Advertisements

Fim de jornada para um ídolo

idário

Morreu, hoje, por complicações respiratórias, aos 82 anos de idade, o grande ídolo corinthiano Idário.

Foram 475 jogos pelo Corinthians , em que conquistou, por 3 vezes, o campeonato paulista incluindo o título do 4º centenário  e, mais 3 vezes, o  torneio Rio-São Paulo.

Jogou no clube entre 1949 e 1959.

Não foi divulgado ainda onde acontecerá o sepultamento.

O blog abraça, neste momento, os amigos e familiares do ex-atleta.

Exemplo de dedicação e respeito a um clube de futebol.

Facebook Comments
Advertisements

44 comentários sobre “Fim de jornada para um ídolo

  1. Edgar

    Fica as minhas condolências a Família e um forte abraço onde ele estiver para um dos homens que ajudaram a construir um dos clubes mais amados do Mundo.

    GRANDE IDÁRIO, SEUS FEITOS JAMAIS SERÃO ESQUECIDOS POR NÓS, VERDADEIROS TORCEDORES DO CORINTHIANS.

  2. Luiz

    Fico pensando como deve ser dificil um blog abracar uma pessoa…

    Paulinho:Com seu nível intelectual é compreensível que não entenda…

  3. Francisco Terra

    Que Deus o abrace. Uma nova vida começa para ele agora.
    Minhas condolencias à família.

    FRANCISCO TERRA. BRAÇO FORTE. MÃO AMIGA.

  4. Wilson

    Condolências aos familiares.

    Obrigado pelos serviços prestados ao Sport Club Corinthians Paulista.

    Abs.

  5. Paulo

    Esse tinha sangue azul.

    Um exemplo eterno para todos os jogadores que porventura vierem a vestir a camisa corinthiana.

    Condolescências a seus familiares.

  6. Luís Carlos

    Ídolo Corinthiano não morre nunca. Idário é um deles.

    Obrigado, Grande e Eterno Guerreiro!

  7. Hugo_gestor21

    QUE DEUS O ABENÇOE…. A NAÇÃO CORINTHIANA AGRADECE SUAS GLORIAS DE LUTA…. ETERNOS ABRAÇOS…

  8. Vinicius

    Idário morreu passando necessidade, ganhando aposentadoria do INSS… há um ano atrás, nosso “querido” presidente Andres Sanchez prometeu ajudá-lo com os tratamentos médicos que precisava, dar uma ajuda de custo. Não deu um centavo sequer. Prefere dar dinheiro aos empresários que trazem esses jogadores sem alma que vestem a camisa do Timão, do que ajudar um herói da Nação.

    Que descanse em paz o nosso eterno guerreiro Idário!

  9. Tricolor

    Se quiser saber sobre isso aqui não é o lugar certo. O Paulinho não critica seus aliados, só o PT.

  10. Rodrigo

    Outros campos te esperam, Certamente ele torce que nos novos campos ele não tenha que enfrentar, de novo, seu algoz, o Canhoteiro.

  11. Beto

    Rodrigo, mais se o prefeito fosse do PT….

    a indignação seria geral, já posso ver a manchete “PT, tira comida do prato das crianças ….”

  12. PH TRICOLOR(SPFC)

    Ouvi o Dr. Osmar dizer hoje que o Idário foi o jogador mais guerreiro que ele viu jogar e até ficou emocionado no programa da Renata.
    Sem hipocrisia nenhuma, meus pêsames à família corinthiana.

  13. Flávio

    Francisco Terra, pobre coitado de memória curta, o time para qual torce é tão sujo quanto o mascote. Serviu de lavagem de dinheiro da Parmalat e também teve como presidente Mustafá Contursi sinônimo de incompetência e corrupção. O atual presidente tão queridinho, dias atrás elogiou o Andrés e defendeu com unhas e dente VL por determinado tempo, sugeriu teto salarial no futebol brasileiro e pouco tempo depois fechou com Muricy com um salário astronômico, aceitou como um cachorrinho o convite de Ricardo Teixera para ser chefe da delegação da seleção brasileira e ainda aceita o chiqueiro ser barriga de aluguel para a TRAFFIC. Quanto ao teu depoimento, é algo fantasioso, mentira pura e se não for demonstra a falta de personalidade, de caráter, algo do tipo maria vai com as outras que não sabem separar a instituição, o patrimônio Corinthians de pessoas corruptas que de passagem estão como dirigente do clube. O slogan típico daqueles candidatos a vereador tosco, motivo de piada “braço forte mão amiga” deveria mudar para: CHICO FIO TERRA: CABEÇA FRACA IDIOTICE AGUDA

  14. Flávio

    Para noiva do chico fio terra tbm:
    Francisco Terra, pobre coitado de memória curta, o time para qual torce é tão sujo quanto o mascote. Serviu de lavagem de dinheiro da Parmalat e também teve como presidente Mustafá Contursi sinônimo de incompetência e corrupção. O atual presidente tão queridinho, dias atrás elogiou o Andrés e defendeu com unhas e dente VL por determinado tempo, sugeriu teto salarial no futebol brasileiro e pouco tempo depois fechou com Muricy com um salário astronômico, aceitou como um cachorrinho o convite de Ricardo Teixera para ser chefe da delegação da seleção brasileira e ainda aceita o chiqueiro ser barriga de aluguel para a TRAFFIC. Quanto ao teu depoimento, é algo fantasioso, mentira pura e se não for demonstra a falta de personalidade, de caráter, algo do tipo maria vai com as outras que não sabem separar a instituição, o patrimônio Corinthians de pessoas corruptas que de passagem estão como dirigente do clube. O slogan típico daqueles candidatos a vereador tosco, motivo de piada “braço forte mão amiga” deveria mudar para: CHICO FIO TERRA: CABEÇA FRACA IDIOTICE AGUDA

  15. Vinicius Barros

    Paulo, largue de ser falastrão. Vc nem sabe quem é o infeliz que morreu. Nem televisão tinha na época. Não deve ter jogado nada e vc fica inventando que o cara era um exemplo. Vai dormir. O cara morreu e ponto. Que Deus o abençoe. Não precisa ficar inventando história pro cara.

  16. Hugo - Corinthians

    Ser Corinthiano,
    por um palmeirense

    Sei de gente que ama odiar os mais populares times do país.
    Sei de torcedor que preferiu ver o rebaixamento ao próprio time campeão.
    Sei de gente que torce mais contra que a favor.
    Não se pode recriminar. Faz parte do jogo.
    Mas quem, como eu, não é Corinthians, de fato, não sabe falar pelo corintiano.
    Queria dar o espaço a tantos amigos e colegas corintianos. Eles falam
    e sentem e sofrem e vibram melhor.
    Só que acho mais sincero um depoimento de quem não é.
    Mas que respeita demais quem é.
    Quem nasceu Corinthians.
    Quem morreu Corinthians.
    Quem vive Corinthians – porque viver um amor desse não se usa no
    passado, nem no futuro.
    É um presente. É um dom. É uma doação, mesmo quando mais parece uma
    danação.
    Como foi de 1954 a 1977. Como foi a Série B. Como gosta o “maloqueiro
    e sofredor, graças a Deus”.
    É sina. Que não se explica, que fascina até quem não é, até quem não
    gosta.
    Não sei explicar o Corinthians. Nem os corintianos conseguem
    Tanto faz se vai ter Rivellino ou Bóvio em campo.
    Não importa o campeonato, o amistoso, o adversário.
    Importa é que o Corinthians vai estar em campo.
    Aliás, que não me leiam: não importa nem mesmo se o Corinthians estará jogando.
    O que importa é que haverá no estádio e em cada canto um fiel. Um
    estado de espírito alvinegro.
    Um torcedor que acredita sem ter o porquê;
    que torce sem ter por quem;
    que joga sem ter com quem.
    O corintiano não torce por um time.
    Ele torce pela torcida.
    Por isso, não precisa a equipe estar em campo.
    Basta um corintiano encontrar um corintiano pela cidade. Esse é o
    jogo. Essa é a alegria. Essa é a vitória.
    Esse é o título incontestável. Um torcedor que se sente campeão só de
    ver um outro torcedor.
    Isso não explica nem de longe o que é o Corinthians.
    Mas, do lado de cá (do microfone e da imprensa há 17 anos, da
    arquibancada a minha vida toda), posso dizer que não é preciso o
    Corinthians entrar em campo para vencer.

    By: Mauro Beting – Jornalista esportivo.

  17. Alberto - O Original

    A família não terá nenhum conforto, pois além de perder um ente querido, ficou com um caminhão de dívidas, as quais o Corinthians não teve a capacidade de ajudar (bem como, também, os muitos conselheiros ricos do time).

    Do blog do Juca:

    Há quem esteja dizendo que o Corinthians pagou todo o tratamento médico e os exames.
    Não é bem assim.
    Foram feitos apenas dois depósitos.
    Um foi de R$ 900 e outro, recente, de R$ 2.627.
    Idário e sua mulher sonhavam com um Plano Médico.
    Ouviram a promessa de que o receberiam. Mas ficou só na promessa mesmo.
    Quando Idário teve o AVC foi para um hospital público.
    E, hoje, morreu num Pronto Socorro público.
    Segundo Dona Nati, a viúva, as notas fiscais que ela enviava para o clube se perdiam.
    Ela chegou a atrasar duas contas de telefone e um condomínio.
    Além disso, chegou a dever R$ 2 mil na farmácia.
    Pensou em vender o apartamento para pagar o tratamento do Idário.
    Ela tinha dispensado a enfermeira porque restavam apenas R$ 600 na conta bancária.
    Para terminar, não permitiram que o velório fosse realizado no clube.

  18. Luiz Sericolla

    Pelo que meu pai me disse Idário foi um dos grandes jogadores do grande SCCP
    Meus pêsames a toda nação Corinthiana

  19. José Roberto

    IDÁRIO SANCHES PEINADO ERA SEU NOME.

    INFELIZMENTE MAIS UM ÍDOLO QUE SE VAI DEIXANDO NOSSO FUTEBOL CADA VEZ MAIS POBRE.
    Bravissimo.
    Mesmo ferido, fazia o adversário tremer. Ele era a própria alma do time. Escondia as feridas para não deixar de jogar. Pelos companheiros comprava qualquer briga.
    – Doutor, o senhor não é louco. Ninguém vai me tirar do jogo. Neste, nem de qualquer outro.
    O médico Aroldo Campos ainda tentou segura-lo pelo braço, mas foi impossível. Mal refeito do desmaio provocado pela violência de uma bola chutada pelo Jair da Rosa Pinto, correu para dentro do campo e reiniciou o duelo que mantinha com Rodrigues, famoso ponta do Palmeiras e da seleção brasileira.
    Isso ocorreu no jogo do Quarto Centenário contra o Palmeiras.
    Somente dois dias depois, com lágrimas nos olhos, mostraria para Carbone, seu amigo e confidente, porque uma terrível dor de cabeça era pouco para tira-lo daquele ou qualquer outro das 470 partidas que disputou pelo xxxxxxxxxx.
    Sua perna estava em carne viva, corroídas pelo eczema que ele, por medo de sair do time para um longo tratamento, escondia do médico, tentando cura-la com aplicações de sulfa. Não era pelo dinheiro ou pela fama que nunca conseguiu em grande quantidade, que agia assim. Era pelo profundo amor que nutria pela camisa xxxxxxxxxxx. Tão profundo e puro, que jamais, em dez anos de clube, Idário discutiu a reforma do seu contrato. Assina sempre em branco, e quando alguns amigos o criticavam por isso, ele sempre tinha a mesma resposta – Não jogo por dinheiro, Jogo por amor ao xxxxxxxxxxx.

    Nem se importava quando Cláudio, Luizinho, Baltazar e Carbone chegavam ao PSJ como verdadeiros reis, na direção de reluzentes carros do ano. Seu reinado era num campo de futebol. Ali dentro, depois de enfrentar um frio na barriga sempre que passava pelo túnel, se transformava no mais bravo guerreiro em campo. Não era por mera bondade que o chamavam de – Espanhol Sangue Azul. Era pela nobreza de suas atitudes e pela valentia com que enfrentava os adversários.

    Depois de ver Idário jogar na Pequena Copa do Mundo, dirigentes do Barcelona quiseram leva-lo para o futebol espanhol. O presidente do xxxxxxxxxxx perguntou se ele queria ir. E Idário disse – Não presidente, prefiro jogar no xxxxxxxxxxx até quando as pernas agüentarem. Seu sonho, porém, não se realizaria. Em 1959, o xxxxxxxxxxx excursionava pela Europa e o técnico Silvio Pirilo, na preleção para o jogo contra o Stade Reins, em Paris, pediu que Idário marcasse o adversário por zona. Era o fim de quem construíra uma imagem exatamente por fazer o contrário: marcando em cima, sufocando o ponta. Jogou mal, foi substituído, e logo depois DESPEDIDO. Foi para o Nacional de São Paulo, mas depois de um ano resolveu parar. Não se sentia bem vestindo outra camisa. Idário não ganhou uma estátua nos Jardins do PSJ. Nos arquivos do xxxxxxxxxxx e dos jornais é quase impossível encontrar belas fotos ou grandes reportagens que contenham seus feitos. Está, porém, na memória e no coração de todos aqueles que o viram jogar como um exemplo de raça e amor ao clube do seu coração.
    Como bem disse o Vinicius: (O pres.prefere dar dinheiro aos empresários), e não cuidou do maior ídolo do clube em todos os tempos.
    Sou Sãopaulino apaixonado, mas guardo no coração aqueles que muito fizeram pelos seus clubes, que engrandeceram o futebol, que se tornaram meus ÍDOLOS.
    DESCANSE EM PAZ GUERREIRO.
    A GRANDE FRUSTRAÇÃO QUE FICA É VER QUE HOJE NÃO EXISTE MAIS JOGADORES COMO IDÁRIO, CHICÃO NO SÃO PAULO, ZITO NO SANTOS,
    DUDU NO PALMEIRAS.
    Sobre o pres. do xxxxxxxxxxx nem vale a pena comentar.
    QUE PENA!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: