Advertisements
Anúncios

O melhor que pode acontecer

Da FOLHA DE SÃO PAULO

Por JUCA KFOURI

——————————————————————————–

Está a cada dia, a cada jogo mais claro que o Palmeiras precisa levar um choque para não nos frustrar

——————————————————————————–

QUE O palmeirense desculpe e não imagine que o que lerá aqui é coisa de quem não gosta do Palmeiras. Que se lembre, ao menos, de toda a confiança e esperança aqui depositadas quando Luiz Gonzaga Belluzzo assumiu o comando do Palestra Itália. Confiança que se mantém, esperança que se reduziu. E por quê? Porque o professor Belluzzo caminha celeremente para ser mais uma vítima da estrutura carcomida do futebol, capaz de triturar até gente da melhor qualidade, em todos os sentidos, como ele.

Daí o vatícinio terrível, que nada tem de quanto pior melhor, teoria que nem mesmo na ditadura brasileira fez a cabeça deste colunista: mas o melhor que pode acontecer ao Palmeiras, agora, é ser eliminado da Libertadores pelo Nacional. Para que Belluzzo se liberte, sem trocadilhos sem graça. Se liberte da gastança desenfreada e nem sempre bem explicada de seu verdadeiro primeiro-ministro, Gilberto Cipullo.

Se liberte de uma comissão técnica que, faz tempo, só tem custo e nenhum benefício, como até as ruas próximas ao Parque Antarctica estão cansadas de saber. Se liberte de um treinador que agora deu para acusar a torcida alviverde de ser pouco participativa, além de alimentar um doentio complexo de perseguição. E de ver são- -paulinos e corintianos em sua sombra quando foi ele quem tirou Keirrison para fazer entrar Jumar e avalizou Obina, para não falar de Capixaba, Mozart e por aí afora. E se liberte de uma parceria que, aos poucos, de adiantamentos em adiantamentos, até para pagar os nababescos salários do treinador, torna-se sócia majoritária de um clube que se perde também nas promessas de uma arena que caminha para virar picadeiro, como já aconteceu em outro Parque. Belluzzo anda envenenado pelo ambiente do futebol, refém das mazelas que envolvem os ditos torcedores organizados, irritado com as críticas que viram manifestações “fascistas”, por mais corretas que sejam, ferido ainda pela tal “mídia alviverde”, aliada nos tempos de oposição a Mustafá Contursi. Contursi que tem velhos correligionários como Antonio Corcione e Mauro Marques entre os que hoje apoiam os situacionistas, no velho estilo das alianças que infelicitam o país há mais de 500 anos.

Belluzzo veio para mudar isso, consciente que sempre foi da necessidade de um choque, de uma ruptura em busca da modernidade, alicerçada por uma sólida erudição que não pode se limitar a apontar a ignorância alheia, mas que deve respaldar a mudança bem fundamentada. Nem que o custo seja o da política realista, pés no chão, que não permita grandes conquistas imediatas, mas a construção de alicerces suficientemente bem estruturados que possibilitem ao Palmeiras ser no século 21 o que foi no 20. Porque só está faltando ouvir Belluzzo juntar sua voz à dos cartolas que atribuem à Lei Pelé o estado falimentar de nosso futebol. Por isso, o melhor é cair fora da Libertadores. Porque, enquanto o sonho persistir, nada mudará. E, se for realizado, apenas sedimentará tudo o que está errado.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

25 comentários em “O melhor que pode acontecer”

  1. Sou Corinthiano, mas não fico torcendo pra nenhum rival perder. Claro que também não torço para ganhar. Simplesmente ignoro.

    Acho que o Palmeiras pode resolver seus problemas sem ter de sair da Libertadores.

    E depois, quem é essa pessoa que se acha tão inteligente a ponto de ensinar um professor e doutor a fazer as coisas certas?

  2. Depois de ver as últimas atitudes do sr. Belluzzo, pergunto: não foi a imprensa que errou ao creditar valores demasiados ao presidente palmeirense. Não foi a imprensa que acreditou, que teria algo novo e está vendo que tudo continua como dantes, nos lados da Turiassú?

  3. paulinho, vc acha que tbm seria legal o corinthians perder do vasco e o sao paulo,ser eliminado pelo cruzeiro, para que todos os clubes paulistas possam criar alicerces para o futuro????????????????????

  4. O PROFESSOR DOUTOR TAMBEM NAO EH TAO BOM ASSIM, VISTO QUE FOI TREINADO PRA RESOLVER PROBLEMAS ECONOMICOS E CRIOU A HIPERHINFLACAO NO BRASIL NA DECADA DE 80.

    QUEM ASSINA ESSE TEXTO, EH JUCA KFOURI, O SEGUNDO MAIOR JORNALISTA ESPORTIVO DE TODOS OS TEMPOS, PERDENDO APENAS PRA ARMANDO NOGUEIRA.

    RESPEITO MANEH.

    ***(*) ******(*)

  5. O BELLUZZO NAO TEM CULPA COITADO.
    ELE PEGOU O MERETRICIO JAH COM ESSES PERSONSAGENS DO NIVEL DE CIPULLO E COMPANHIA EM SUAS MESAS DETONANDO AS QUENGAS.

    O QUE OS IMBECIS QUE APOIAM A CASA DE TOLERANCIA NAO IMAGINAVAM EH QUE O CHORAO DA HIPERHINFLACAO NAO CONSEGUIRIA DAR UM JEITO NA CASA.

    E NAO CONSEGUIU.

    ATEH PRA DIRIGIR UM MERETRICIO EH PRECISO TER CULHAO

    EU AVISEI.

    8)

    ***(*) ******(*)

  6. SOH POSSO FALAR PELO MEU.
    ASSIM, QUE ALICERCE PRO FUTURO O SAO PAULO DEVERIA QUERER A PONTO DE TER QUE SE DESCLASSIFICAR DA LIBERTADORES ?

    COPA DO MUNDO 2014, A ABERTURA, EH NO MORUMBI,
    KAKA, SERAH VENDIDO AO REAL MADRID E RECEBEREMOS 480 000 EUROS DE BONUS.
    CFA COTIA.

    POR FAVOR, NAO NOS NIVELE POR BAIXO.

    RESOLVE AI AS TUAS MAZELAS E NOS DEIXE COMEMORAR.

    AQUI EH 6-3-3 ZEH MANEH.

    ***(*) ******(*)

  7. QUANTO AO TEXTO DO JUCA KFOURI, O TELE DOS JORNALISTAS, VEJAM QUE ELE CITOU FASCISMO, ELE E NAO EU, APESAR E CONCORDAR QUE ESSA AGREMIACAO TEM MUITO DESSA IDEOLOGIA ENRAIZADA EM SUAS MENTES DOENTIAS.

    ASSIM COMO NAO ENTENDO QUE A ELES SE JUNTEM NEGROS E NORDESTINOS, JAPONESES E OUTRAS MINORIAS. O DIA EM QUE A EDUCAO NESTE PAIS MELHORAR, ESSA FACCAO CRIMINOSA DIMINUIRAH E MUITO EM SUA REPRESENTATIVIDADE.

    O QUE HOJE EH APENAS O 8o. NO RANKING DAS TORCIDAS, BRIGARAH COM PORTUGUESA E GUARANI, PRA NAO DEIXAR DE EXISTIR.

    O FIM DO ANTRO ESTAH PROXIMO, QUE VENHA

    A M E M !!!

    ***(*) ******(*)

  8. ” JUCA KFOURI, O SEGUNDO MAIOR JORNALISTA ESPORTIVO DE TODOS OS TEMPOS, PERDENDO APENAS PRA ARMANDO NOGUEIRA.”

    ____________________________ __________________

    Palavras do Kajuru: “COMO JORNALISTA ESPORTIVO, ARMANDO NOGUEIRA É UM ÓTIMO POETA”.

    O Armando não é comentarista esportivo, e sim, um poeta esportivo.

    Pior que ele, só o Sócrates.

    O Doutor “viaja”.

  9. Opinião é opinião. Não recolnheço o Juca Kfouri como segundo, nem terceiro, e nem quarto melhor jornalista esportivo do país, mas mesmo que ele fosse o melhor, isso não lhe dá o direito de dizer o que os outros têm que fazer para resolver os problemas de seus clubes. Menos ainda ficar torcendo para o Palmeiras ser eliminado da Libertadores para que a batata asse para o técnico.

    O time da floresta tem mais chance de ser eliminado da Libertadores que o Palmeiras. Porque ele não pede a cabeça do Imburrici também?

  10. MANO, SE VOCE OUVE MUSICA, TRES TIPOS:

    ROCK, MPB E CLASSICA, QUEM ESTUDOU MAIS ?

    QUAL O PROBLEMA DE SE TER LIRISMO NA MESMICE DO JORNALISMO ESPORTIVO ?

    VOU DEIXAR UM TEXTO DO MESTRE E VOCE TIRE SUAS PROPRIAS CONCLUSOES:

    México 70

    Armando Nogueira

    México 70 – E as palavras, eu que vivo delas, onde estão? Onde estão as palavras para contar a vocês e a mim mesmo que Tostão está morrendo asfixiado nos braços da multidão em transe? Parece um linchamento: Tostão deitado na grama, cem mãos a saqueá-lo. Levam-lhe a camisa levam-lhe os calções. Sei que é total a alucinação nos quatro cantos do estádio, mas só tenho olhos para a cena insólita: há muito que arrancaram as chuteiras de Tostão. Só falta, agora, alguém tomar-lhe a sunga azul, derradeira peça sobre o corpo de um semi-deus.

    Mas, felizmente, a cautela e o sangue-frio vencem sempre: venceram, com o Brasil, o Mundial de 70, e venceram, também, na hora em que o desvario pretendia deixar Tostão completamente nu aos olhos de cem mil espectadores e de setecentos milhões de telespectadores do mundo inteiro.

    E lá se vai Tostão, correndo pelo campo afora, coberto de glórias, coberto de lágrimas, atropelado por uma pequena multidão. Essa gente, que está ali por amor, vai acabar sufocando Tostão. Se a polícia não entra em campo para protegê-lo, coitado dele. Coitado, também, de Pelé, pendurado em mil pescoços e com um sombrero imenso, nu da cintura para cima, carregado por todos os lados ao sabor da paixão coletiva.

    O campo do Azteca, nesse momento, é um manicômio: mexicanos e brasileiros, com bandeiras enormes, engalfinham-se num estranho esbanjamento de alegria.

    Agora, quase não posso ver o campo lá embaixo: chove papel colorido em todo o estádio. Esse estádio que foi feito para uma festa de final: sua arquitetura põe o povo dentro do campo, criando um clima de intimidade que o futebol, aqui, no Azteca, toma emprestado à corrida de touros.

    Cantemos, amigos, a fiesta brava, cantemos agora, mesmo em lágrimas, os derradeiros instantes do mais bonito Mundial que meus olhos jamais sonharam ver. Pela correção dos atletas, que jogaram trinta e duas partidas, sem uma só expulsão. Pelo respeito com que cerca de trezentos profissionais de futebol se enfrentaram, músculo a músculo, coração a coração, trocando camisas, trocando consolo, trocando destinos que hão de se encontrar, novamente, em Munique 74.

    Choremos a alegria de uma campanha admirável em que o Brasil fez futebol de fantasia, fazendo amigos. Fazendo irmãos em todos os continentes.

    Orgulha-me ver que o futebol, nossa vida, é o mais vibrante universo de paz que o homem é capaz de iluminar com uma bola, seu brinquedo fascinante. Trinta e duas batalhas, nenhuma baixa. Dezesseis países em luta ardente, durante vinte e um dias — ninguém morreu. Não há bandeiras de luto no mastro dos heróis do futebol.

    Por isso, recebam, amanhã, os heróis do Mundial de 70 com a ternura que acolhe em casa os meninos que voltam do pátio, onde brincavam. Perdoem-me o arrebatamento que me faz sonegar-lhes a análise fria do jogo. Mas final é assim mesmo: as táticas cedem vez aos rasgos do coração. Tenho uma vida profissional cheia de finais e, em nenhuma delas, falou-se de estratégias. Final é sublimação, final é pirâmide humana atrás do gol a delirar com a cabeçada de Pelé, com o chute de Gérson e com o gesto bravo de Jairzinho, levando nas pernas a bola do terceiro gol. Final é antes do jogo, depois do jogo — nunca durante o jogo.

    Que humanidade, senão a do esporte, seria capaz de construir, sobre a abstração de um gol, a cerimônia a que assisto, neste instante, querendo chorar, querendo gritar? Os campeões mundiais em volta olímpica, a beijar a tacinha, filha adotiva de todos nós, brasileiros? Ternamente, o capitão Carlos Alberto cola o corpinho dela no seu rosto fatigado: conquistou-a para sempre, conquistou-a por ti, adorável peladeiro do Aterro do Flamengo. A tacinha, agora, é tua, amiguinho, que mataste tantas aulas de junho para baixar, em espírito, no Jalisco de Guadalajara.

    Sorve nela, amiguinho, a glória de Pelé, que tem a fragrância da nossa infância.

    A taça de ouro é eternamente tua, amiguinho.

    Até que os deuses do futebol inventem outra.

    Armando Nogueira é um estilista, na medida em que escreve sobre futebol a partir de uma consciência artesanal que envolve suas crônicas de um grau de literaridade tal, que elas, hoje, constituem páginas realmente literárias com toda a força imagística, poética, carga épica e dramática, que costumam envolver tais criações. Tem dois livros lançados, “Bola na rede”, e “A chama que não se apaga”, sobre as cinco olimpíadas que cobriu como jornalista. Hoje colabora com diversos jornais, que publicam suas crônicas esportivas, e mantêm programa em um emissora de televisão.

    Texto extraído do livro “O melhor da crônica brasileira”, José Olympio Editora – Rio de Janeiro, 1997, pág. 26

    http://www.releituras.com/anogueira_mexico70_imp.asp

  11. Senhor Geraldo Lina,

    Grato por nos fazer voltar ao tempo.

    zamperetti fiori

  12. “QUAL O PROBLEMA DE SE TER LIRISMO NA MESMICE DO JORNALISMO ESPORTIVO ? ”

    Boy, o problema é que este tipo de jornalismo é muito fantasioso.
    Pode ser bonito, tudo bem. Mas, foge um pouco da realidade.

    As vezes faz uma POMBA virar um PAVÃO.

    Se é que me entende.

    Gosto de análises ou textos sobre futebol mais frios e objetivos, MENOS LÍRICO, pois eles transmitem com realidade o ocorrido durante um jogo.

    Fantasia, eu gosto em romances.

    Também, fazendo um comentário, não gosto das matérias do tipo do Régis Resing. Ele faz de um jogo, uma historinha, com heróis, vilões, bandidos, mocinhos, final feliz… Acho uma grande ladaínha.

    É um estilo, mas eu não gosto.

    Finalizando, continuo com a opinião do Kajuru…

    “Armando Nogueira é um poeta”.

    Seus comentários sobre o futebol são ultrapassados para os dias de hoje, ele ainda está ligado àquele futebol arte dos anos 60.

    O futebol, hoje em dia, é outra coisa.

    Prefiro comentários e textos de figuras mais ácidas, como o Paulinho.

    Lirismo, fica pro ballet.

  13. A torcida do Palmeiras é a quarta maior do Brasil, empate técnico com os terceiros cervídeos….e bem à frente da do Vasco.

    Essa verdade vc consegue engolir?

  14. Quem estava sob efeito de substancia, é o individuo aí em cima que se autodenomina Geraldolina, com “comentários” pra lá de ESTAPAFÚRIDIOS, sem pé nem cabeça…

  15. Quem estava sob efeito de substancia, é o individuo aí em cima que se autodenomina Geraldolina, com “comentários” pra lá de ESTAPAFÚRDIOS, sem pé nem cabeça…

  16. Melhor parar de “VIAJAR”, Geraldolina…você vive sempre numa
    “bad-trip”…rsrsrsrs

  17. E outra Geraldolina: esse negócio de REPETIR insistentemente à exaustão esses seus “conceitos” em relação ao Palmeiras, é que é uma conduta FASCISTÓIDE, de querer IMPOR uma idéia estapafúrdia perante os outros…aliás, “conceitos” esses que nem são levados à sério por quem tem PELO MENOS uma inteligencia mediana…

  18. NOTEM QUE QUEM DISSE A PALAVRA FASCISTA NO TEXTO FOI O CONCEITUADO JORNALISTA E NAO EU.
    O SAO PAULO FC TEM EMPATE TECNICO COM O MERETRICIO DESDE QUANDO ?

    TU EH BURRO, EH MANEH, EH IDIOTA, EH IMBECIL, OU TUDO JUNTO ?

    ***(*) ******(*)

    REVISTA PLACAR, CONHECE ?

    A REVISTA PLACAR divulgou neste mês de Outubro o mais completo ranking de torcidas do futebol brasileiro. A matéria chama “mapa da paixao” e mostra a decadência dos clubes cariocas em relaçao aos paulistas que já apresentam maioria no número de torcedores.

    GERAL

    Flamengo: 15,34%
    Corinthians: 14,83%
    São Paulo: 11,89%

    Palmeiras: 8,58%
    Vasco: 4,47%

    Santos: 3,80%
    Cruzeiro: 3,38%
    Atlético-MG: 3,04%
    Botafogo: 2,12%
    Fluminense: 1,66%

    Grêmio: 1,19%
    Bahia: 0,77%
    Sport: 0,70%
    Atlético-PR: 0,62%
    Vitória: 0,57%
    Internacional: 0,55%

    Goiás: 0,38%
    Coritiba: 0,35%
    Santa Cruz: 0,27%
    Náutico: 0,22%
    Paraná: 0,09%

    Outros: 25,19%

    POR REGIOES:

    SÃO PAULO(ESTADO):

    Corinthians: 32,9%
    São Paulo: 25,6%
    Palmeiras: 15,3%
    Santos: 14,5%
    Seleção Brasileira: 4%
    Outros: 7,8%

    SÃO PAULO(CIDADE):

    Corinthians: 34,8%
    São Paulo: 27,7%
    Palmeiras: 17,7%
    Santos: 5,7%
    Seleção Brasileira: 5,1%
    Outros: 9%

    RIO DE JANEIRO(ESTADO):

    Flamengo: 56,3%
    Vasco: 22,9%
    Botafogo: 9,7%
    Fluminense: 9,7%

    RIO DE JANEIRO(CIDADE):

    Flamengo: 48,8%
    Vasco: 24,1%
    Botafogo: 12,2%
    Fluminense: 11,9%

    Dados de algumas capitais:

    Fortaleza CE

    Ceará – 26,3 %
    Fortaleza – 22,4 %
    Corinthians – 13,2 %
    São Paulo – 11,8 %
    Flamengo – 9,2 %
    Outros – 9.2 %
    Palmeiras – 7,9 %

    Goiania GO

    Goias – 23,7 %
    São Paulo – 17,1 %
    Seleção – 17,1 %
    Outros – 11.8 %
    Palmeiras – 10.5 %
    Corinthians – 7,9 %
    Vila Nova – 6,6 %
    Flamengo – 5,3 %

    Brasilia DF

    Flamengo – 30 %
    Seleção – 24 %
    Vasco – 8 %
    Outros – 8 %
    Atl. MG – 7 %
    São Paulo – 7 %
    Palmeiras – 6 %
    Botafogo – 5 %
    Corinthians – 5 %

    MANAUS (AM)

    Flamengo: 32,1%
    Seleção Brasileira: 23,2%
    Vasco: 16,1%
    São Paulo: 10,7%
    Botafogo: 7,1%
    Outros: 10,7%

    Porto Alegre – RS

    Grêmio – 27 %
    Internacional – 26,3 %
    Outros – 11.2 %
    Seleção – 9,8 %
    Flamengo – 6 %
    Juventude – 5,5 %
    São Paulo – 4,2 %
    Boca Jrs – 4 %
    Vasco – 3%
    Corinthians – 3 %

    ***(*) ******(*)

    O MERETRICIO AINDA TEM QUE PASSAR PELO VASCO PRA CHECAR NO SOBERANO MANEH, VAI TE CATAR !!!

    Total Nacional*

    %

    1
    Flamengo
    19,1

    2
    Corinthians
    14,4

    3
    São Paulo
    9,1

    4
    Vasco
    8,4

    5
    Palmeiras
    7,2

    6
    Grêmio
    4,5

    7
    Atlético-MG
    4,0

    8
    Cruzeiro
    3,9

    9
    Internacional-RS
    2,9

    10
    Fluminense
    2,7

    11
    Bahia
    2,5

    12
    Santos
    2,4

    13
    Botafogo
    2,3

    14
    Sport
    1,6

    15
    Santa Cruz
    1,5

    16
    Fortaleza
    1,3

    17
    Coritiba
    1,3

    18
    Atlético-PR
    1,2

    19
    Paysandu
    1,1

    20
    Vitória
    1,1

    21
    Náutico
    1,10

    22
    Ceará
    0,88

    23
    Goiás
    0,67

    24
    Remo
    0,66

    25
    Paraná
    0,47

    26
    Ponte Preta
    0,37

    27
    Vila Nova
    0,26

    28
    Botafogo-SP
    0,24

    29
    Guarani
    0,24

    30
    Avaí
    0,21

    31
    ABC
    0,124

    32
    Botafogo-PB
    0,119

    33
    Criciúma
    0,117

    34
    América-RJ
    0,111

    35
    Juventude
    0,109

    .
    Figueirense
    0,109

    37
    América-MG
    0,099

    38
    Caxias
    0,098

    39
    Portuguesa
    0,095

    40
    Santo André
    0,083

    41
    Etti Jundiaí
    0,081

    42
    Brasil
    0,079

    43
    São Raimundo
    0,071

    44
    Pelotas
    0,065

    45
    Treze
    0,063

    46
    Joinville
    0,062

    47
    América-RN
    0,061

    48
    CSA
    0,048

    .
    Campinense
    0,048

    50
    Flamengo-PI
    0,046

    51
    CRB
    0,045

    52
    Comercial-SP
    0,037

    53
    Juazeiro
    0,031

    54
    Londrina
    0,029

    55
    Uberlândia
    0,028

    56
    Atlético-GO
    0,026

    57
    Volta Redonda
    0,025

    .
    Gama
    0,025

    59
    Inter de Limeira
    0,024

    60
    Bangu
    0,024

    http://listas.cev.org.br/arquivos/html/cevmkt/2001-08/msg00074.html

    ***(*) ******(*)

  19. Geraldolina, não queira extrair UMA palavra de um CONTEXTO, e querer
    VENDER suas idéias ESTAPAFÚRDIAS para os mais desavisados…porque
    fora os desavisados, os que tem uma inteligencia pelo menos MEDIANA,
    COMPREENDERAM bem o emprego da palavra “fascista” no excelente texto
    do Juca Kfouri…
    Mas entendo que você é o FASCISTÓIDE(PRETENSO fascista), que quer
    IMPOR com insistentes REPETIÇÕES ad nauseam de conceitos ABSURDOS, NÃO ACEITANDO quem discorde de você, e PIOR, o faz CONSCIENTEMENTE somente para fomentar mais ainda o ÓDIO e a DISCÓRIDA entre os que apenas se preocupam em TORCER pelos seus
    respectivos times…

  20. Geraldolina, não queira extrair UMA palavra de um CONTEXTO, e querer
    VENDER suas idéias ESTAPAFÚRDIAS para os mais desavisados…porque
    fora os desavisados, os que tem uma inteligencia pelo menos MEDIANA,
    COMPREENDERAM bem o emprego da palavra “fascista” no excelente texto
    do Juca Kfouri…
    Mas entendo que você é o FASCISTÓIDE(PRETENSO fascista), que quer
    IMPOR com insistentes REPETIÇÕES ad nauseam de conceitos ABSURDOS, NÃO ACEITANDO quem discorde de você, e PIOR, o faz CONSCIENTEMENTE somente para fomentar mais ainda o ÓDIO e a DISCÓRIDA entre os que apenas se preocupam em TORCER pelos seus
    respectivos times…

  21. Esse Alviverde aí se embanonou demais na terminologia dele. Tenta argumentar por meio de palavras difíceis, sendo que a idéia principal, fraca, sobe ao contexto na mesma velocidade que aparece.

    Não me leve a mal, Juvenal, mas você precisa ter um poder de síntese melhor, senão confunde demais!!

    Abçs

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: