O calvário continua nas categorias de base do Corinthians

Há duas semanas, a equipe sub-17 do Corinthians, que se aloja em casas de lata construídas ao lado do campo do Flamenguinho de Guarulhos, sem as mínimas condições de higiene e conforto, foi eliminada de maneira vexatória do fraco campeonato paulista da categoria.

No último sábado foi a vez do Sub-20.

Após derrota para o Mogi Mirim, sequer alcançaram a fase de quartas de final.

Inadmissível para um clube que seguramente é o que mais gasta na base, dinheiro este que, comprovadamente, além de estar sendo mal gasto, vem sendo desviado, em parte, para o bolso de muitos aproveitadores.

Nenhum dirigente, em toda a história do Corinthians, foi tão desastroso no departamento mais importante do clube, o que revela jogadores, quanto o atual, Fernando Alba.

Além da incapacidade evidente, o dono de estacionamento e, por vezes, vendedor de ingressos, paga pela omissão e falta de coragem em combater àqueles que se locupletam, e muito, no local.

O mesmo procedimento que teve, anos atrás, ao escutar do iraniano Kia Joorabchian toda a “operação” do Caso Nilmar, que tanto prejuízo trouxe aos caixas alvinegros.

“Serviços” estes que devem ter agradado ao ex-presidente Andres Sanches, e também ao atual, Mario Gobbi, que mesmo após anos sem revelar jogadores ainda o mantém como homem forte do departamento.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.