As declarações de salários falsas do esquema CBF – CBBS – KOCH TAVARES

spironelli biquinho

O presidente da Confederação Brasileira de Beach Soccer, Marcos Fabio Spironelli, além de ser comprador, intermediário e vendedor numa mesma operação da entidade, era também muito criativo, porém nada sutil, na arte de pegar dinheiro que não lhe pertencia.

Continuando a extensa série de atos corruptos do ex-árbitro, ligado a Ricardo Teixeira, na entidade comandada pela CBF, mostraremos agora declarações salariais falsas de jogadores, fisioterapeuta e até preparador físico.

Seis delas, todas datadas de 14 de abril de 2011, assinadas por Spironelli, com idênticos “salários” de R$ 1,5 mil.

Porém, sem o consentimento, muito menos o conhecimento dos “agraciados”, que certamente saberão da utilização de seus nomes por este matéria.

Somente nessa leva Spironelli pegou R$ 9 mil.

O objetivo era fraudar o recebimento de valores, segundo informações, de supostas “propinas’ pagas pela empresa Koch Tavares, que para manter a conta publicitária da CBBS era obrigada a atender seu presidente.

CONFIRA ABAIXO DUAS AMOSTRAS DAS “DECLARAÇÕES”

declaração falsa 1 declaração falsa 2                                                                                                       

CLIQUE NO LINK A SEGUIR PARA TER ACESSO A TODOS OS DOCUMENTOS

declaração falsa cbbs

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.