Advertisements

Inglaterra vence o Brasil em Wembley

No primeiro teste da era Felipão, a Seleção Brasileira perdeu para a Inglaterra, por dois a um, em Wembley.

Demonstrou muita dificuldade na criação de jogadas e certa vulnerabilidade defensiva.

Entre os veteranos, somente Julio Cesar correspondeu, com atuação digna da titularidade conquistada.

Os ingleses, com mais essa boa atuação, vão se consolidando como um dos favoritos a vencer o Mundial de 2014.

A primeira etapa começou equilibrada, com a Inglaterra buscando mais o ataque, enquanto os brasileiros tentavam cadenciar mais o jogo, vez por outra encaixando um contra-ataque.

Julio Cesar fez grande defesa, aos 10 minutos, em cabeçada de Rooney, mas o lance já estava parado em falta marcada do atacante.

Goleiro brasileiro que fez um primeiro tempo impecável.

Um minuto depois, Oscar arriscou da entrada da área e a bola passou com relativo perigo por cima do gol.

Aos 17 minutos, o árbitro português marcou penalidade inexistente para o Brasil enxergando mão na bola em cruzamento de Ronaldinho Gaucho.

Penalidade mal batida pelo próprio, que ainda tentou pegar o rebote do goleiro, que travou seu chute, com a bola sobrando para a zaga afastar na chegada de Neymar.

Diferentemente de Julio Cesar, Ronaldinho Gaucho jogava de maneira lamentável, sem criatividade, uma decepção só.

Problema este que se estendeu para todo o sistema criativo da Seleção, com Oscar um pouco mais ligado no jogo e Neymar totalmente apagado.

Mordida pela marcação da penalidade, a Inglaterra foi ainda mais para o ataque, conseguindo abrir o marcador aos 25 minutos, quando Julio Cesar fez milagre em batida de Walcott, mas a bola sobrou para Rooney, de primeira, empurrar para as redes.

O Brasil sentiu o gol e o que estava equilibrado se desequilibrou.

Os ingleses terminaram melhores no primeiro tempo, embora, aos 37 minutos, o Brasil quase tenha conseguido empatar, em jogada de Oscar pela direita, que Neymar tentou complementar de carrinho, mas pegou embaixo da bola.

No segundo tempo, o Brasil voltou com Fred no lugar de Luis Fabiano, Arouca no de Ramirez, alterações programadas, e Lucas substituindo Ronaldo Gaucho, que, certamente, deve ter deixado Felipão sem paciência.

Logo aos 46 segundos, Julio Cesar bateu roupa em chute de Gerard, assustando a Seleção Brasileira.

Porém, aos 2 minutos, Cahill saiu jogando errado, a bola sobrou para Fred que, com enorme categoria empatou a partida.

Dois minutos depois o mesmo Fred colocou a bola no travessão inglês, em nova bobeada da zaga.

Mais confiante, o meio de campo brasileiro passou a tocar melhor a bola, com a rapidez que faltou na etapa inicial.

Julio Cesar defendeu com a ponta dos dedos, aos 10 minutos, cabeçada de Cahill, após cobrança de escanteio.

A Inglaterra, depois do susto, voltava a equilibrar o jogo.

E, aos 14 minutos, Arouca recuou mal para Paulinho, Rooney recuperou e rolou a bola para Lampard marcar um golaço, de fora da área.

Walcott dava um verdadeiro show em cima de Adriano, que sequer conseguia ver a bola correndo atrás do inglês, criando as melhores oportunidades de seu time, pela direita.

Os ingleses, mesmo com o equilíbrio, levavam nítida vantagem pelo entrosamento, enquanto o Brasil encontrava enormes dificuldades para criar suas jogadas.

Neymar tentou, aos 23 minutos, uma desajeitada bicicleta de fora da área, que valeu o destaque pela ousadia, embora absolutamente ineficiente.

Ao final da partida, ficou a sensação de que algumas peças precisam ser realmente trocadas, e de que Felipão terá enorme trabalho para corrigir a chamada equipe “base”, herança deixada pelo antecessor Mano Menezes.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: