Advertisements

Corinthians: intermediário não consegue acordo no caso Wilson

Recentemente o Corinthians foi condenado a pagar R$ 18 milhões à família de Moacir da Cunha Viana pela desastrada negociação do atacante Wilson.

http://blogdopaulinho.com.br/2012/05/31/corinthians-e-condenado-no-tj-a-pagar-r-18-milhoes-pela-negociacao-do-jogador-wilson/

Da mesma maneira que agiu em relação à outra condenação, do cheque sem fundo emitido por Andres Sanches à Turbo Sport, mais R$ 1,6 milhão, o clube se utilizou de um intermediário para tentar amenizar a situação e, se possível, chegar a um acordo de pagamento.

O ex-inimigo, tantas vezes achincalhado por todos os dirigentes da atual gestão, Rolando Wohlers, conhecido como Ciborg.

Porém, enquanto o caso da Turbo Sport, empresa que intermedeia jogadores, parece caminhar para uma solução, o da família de Moacir, tudo indica, deve caminhar para a execução.

“Eles não querem acordo. Não tem jeito. O advogado tem direito a 20%, não vai facilitar”, disse Ciborg.

Vale lembrar que Wilson foi trazido ao Corinthians, segundo se dizia, a custo zero, através de uma ação benemérita.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: