Advertisements

“Fielzão”: Corinthians e Odebrecht recusam ofertas e “lucram” com superfaturamento

Recentemente publicamos que o Corinthians recusou-se a avaliar proposta do conselheiro alvinegro Zezinho Mansur Farah, para a colocação de vidros na cobertura do “Fielzão”, comprovadamente a custo mais barato e com material de melhor qualidade.

Mas este caso não foi o único.

Há diversas denuncias de fornecedores que estão sendo preteridos em situação semelhante.

Informações dão conta de que Corinthians e Odebrecht desdobram-se para manter os preços do estádio superfaturados, lançando mão de fornecedores previamente combinados.

Ou seja, do esquema.

O fato é que o lucro com o “superfaturamento”, que já seria errado, não entra no caixa do clube, preenchendo apenas os bolsos de seus intermediários.

Entre eles, segundo as denúncias, Luis Paulo Rosenberg, vice-presidente, que é quem aprova todos os gastos do empreendimento.

Para o Corinthians sobrarão as dívidas, acrescidas de juros, baseadas em valores irreais, e que poderiam ser bem menores não fosse a ação dos “superfaturadores” profissionais.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: