Diretor da base pode passar apertado hoje no Corinthians

Teremos, logo mais, no final da tarde, uma reunião no Parque São Jorge em que alguns associados do clube questionarão o Diretor das Categorias de Base, Fernando Alba.

Sabe-se que, escorregadio como é, tentará, como de costume, responder apenas o que quiser, não o que lhe questionarem.

Em caso de aperto, tentará desqualificar o perguntador.

Sim, porque não deve ser nada fácil explicar os motivos de conselheiros corinthianos possuírem jogadores na base, ou a escolha de um “ex-Fora Dualib”, com qualificações limitadas, nenhuma delas relacionada a futebol, para ocupar cargo no departamento.

Dizer então porque contratou Adãozinho, com mais de 40 anos, recebendo R$ 60 mil para atuar na equipe “B”, ou explicar as diversas chegadas e saídas de atletas, muitos sem nem sequer vestirem a camisa alvinegra, seria quase impossível.

Outro assunto polêmico, e que precisaria ser levantado, é a unanimidade negativa em torno de alguns nomes do local, como Afonso Armonia, Flavio Furlan (filho adotivo de Joaquim Grava), Doni “Bob Cuspe”, entre outros.

Por que mantê-los, com tantas denuncias e reclamações, não apenas na imprensa, mas também de ex-ídolos do Timão, como Vampeta e Rincon ?

Sem falar, é claro, na escancarada farra de empresários com gente de dentro do clube, como o conselheiro Mané da Carne e o pai do jogador Willian, o Severino, que até empresa expos na internet com jogadores da base corinthiana em seu “cast”.

Pois é.

Impossível que Fernando Alba não saiba de nada, tendo então os associados do Corinthians, hoje, uma ótima oportunidade para por tudo em pratos limpos.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.