tudo o que eu queria.

A perda daquele título me fez chorar pela única vez por causa do futebol, o que bem lembro foi motivo de crítica de pessoas da minha própria família que não enxergavam importância alguma naquilo. Talvez eles tivessem razão, no entanto a única coisa que me consolou foi ouvir a voz de Telê após aquela derrota.

Cerca de 10 anos depois, eu estava no Morumbi, nas semifinais da Taça Libertadores no jogo entre São Paulo e Barcelona, do Equador, quando aquela relação de cumplicidade com este solene desconhecido se aflorou novamente, no momento que um jogador chamado Rinaldo, que atravessava uma fraca fase técnica, fez um gol, depois de jogada ensaiada, e correu para agradecer Telê. O Morumbi não estava cheio, e aquela cena me chamou mais atenção que tudo, pois mostrava o quando aquele Senhor era querido como pessoa, em um meio tão discutível como era o futebol já desde aquela época.

Obviamente que como são-paulino me recordo sempre de toda alegria que Telê ajudou a trazer a partir dos títulos conquistados pelo meu time, no entanto, assim como muitos deixaram de assistir as corridas de fórmula 1 após a morte de Senna, também deixei mesmo que instintivamente, a ir aos jogos do São Paulo , após seu afastamento em 1996. Claro que não deixei de ser são-paulino, no entanto parece que desde aquele momento todos nós torcedores tricolores ficamos meio órfãos.

Lembro que naquela época Telê passou a ter uma coluna em um jornal aqui em São Paulo . Mais ou menos próximo do problema de saúde que teve, mandei um e-mail para ele, pedindo que só voltasse a trabalhar quando tivesse com sua saúde restabelecida. Possivelmente ele nunca recebeu esta minha mensagem, no entanto a minha torcida, mesmo que de longe e de um desconhecido, sempre foi para o seu bem estar, como uma humilde forma de agradecimento pelo que ele representou na formação de um desconhecido como eu.

Hoje todos nós, torcedores brasileiros, também estamos órfãos.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

24 respostas para Sete anos sem Telê Santana

  1. Joao Todo Poderoso disse:

    Acho ele o melhor técnico brasileiro de todos os tempos. Talento para descobrir novos atletas. Disciplinado e respeitado pelos seus jogadores. Uma pena ter ido cedo.

  2. Fred disse:

    Mestre tele…. O melhor tecnico brasileiro de todos os tempos

  3. André Luiz disse:

    Bela lembrança!
    Texto simples,como foi o Mestre Telê.
    Parabens.

  4. Coelho Verde disse:

    o maior derrotado do futebol brasileiro … enquanto Zagalo ganhava tudo, Telê era eliminado cedo nas copas, um vexame.

  5. Alex Franco disse:

    Pena q foi pé frio na seleção .

  6. filipi disse:

    Cara chato, petulante, teimoso , arrogante e desagregador.Perdeu 2 Copas por total falta de capacidade técnica.Apenas um técnico de clube.Pior que ele só o Lazaroni e o Parreira, mesmo esse sendo campeão em 94.

  7. Vitor disse:

    Tudo que é relacionado ao SPFC, os rivais tentam ridicularizar… Pq?

  8. Marcello disse:

    Engraçado como algumas pessoas julgam o caráter de uma pessoa, sem nem conhecê-la…
    Como treinador, foi muito melhor que qualquer treinador do Curintia!

  9. Hamilton disse:

    Baita encrenqueiro!
    Não faz falta nenhuma.
    Inclusive perdeu do Timão do Neto,esse sim de boas lembranças!

  10. fred disse:

    pois é alex franco pior que é verdade ele realmente foi pé frio na seleção mas reergueu o tricolor tirando da 2 divisao para ganhar titulos e mais titulos

  11. MARCOS oliveira disse:

    Hamilton, boas lembranças é? Vc, deve ser um mal caráter igualzinho ao neto e a todos q comandam seu timinho… Com certeza, quem ñ iria fazer falta nenhuma, seria vc!!!

  12. hamilton disse:

    Alguns brasileiros adoram e idolatram perdedores!

  13. PH TRICOLOR disse:

    O melhor entre os tops!

  14. ALBERTO COSTA disse:

    OBRIGADO POR NOS LEMBRAR DESTE DIA PAULINHO!!

  15. Luiz Manoel disse:

    Tele, lembrou-nos que futebol começa com fundamento técnico do jogador, e que dez mil horas de treino fazem de um jogador comum um especialista.

  16. André Luiz disse:

    Alex Franco Disse:
    abril 21, 2013 às 11:26 am
    Hamilton Disse:
    abril 21, 2013 às 12:37 pm
    Parem de desmerecer a imagem de um grande proficional.
    Não se esqueçam que o Magrão tambem participou dessas duas copas e apesar de ele ter jogado no seu clube,não deixei de respeitar sua histtoria.

  17. Ana Luvison disse:

    O São Paulo jogou o fino da bola na mão desse homem, envolvia o adversário no toque de bola, era bonito de ver o São Paulo jogar. Saudade!

  18. Alex Franco disse:

    Andre Luiz, o Socrates foi um puta pe frio na seleção assim como o Zico. mas nem por isso deixaram de ser geniais.

  19. hamilton disse:

    Os jogadores obedecem o que o treinador pede e ele era BURRO PACAS!
    PERDEDOR! SEM HISTÓRIA NENHUMA!
    Muito mais o Parreira e o Zagalo, jogo bonito sem troféu adiante de que?

  20. nilson disse:

    fanáticos como chico lang e avallone tem que ficar um pra lá e outro pra ca pois não sabem reconhecer o talento de seus rivais; por isso não ligue para esses meninos , quando já for tarde demais eles saberão dicernir oque é um tecnico de talentos e oque é um tecnico sem ter astral. como o dr.socrates , tele santana será sempre lembrado e reverenciado

  21. h@milton disse:

    nilson quem é o dicernir?

  22. HugoSPFC disse:

    Quanta merda meu deus. ai quer dizer que vc deixou de ir a jogos do São Paulo quando o Telê saiu!? O Tele é eterno e vc é um trouxa!

  23. Fábio disse:

    Se ele é pé frio, então Sócrates, Falcão e Zico também o são. Telê era genial, se era chato o problenma é dele, aqui tem um monte de idiotas que tenho certeza ser muito mais chato que ele!!! O que dizer quando uma Seleção é mais ovacionada (82), mesmo perdendo uma Copa, do que outra meia-boca que ganhou (94)????
    Acho que ele teve méritos nisso, também!!!
    E o mais importante, é que ele ganhou TUDO no Tricolor Paulista, TUDO!!! Coisa que muitos técnicos atuais nem perto chegarão!!!

  24. hamilton disse:

    Ganhou sim!
    Tudo presente da IBF!
    Lembram dela?

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.