Advertisements

Corinthians devia R$ 10 milhões, fez acordo para pegar certidão e ainda queria que o povo pagasse o processo

Existem situações tão surreais que chegam a ser difíceis de serem tratadas como verdadeiras.

Recentemente, o Corinthians fez um acordo “mandrake” com a Prefeitura de São Paulo para que o órgão concedesse uma certidão positiva, com efeito de negativa, mesmo com o clube devendo todos os pagamentos de IPTU da gestão Andres Sanches.

R$ 10 milhões, de 2008 até 2012.

Até hoje a dívida não foi paga.

Os jurídicos de ambas as partes alegaram que a “trama” era possível porque o clube não havia sido ainda notificado da execução.

Uma ação legal, porém imoral.

Com o procedimento descrito, a própria Prefeitura, que é credora do clube, sem abater o débito devido, teria como “agraciar” o Corinthians com os CIDs, avaliados em pouco mais de R$ 300 milhões, a serem utilizados na construção do “Fielzão”.

Mesmo assim, sem a menor razão de ser, o departamento jurídico do Timão, comandado pelo circense Dr. Luis Bussab, inventou de ingressar com reclamação judicial contra a Prefeitura porque o clube, “coitadinho”, teria que pagar as custas do processo de “facilitação” do IPTU.

O resultado não poderia ser diferente.

Claramente indignados, os desembargadores de segunda instância condenaram o Corinthians a pagar não apenas as custas, mas também os advogados de todo o processo.

É o custo da incompetência jurídica aliada à cara de pau do dirigente que autorizou a operação.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: