Advertisements

Crime do Engenhão e a lembrança de 1924

A crônica da sacanagem anunciada, com clara conivência da Prefeitura do Rio de Janeiro que para beneficiar uma construtora assinou contrato sem pé nem cabeça obrigando a si própria a bancar custos de um projeto equivocado, que colocou em risco a vida de milhares de torcedores do Estado, demonstra toda a falta de escrúpulos de nossos governantes.

Ou alguém acredita que os engenheiros e arquitetos do governo, renomados, não perceberiam os equívocos estruturais antecipadamente ?

Tudo indica que bolsos foram preenchidos para que outros mais se beneficiassem, num esquema de corrupção que pouco se importou em ver, quem sabe, num golpe de azar, ou de ventos de 60 km/h, uma desgraça generalizada.

Agora, para impedir a paralisação do futebol no Rio de Janeiro, com o advento do Maracanã em obras, todos os clubes grandes terão que agradecer à benevolência do Vasco da Gama, que cederá São Januário.

Em 1924, os então dirigentes das equipes cariocas, impediram o Vasco de disputar o Campeonato Carioca, sob pretexto do clube não possuir estádio.

Além disso, racistas, pediam a expulsão de 12 jogadores negros que atuavam pela equipe.

Hoje, quase 90 anos depois, Flamengo e Fluminense não possuem estádios dignos de sua grandeza, o do Botafogo é emprestado e todos dependem do patrimônio vascaíno para jogar exatamente o mesmo torneio.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: