Advertisements

Cidades da Copa pedem R$ 20 bilhões para União

Da FOLHA DE SÃO PAULO

Gasto com evento pode ser R$ 7,7 bi superior ao investido na Alemanha-06

Ministro das Cidades diz que os pedidos de recursos para projetos de infraestrutura só serão aceitos se forem vinculados ao Mundial-14

SIMONE IGLESIAS

DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

A cinco anos da Copa de 2014, a estimativa de gastos do governo federal com o evento se aproxima de R$ 30 bilhões.

As cidades-sedes pleiteiam ao Planalto pelo menos R$ 20,38 bilhões para obras de infraestrutura. Somados aos investimentos de R$ 7,3 bilhões do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) nas 12 sedes, hoje, o custo somente para a União atinge R$ 27,7 bilhões.

As cidades escolhidas pela Fifa não economizam nos pedidos, que vão da construção de metrôs e duplicação de ruas até a reforma de hospitais e a compra de ambulâncias e carros para a polícia. Nessa conta não estão recursos para estádios, hotelaria e demais obras que ocorrerão em PPP (com participação da iniciativa privada), como o trem-bala entre Rio e São Paulo, cujo custo estimado é de pelo menos US$ 11 bilhões.

Fortaleza é a recordista em pedidos: R$ 3,6 bilhões, distribuídos em 56 obras. Brasília tenta emplacar quatro obras, com custo de R$ 3,43 bilhões.

A soma dos pleitos das duas cidades é praticamente o mesmo custo estimado pela África do Sul para a Copa do Mundo de 2010: US$ 3,5 bilhões.

O valor calculado pela Folha é R$ 7,7 bilhões superior ao gasto total da Copa da Alemanha, sendo que, dos R$ 20 bilhões de investimentos naquele país, só R$ 4 bilhões saíram dos cofres públicos.

A pressão de Estados e cidades sobre os ministros é intensa. Na semana passada, houve uma reunião com prefeitos em Brasília, na qual o governo tentou pôr freio nas demandas.

Como os projetos finais de investimentos feitos pelas sedes ainda não foram entregues, o Planalto tenta conter obras que não considera fundamentais para que a Copa dê certo.

“A palavra é modéstia na preparação da Copa. As cidades têm que garantir conforto, segurança e acomodações necessárias aos turistas e torcedores. Mas sem elefante branco e sem exagero”, disse aos prefeitos o ministro do Esporte, Orlando Silva Jr., na ocasião.

Em discurso há duas semanas, no Rio, o presidente Lula pediu aos governadores e prefeitos que tenham “cuidado com o dinheiro do povo”. “São 30 ou 40 dias de Copa, e não podemos fazer investimentos de coisas que a gente não vai utilizar depois”, afirmou.

O governo estimulou prefeitos e governadores a fazerem lista de pedidos para a segunda Copa no Brasil, mas não contou com a hipótese de empurrarem para o seu orçamento demandas históricas, como projetos de construção de metrôs que se arrastam há anos, casos de Curitiba e Porto Alegre.

Passou então a deixar claro às cidades que já está investindo em infraestrutura e transportes por meio do PAC, no qual R$ 7,3 bilhões estão garantidos -valor que pode aumentar futuramente, com eventuais aditivos contratuais.

O total destinado às 12 sedes no PAC será investido na construção de terminais hidroviários (em Manaus) e de metrôs e em reformas dos aeroportos. Quase a metade do valor é para São Paulo: R$ 3,26 bilhões.

A capital paulista é a única das sedes que não está pedindo mais verba à União. Obras de duplicação de avenidas, construção de túneis e novas linhas de metrô serão feitas, segundo São Paulo, com recursos estaduais, municipais e privados.

O governo receberá em dois meses a lista de pedidos das cidades. Fará um filtro e anunciará o PAC da Mobilidade Urbana (que deverá mudar de nome, pois marqueteiros acham que o termo é muito técnico), que será uma soma das obras do PAC já em andamento com aquelas que forem aprovadas para o Mundial de 2014.

“Os pedidos só serão aceitos se tiverem vinculação específica com a Copa. O governo não vai resolver problemas históricos das cidades”, disse o ministro Márcio Fortes (Cidades), um dos responsáveis por selecionar os projetos.

O governo é tratado pelas sedes como primeira alternativa. Se não der certo, elas recorrerão a financiamentos externos e à iniciativa privada.

Facebook Comments
Advertisements

13 comentários sobre “Cidades da Copa pedem R$ 20 bilhões para União

  1. Logan

    Eta que a farra já começou hein, aqui em Salvador já tem 10 anos que a obra do metrô se arrasta sem ser concluída e parece que vai continuar nesse ritmo.

  2. ZECA

    Quantas escolas e hospitais poderiam ser construidos com essa grana?

    Quantos brasileiros deixariam de passar fome com essa grana?

    Perguntas para os asnos denominados brasileiros refletirem antes de apoiar uma absurda candidatura!

  3. SIDNEY

    Espera ai!!!! é para a construção de Estádios, ou a independência financeiras dos safados.

  4. clovis Junior

    Paulinho.
    Sou radicalmente contra o uso de dinheiro publico, mesmo que para muitas melhorias, neste projeto Copa do Mundo.

  5. C Gomez

    Vixi! Nem cheguei a ler o post inteiro, somente li o título, mas deu para notar que começou a farra com o dinheiro público. Eu espero que aqueles que querem a Copa do Mundo no Brasil estejam bem felizes pelo mal uso do dinheiro público, o que, infelizmente, parece que será coisa rotineira hoje e no futuro.

  6. Titan

    É revoltante ver que tudo o que a gente já dizia que ia acontecer na Copa de 2014 já começa a acontecer.

    Não quero nem ver o saldo final dessa sujeira, na primeira oportunidade volto pros Estados Unidos.

    Meu blog: http://www.blogdotitan.wordpress.com

  7. Marcelo

    Lógico que são obras ridiculas, mas é dinheiro publico para obras publicas. É para modernizar a cidade, para mim a cag*** foi ser sede da Copa agora que é….

  8. Nitto

    E tem imbecil aqui que vem falar da candidatura do Morumbi.

    Olha aí o SEU dinheiro sendo sugado por esse prefeitos vagabundos. Vai ser a farra do dinheiro publico.

    Brasileiro é muito idiota mesmo, os politicos são apenas o reflexo do povo.

  9. SIDNEY

    Enquanto isso, morrem diversas pessoas nos hospitais aguardando vaga de leito. isso é brasil.

  10. SIDNEY

    Más tem solução, o povo se revoltar e começar a dar uns tapas nesses safados. e exigir o que é de direito.

  11. Sergio Roberto

    É claro que quando o Serra for o presidente do Brasil essas noticias irão desaparecer da grande midia brasileira e muito mais dinheiro será gasto e os jornalões e tvs e blogs pró PSDB como o seu não noticiarão nada.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: