Advertisements

Aviso aos navegantes

Caros senhores,

Por problemas na internet, o blog será atualizado apenas pela manhã.

Obrigado a todos

Paulinho

* As perguntas do “Pergunte ao Paulinho” serão respondidas em instantes

Facebook Comments
Advertisements

2 comentários sobre “Aviso aos navegantes

  1. Marcos R. Cabral

    Olha só outra presepada do presidente medroso, Paulinho

    TALLIN (Estônia) – O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, termina seu mandato somente em 2012. Mas admitiu nesta terça-feira, em Tallin, na Estônia, que não aguenta mais o cargo.

    Queixando-se da invasão de privacidade, Sanchez deixou claro que não quer repetir a experiência como presidente. Em um desabafo, afirmou ainda que não irá contratar o argentino Riquelme nem o centroavante Vágner Love, colocando fim aos boatos. “Não vou ser louco. Como é que vou pagar por isso?”, disse.

    Sanchez está chefiando a delegação da seleção brasileira na Estônia para o amistoso desta quarta contra o time da casa. Depois de relutar em conversar com a imprensa sobre a situação do Corinthians, fez uma espécie de desabafo, em pleno lobby do hotel onde a equipe está hospedada. Sanchez alertou que nunca havia sido um homem público e que o cargo de presidente mudou sua vida. Para ele, a imprensa tem sido fonte de ataques infundados. “Sou pai de família”, afirmou.

    Mas o presidente do Corinthians disse que, apesar da pressão, trabalhará para sanar a situação financeira do clube. Uma das medidas será a de não contratar quem não tem condições de pagar. “Com que dinheiro é que vou pagar por Vágner Love?”, disse. Para ele, o jogador é apenas mais um dos boatos circulando sobre os futuros contratados do time. “Cada dia é um. Falaram também no Riquelme”, afirmou. “Não vou fazer essa loucura.”

    Sobre o desmantelamento do time, Sanchez é pragmático. “Como é que eu ia fazer para segurar Cristian e André Santos (foram para o Fenerbahçe,da Turquia)?”, afirmou. Para ele, Cristian chorou em sua coletiva de imprensa final “porque nunca pensou que ganharia tanto dinheiro”. A saída de Douglas – para o futebol árabe – também era inevitável, lembrando que o jogador chegou a receber vaias dos torcedores.

    Sobre Ronaldo, o presidente do Corinthians foi categórico: não o contratou para jogar bola. “Contratei para marketing e levar o nome do Corinthians a um novo nível. Eu poderia ganhar a Copa Libertadores, mas ainda assim não seria o mesmo para a promoção do clube”, disse. “O que vier além disso é lucro e está vindo mesmo”, afirmou o dirigente, claramente empolgado com a volta do atacante.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: