Por JUCA KFOURI

http://blogdojuca.blog.uol.com.br/

A saga botafoguense

O Flamengo foi melhor no primeiro tempo e foi perdendo para o intervalo: 2 a 1.

Tinha feito 1 a 0 com Juan, de pênalti inexistente, e atacou mais que o alvinegro.

Que, no entanto, não só empatou com Juninho batendo falta, também inexistente, e virou com Reinaldo de cabeça, como ainda sofreu um pênalti, em Maicosuel, puxado pela camisa na cara do árbitro, que fingiu não ver.

No segundo tempo, o Botafogo teve várias chances de liquidar o jogo e Juan deveria ter sido expulso por falta em Maicosuel, que o driblava sem humilhação.

Não liquidou e sofreu, no fim, o empate, quando Williams bateu e Emerson, mais uma vez, marcou contra.

E ainda viu Maicosuel e Reinaldo sairem machucados.

Que sina!

Só dá Cruzeiro

Nem o Galo nem o blogueiro aprendem.

Na hora de decidir, em Minas, o Cruzeiro nunca precisa de dois jogos.

Já resolve no primeiro.

Como hoje.

Fez 5 a 0, com Kléber, no primeiro tempo, e com o zagueiro Leonardo Silva (duas vezes de cabeça) e o lateral Jonathan (mais duas vezes, no segundo).

Parei com o Galo.

Parabéns, Cruzeiro, mais uma vez campeão.

Facebook Comments
Advertisements