Advertisements

Nós, os jornalistas “esportivos”

Da FOLHA DE SÃO PAULO

Por JUCA KFOURI

——————————————————————————–

Quem disse que existe jornalista esportivo, jornalista econômico, jornalista político? Vamos pensar a respeito?

——————————————————————————–

COMEÇA QUE , na verdade, não existem jornalistas esportivos. Em regra, somos sedentários, gordos e não praticamos esporte algum. Advirto que sou exceção. Ando, nado e faço musculação. Como não existem jornalistas econômicos. Em regra, são perdulários e incapazes de viver dentro de seus orçamentos.

Jornalista político é outra ilusão, porque, se jornalista for político, deixa de ser jornalista, preocupado em agradar a todos.

E jornalista não existe para agradar a ninguém, muito ao contrário. Se desagradar a gregos e troianos é que estará exercendo seu papel com fidelidade e independência.

Aliás, não existe também, ao menos por aqui, um jornalismo esportivo. Porque há mais. Há o sério e o picareta, aquele a serviço de empresários de atletas, dos subservientes ao poder, garotos-propagandas, promotores de eventos etc. Tudo isso para, mais uma vez, referir às palavras de Dunga, em recente entrevista, quando recebeu o programa “Arena Sportv” em Porto Alegre, sua cidade.

Dunga teria dado uma belíssima entrevista não fosse por um grave senão, uma mentira que ele insiste em manter, sobre o que falaremos, outra vez, adiante.

Mas ele estava exultante, não apenas por colher os louros do ótimo resultado de seu trabalho como também porque tinha lido nesta Folha que o ombudsman Carlos Eduardo Lins e Silva acha que jornalista é um bicho arrogante que adora criticar e odeia ser criticado.

Mais de acordo com o que Dunga tem dito é impossível, e o pior, ou o melhor, que é expressão da pura e irretocável verdade.

Nós, jornalistas, detestamos ser criticados e corrigidos, no que, perdão, também sou exceção, tanto que criei vinheta para mim, a “Kirrata”, a errata do Kfouri, presença constante neste espaço. E vivo me mandando para o chuveiro no programa que faço na rádio CBN, porque, embora também deteste errar, tenho plena consciência do quanto erro e de que conseguimos revelar, se tanto, 1/3 da realidade.

Mas Dunga, entre a leal defesa que fez de Robinho, da crítica correta que fez do excesso de discussões táticas, do constrangimento que causou a Paulo Roberto Falcão, presente à entrevista, ao se referir aos técnicos que não deram certo na seleção, exigiu o óbvio, que os jornalistas falem a verdade.

Só que ele faltou com a verdade, de novo não honrou as bombachas, ao se referir ao episódio com o companheiro PVC, que não o criticou em público e pediu desculpas em particular, como acusou levianamente. E tanto é assim que seu braço direito, Juarez Rosa da Silva, em dispensável catilinária que me enviou, garante que Dunga não fez a afirmação que lhe foi atribuída.

Só que, no “Arena Sportv”, em vez de ele dizer isso, preferiu até não dar o nome de PVC, “para não encher a bola dessa gente”.

Como se ser citado por ele, não sendo jogador de futebol, encha bola de alguém, arrogância típica de nós, jornalistas, que um dia ele tentou ser, na Band, sem deixar, diga-se, a menor saudade.

Dunga será bajulado ainda mais até a Copa do Mundo pela imprensa “esportiva”. Não pela séria.

* A FOLHA não permite mais que suas colunas sejam publicadas. Ousei publicar esta, por julgar de grande relevância, que é da semana passada. Creio que desta maneira não prejudicarei a tiragem do jornal.

Advertisements

Facebook Comments

11 comentários em “Nós, os jornalistas “esportivos””

  1. PAULINHO. ALÉM DO GRANDE JUCA KFOURI, VOCE TEM OUTRAS REFERENCIAS, MESMO QUE NÃO SEJAM ESPORTIVAS ?

  2. DESCULPE , MAIS ESSE JORNAL A “FALHA DE SÃO PAULO” É HORRIVEL , PIOR JONAL QUE EXISTE E SÓ CONCORDO QDO O JK DIZ QUE JORNALISTAS SÃO ARROGANTES E SÃO INCAPAZES DE ADMITIR SEUS ERROS E SÓ SABEM FALAR MAL DOS OUTROS E PROTEGEM A SI PROPRIO COM EXCESSÃO DE JK QUE ODEIA MN E VICE VERSA , MAS NO FUNDO SÃO PÉSSIMOS E HORRIVEIS E TOTALMENTE IGUAIS…

  3. “Mas ele estava exultante, não apenas por colher os louros do ótimo resultado de seu trabalho como também porque tinha lido nesta Folha que o ombudsman Carlos Eduardo Lins e Silva acha que jornalista é um bicho arrogante que adora criticar e odeia ser criticado.”

    Essa é a mais pura verdade. Jornalista esportivo adora descer a lenha no trabalho dos outros, mas quando erra, tem a pachorra de falar que sua fonte é que errou…

  4. Precisamos lembrar ao senhor Paulinho, dono do blog, que nós torcedores e trabalhadores que pagam impostos e suas contas em dia; nós que participamos de eleições e tentamos nos fazer representar da melhor maneira possivel, estamos INDIGNADOS com a demora referente ao processo de apuração e punição dos responsáveis pelo caso do gás na semi-final do campeonato paulista de 2008.
    Mesmo após o JORNAL LANCE ter divulgado que durante as escutas telefônicas no caso da máfia dos ingressos, foram encontradas/criadas provas ( gracações de conversas ) do envolvimento de torcedores e dirigentes da Sociedade Esportiva Palmeiras, estranhamente notamos “morosidade” no processo.
    Gentilmente solicitamos ao caro jornalista, que nos informe, cobre, investigue.
    Nós não queremos de forma alguma ter gente desta espécie vestidos de representantes mascarados de pessoas de bem em nosso meio.

    QUE SE INVESTIGUE, QUE JULGUEM E PRINCIPALMENTE QUE PUNAM OS RESPONSÁVEIS.

    NÃO A IMPUNIDADE !!!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: