Advertisements

“Obsessivo” jogo (sujo) do poder

Durante todo o dia de ontem, um dos assuntos mais falados nas redes sociais foi o suposto desmerecimento do candidato a presidente do Corinthians, Paulo Garcia, ao título mundial de 2000.

Fato desmentido pelo próprio, em entrevista ao LANCE, e que, a imprensa tratou com o entendimento que lhe foi mais conveniente.

Porém, no mesmo dia, fatos muito mais graves ocorreram, recebendo tratamento da mídia como se fossem coisas normais, corriqueiras.

A utilização de espaços oficiais do Corinthians, custeados com dinheiro dos associados, para realizar campanha explícita de um candidato.

Primeiro tivemos a abertura do sinal da “TV Corinthians”, na internet, apenas uma semana antes do pleito.

Por fim, bem mais grave, uma carta publicada pelo diretor jurídico do clube, Sergio Alvarenga, no site oficial, tratando não apenas de distorcer ainda mais as declarações do adversário, além de, sem o menor pudor, finalizar seu texto com uma campanha notória ao situacionista Mario Gobbi.

Que Alvarenga não é lá flor que se cheire até as árvores do Parque São Jorge estão cansadas de saber, mas utilizar-se de espaço do clube para faltar com a verdade e ainda sugestionar votos de associados passam de todos os limites éticos e morais.

Embora, pelo que se viu nos últimos anos, não apenas dele, mas também de seu grupo, fechando os olhos – para ser econômico no comentário – aos descalabros cometidos por Andres Sanches, não é de causar surpresa atitudes dessa estirpe.

Facebook Comments
Advertisements

72 comentários sobre ““Obsessivo” jogo (sujo) do poder

  1. Zé Ninguém

    O candidato só falou a verdade, final com curica X Vasco só Rio-São Paulo.

    Mundial de verdade: Barcelona x Santos, Manchester United x Palmeiras, Milan x Boca e por aí vai…

  2. Edson

    A princípio sou palmeirense! Mas, tenho uma dúvida ! Pode um Jornalista apoiar alguma candidatura, tanto da oposição quanto da situação ? Só não me venha com pedras… é simplesmente uma pergunta.

  3. O Corinthiano (O Original)

    O jogo do poder é uma conversa sem fim … mas ótima quando grupos da situação e a oposição se invertem …
    Eu espero de coração que a oposição vença (difícil mas não impossível) … pois após algum tempo com o novo poder na administração do clube … ficarei ansioso para ver como serão as posturas e atitudes dos críticos atuais …

    No jogo do poder, fácil é ser oposição! Tacar pau é fácil, quero ver assumir e solucionar.

    Vamos aguardar.

  4. af curitiba

    Quem lê os comentários daquele que deseja ser vagabundo e projeta isso nos outros, têm a certeza que a idade mental do autor não passa de cinco anos. Respostinhas mais do que infantis. Não consegue nem interpretar textos. Além de fixado em vagabundagem (seu desejo), parece ser analfabeto funcional. Assim como um tal de Marcos, pouco inteligente e sem criatividade nenhuma, daqueles que vivem rindo das próprias piadas sem graça.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: