Corinthians: o mediocre “Stand Up” de um vice-presidente

Foi noticia, durante a tarde de ontem, mais uma desastrada sessão amadora de “Stand Up Comedy” do vice-presidente do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg.

Entre seus habituais desatinos, originários de sua conhecida e problemática indigência cultural, fez chacota do próprio clube, acreditando estar fazendo média com seu torcedor.

Um verdadeiro tiro no pé.

Convenhamos, até para contar piadinhas sem graça, há de se ter algum talento.

Tratar a equipe do Corinthians, que disputa as semifinais da Libertadores, como “medíocre”, é, além de desfazer do trabalho de jogadores e comissão técnica, atestar publicamente a própria incompetência administrativa.

Dizer ainda que o clube tem dificuldades para vencer títulos internacionais (esquecendo-se ou talvez desfazendo do Mundial de 2000), citando Santos e São Paulo (segundo dizem, seu clube de coração) como exemplos de conquistas, colocando ainda que parar suprir esse “problema” contrata jogador da China, não é declaração digna do cargo que ostenta.

O fato é que, apesar dos gracejos, é falando sério que Rosenberg tem demonstrado toda a sua ineficácia diretiva.

Esta sim, digna de piadas.

Que o digam os falidos Sharp e Banco Panamericano e o agora, sem Ronaldo para ajudar e, por consequência, sem patrocínio Corinthians.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.