Palmeiras: o “olheiro” de Della Mônica

O delegado aposentado Afonso Della Mônica, ex-presidente do Palmeiras, no final de seu mandato, não contente com as diversas peripécias efetuadas ao longo de sua gestão, decidiu agraciar mais um de seus “amigos”.

Contratou a custo de R$ 3 mil mensais, cada um, os senhores Carlos Alberto Maimone, Carlos Degon e Imparato Neto.

Como não tinha onde coloca-los, encaixou-os na função de “olheiros” do departamento de futebol.

Aproveitando-se da “moleza”, um deles, Imparato Neto, fez até cartão de visita com o símbolo do clube, oferecendo seus serviços a terceiros, mesmo sendo remunerado pelo caixa palestrino.

Della Mônica, óbvio, fingia nada saber, hábito adquirido de sua “complicada” atuação na polícia de São Paulo.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.