Advertisements
Anúncios

O episódio do corte de cabelo

 

Canarinho indomável

Por ROGÉRIO CENI

(Trecho do livro MAIORIDADE PENAL)

Perfilado, com a camisa da Seleção, ouvindo o hino nacional.

Já passei por isso 17 vezes, e em todas elas me emocionei. Gosto de pensar que um país continental, o meu país, está em grande parte “mandando” energias positivas para 11 homens defenderem a nação. Não se trata de patriotismo barato, não é a minha cara. Sei que poderia ter escrito uma história mais bonita na Seleção. Mais rica, mais próxima da traçada no clube. Não foi possível, principalmente porque o Rogério do São Paulo é um (não me crucifique pela referência em terceira pessoa), e o da Seleção, obrigatoriamente, tem que ser outro.

No São Paulo, consigo dar tudo de mim. Na Seleção, não. No São Paulo, consigo agilidade na reposição de bola, fruto do perfeito entrosamento com os jogadores de velocidade. Nosso time joga assim há anos. A Seleção não vai jogar assim nem daqui a séculos. Se por acaso jogasse, minha trajetória nela provavelmente seria outra. Não posso afirmar isso, porque o ambiente de Seleção é muito diferente do de um clube, apesar de ter conhecido muita gente legal nela. Comparo o São Paulo à minha casa, e a Seleção, a um hotel. Existem ótimos hotéis que nunca terão o conforto do nosso lar.

O pior hotel, ou a Seleção de convivência mais difícil que encontrei, foi a que disputou e ganhou a Copa das Confederações de 1997, na Arábia Saudita. Ironicamente, o hotel em Riad era espetacular.

A primeira etapa da viagem, em Johannesburgo, até que foi boa. Vencemos a África do Sul por 3 X 2, depois de eles abrirem 2 X 0 (o jogo do aviãozinho do Zagallo). Dividi quarto com um dos sujeitos mais sensacionais que conheci no futebol: César Sampaio.

O volante, já com bastante nome, carreira consolidada, se esforçava para me deixar à vontade. Entre outras gentilezas, sempre me emprestava seu discman.

No meio do torneio em Riad, um grupo de mais ou menos oito jogadores teve a ideia de raspar a cabeça do time todo, titulares e reservas. A primeira vítima foi o Russo, lateral do Vitória, que, iniciante, fazendo qualquer coisa para agradar, adorou ter o cabelo cortado.

No desespero de proteger a “juba”, o zagueiro Gonçalves se trancou no quarto. Em vão. Gonçalves só conseguiu ser o último a ficar careca.

Meu quarto estava aberto. Sabia que mais cedo ou mais tarde chegaria a minha vez. E chegou. Júnior Baiano e Flávio Conceição, entre outros, entraram no meu quarto portando máquina e tesoura. Verbalmente, resisti quanto pude:

– Ó, o negócio é o seguinte: não quero raspar. Não tô a fim de brincadeira, não vou brigar, mas comigo, por favor, não!

Alguém, não vi direito quem, passou a máquina e tirou uma faixa do meu cabelo. Esperei os caras saírem do quarto e, sem outra opção, raspei a cabeça. Mas fiquei pê da vida.

Reclamei publicamente do comportamento infantil da Seleção, mais apropriado a um time em viagem de jogos estudantis. Tão bravo quanto eu, só que mais vivido, Leonardo me recomendou ter calma. Tudo bem, mas pra mim a viagem tinha acabado ali.

Havia uma programação de filmes na TV do hotel. Eram dois filmes noturnos, divididos em quatro sessões: às 21h, 23h, 1h e 3h da manhã. O filme das 21h era repetido à 1h, e o das 23h, às 3h da madrugada. Eu assistia a todos, todos os dias. Dormia das cinco (depois da sirene da primeira oração) ao meio-dia. Almoçava em 15 minutos, voltava para dormir mais uns minutinhos, acordava, saía pra treinar às três da tarde, tomava banho, jantava, e quarto. Só conversava o básico necessário e, mesmo assim, apenas com os mais chegados.

Pessoas do time e da comissão técnica não gostaram da minha postura. Acharam que eu deveria ter levado na brincadeira aquela história.

Zagallo não me convocou mais. Um direito dele. E, analisando os demais goleiros da época, bem mais experientes do que eu, acho até que ele tinha razão.

Voltei à Seleção Brasileira após a Copa de 1998, no começo da gestão Vanderlei Luxemburgo. Fui convocado também por Leão, Candinho, além de Scolari e Parreira.

O hino ainda me emociona. Não importa se vestindo a amarelinha ou a tricolor do coração.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

53 comentários sobre “O episódio do corte de cabelo

  1. Rogério Ceni é um mala. Chato para caralho. Arrogante para caralho. Se acha um craque. Lamentável que gente como vc ainda dê espaço para esse mascarado idiota.

  2. Correto em suas posições, decente com ser humano e agiu conforme sua filosofia de vida quie convenhamos é a mais correta tanto profissional como pessoal.
    Quanto a Zagalo, deveriam os órgãos de imprensa e os varios “jornalistas” bocas livre, dizerem a verdade sobre este péssimo exmplo, e deixarem de ser boca livres.
    acorda, Brasil
    zamperetti fiori
    cidadão e,
    ex-árbitro de futebol

  3. Tem que acabar esse negócio de “Seleção Brasileira”, que não tem absolutamente nada de brasileira há tempos.

    Como se sabe, nos países europeus há uma restrição numérica para a entrada de estrangeiros nos clubes. Não pode haver mais que quatro, salvo engano.

    Antes isso significava que um time italiano tinha que ser predominantemente italiano e um time espanhol tinha que ser predominantemente espanhol. Nada mais coerente.

    Com o advento da Unidade Econômica Europeia, tanto um time italiano quanto um time espanhol passaram a ter que ser predominantemente europeus. Ou seja, antes portugueses e ingleses eram considerados estrangeiros para efeito restritivo e agora não. Só é considerado estrangeiro quem tiver sua nacionalidade baseada em países fora do bloco.

    Essa restrição europeia faz que jogadores mercenários de países fora do bloco ABDIQUEM DE SUA NACIONALIDADE ORIGINÁRIA para adotarem a nacionalidade europeia com o intuito malandro de serem mais “negociáveis” que os que não abrem mão de sua nacionalidade. Há os que já possuem dupla nacionalidade e não necessitam usar de tal artifício, mas esses são minoria.

    Dessa malandragem é que resultam os casamentos forjados com italianas, espanholas, etc ou mulheres que possuem dupla nacionalidade (uma europeia); a passagem relâmpago por times portugueses (um brasileiro precisa morar apenas um ano em Portugal para requerer nacionalidade portuguesa) e outras coisas bem piores, como os famosos passaportes falsos. A Itália fez uma investigação recente, entre outras coisas, acerca disso, o que resultou em rebaixamento de alguns times que faziam vista grossa ou incentivavam essa prática.

    Diante de tudo, a seleção “brasileira” é hoje formada principalmente por italianos, espanhois e portugueses. E a mídia esportiva eficientemente esconde esse fato.

  4. Dois comentários:

    1. O “caso de amor” do Paulinho e do Rogério Ceni parece não ter fim.
    2. O RC nunca foi goleiro de nível de seleção brasileira. ele sabe disso, mas prefere arranjar desculpas esfarrapadas.

  5. GLUGLUGLUGLUGLUGLUGLUGLUGLU…………..Se liga frangueiro. Vá vender essa merxx lá pros lados do morumbi.

  6. Paulinho,

    acho o cara um grande goleiro, um dos maiores do Brasil!!! Mas pensar que ele não foi convocado por problemas de corte do cabelo e não repor a bola como no clube é se achar demais mesmo!!!

    Em todas as copas que o Brasil disputou, em qual tivemos problemas de goleiro? Nenhuma!!!!

    Abraços

    Feliz timão 2009

  7. Rogério Ceni personalidade forte, excepcional goleiro, merecia estar na seleção por várias copas, assim como o Marcos, mas….

    …mas a seleção e as copas todos sabemos que são questões de políticas, o Júlio Cesar por exemplo, só esta lá porque é apadrinhado do Zagalo, o goleiro do Corinthians por exemplo (Felipe) é muito mais goleiros do que esse playboyzinho…

    No padrão que estão jogando os goleiros hoje em dia, o máximo que Julio Cesar disputaria era para estar entre um goleiro mediano a um goleiro comum, mas nada de excepcional… É o Milan foi enganado!!

    Imaginem o Felipe, Marcos e Rogério Ceni jogando na Europa e sendo treinados pelos melhores do mundo… Acho vergonhoso o estágio que chegou a seleção, virou uma vitrine para venda de jogadores, sejam eles bons ou ruins, são os empresários que mandam…

    E anotem Felipe vai ser o melhor goleiro nos próximos anos… ele é muito bom… Só espero que a politicagem não destrua a carreira de mais um goleiro excepcional…

    Brasil não vencerá as próximas copas, copa do mundo é carta marcada, por melhor que a França fosse na copa de 1998, não ganharia de qualquer clube brasileiro, foi carta marcada, todo mundo sabe mais não gostam de comentar…

    Rogério só não voltou para seleção porque é honesto, apesar de seu jeito que aparenta a arrogância, ele fala o que pensa doa a quem doer….

  8. Azar da seleção brasileira… perdeu a oportunidade de ter um grande goleiro e um lider de verdade…

    Eu vejo as brincadeiras na seleção e chego a mesma conclusão do Rogério… parece um bando de juvenis que vão a uma excursão de lazer… e não para TRABALHAR. UM BANDO DE MOLEQUES…

    Eu lamento alguns corinthianos(que gostam de milho) não saberem o real valor de um ídolo… eles precisam importar ídolos, vide Tevez, Ronaldo…

  9. é o melhor goleiro do brasil … Rogerio!

    ele fala a verdade doa a quem doer …
    num fica fazendo média com ninguem.

    ele é tipo o paulinho …

  10. Não suporto RC. Muito pela sua pouca modéstia. Mas nesse ponto especificamente, dou plena razão a ele. Se fosse eu, tinha arrumado minhas malas e ido embora.

  11. O verdadeiro motivo ele nunca vai dizer.
    Fez reunião para derrubar o Zagallo,caiu do cavalo,os jogadores pediram pra que ele não fosse mais convocado.
    Este se acha o verdadeiro professor de DEUS,mascarado.
    Grato.
    Silvio.

  12. 1 – Não consegui ler o “brilhante” texto até o final.

    2 – Ele se refere ao jogo em que o autor proferiu a célebre frase “Tirando os gols, foi a maior atuação de um goleiro com a camisa da seleção nos últimos tempos”?

    3 – Inacreditável a publicação desse texto.

  13. Num país como o Brasil com esse povinho de merda, sem personalidade, que não sdabe diferenciar a lasanha da alfafa que diz amém a tudo logicamente vai achar que ele está errado.
    O que esse zé povinho não sabe é que cada um é dono do seu corpo e das suas vontades, essa gentinha é aquela que não sabe que seu direito termina quando o do outro começa.
    tá certo Rogério Ceni e todos aqueles que fazem prevalkecer sua palavra e vontade.
    Não podemos esquecer que um dos personagens daquela palhaçada foi o sr. Junior baiano que seu passado e atitudes falam por sí.
    Quem não se lembra daquela brincadeira do Robinho arreando o calção do Diego numa das viagens da seleção?
    Pois é para essa turminha que acha correto não se respeitar o próximo o Robinho foi fantástico.
    Depois reclamam quando os governos da Espanha e da França rejeitam os brasileiros já nos aeroportos.

  14. Boa Capitão!

    só comprovou o q eu já tinha certeza há muito tempo… zégalo é um rancoroso q jamais, nem s viver 700 anos chegará ao nível do MESTRE Telê!

    http://blogdojuca.blog.uol.com.br/arch2006-05-07_2006-05-13.html

    O baba ovo do Ricaço Terra na seleção:
    como jogador era um reservinha medíocre q só tornou-se titular por conta da contusão do grande José Macia, PEPE.
    como treinador entrou pelas mãos dos militares… e pior, era a segunda opção.
    Enfim entrou e saiu da cbf pelas portas do fundo! Merecidamente.

  15. O Rogério Ceni está se lixando para a Seleção.

    Ele tem posição na vida. É contra o governo Lula e fala o que pensa. Já meteu diversas vezes o pau no programa Bolsa Familia.

    Qual jogador sabe o que significa Bolsa Família?

    Na seleção ele também fala o que pensa. Não precisa mendigar vaga. Ele ganha R$ 350 mil por mês e é o maior ídolo e vencedor do SPFC.

    Saudades da seleção? Faz-me-rir.

  16. Rogério Cene é uma pessoa inteligente, há que se admitir, porém, o vejo como um grande mascarado e demagogo e, cá prá nós, entrar em estado de reclusão na seleção brasileira, por uma brincadeira que pode até ser considerada de muito mal gosto, mas foi uma brincadeira adotada sem maiores problemas pela maioria do grupo, portanto, ele tinha todo o direito de não querer participar e tentar evitar que lhe cortassem os cabelos, mas a partir do momento que o fato foi consumado, e em prol da união e harmonia do grupo, deveria levar na diplomacia. Prejudicou sua imagem não só com os jogadores, como também, com a cupula da CBF.
    O problema é que ele se acha acima de todos, um intocável. Nem no elenco do São Paulo (que alias nós humilhamos) ele é unanimidade, justamente pelo seu caráter de superioridade.

  17. A panelinha na seleção existe faz tempo. O Capitão era o RONALDO FOFÔMENO, ou não se lembram da copa de 2006 onde ele chegou com mais de 100kg, foi pra balada com o Ronaldinho cara de cachorro e Roberto Carlos? Viviam pegando as nativas nas raves.
    kaká, foi reclamar e foi criticado por toda a panelinha e a farra dos “jogadores” da canarinha terminou como todos nós já sabemos.
    Belo texto RC.

  18. O que acho mais interessante em certos comentários , é apostura dos torcedores de um certo time , os quais se julgam superiores , a respeito dos torcedores das outras equipes , julgando-os alienados , favelados ( aliás a grande maioria destes favelados são pessoas decentes e de bem ) e ” comedores de alfafa ” ou ” milho ” .

    Gostaria de lembrar a um cidadão que falou diversas bobagens , em comentário postado anteriormente , que o CORINTHIANS não precisa importar ídolos não meu amigo , se você não conhece a história do Corinthians não venha falar bobagens .

    Ah , só para lembrá-lo :

    2 JOGOS NAS SEMI-FINAIS , 2 VITÓRIAS . CHOCOLATE !!

    ABRAÇOS NAÇÃO ALVI-NEGRA !!!!

    É HOJE …. VAMOS PRA CIMA !!!!

  19. Rogério está certo nesse episódio específico.

    Seleção brasileira virou sinônimo de farra e arrogância faz tempo. Jogadores agem como se estivesse prestando um grande favor ao se apresentarem.

  20. Carlos Alberto Parreira e Rogério Ceni são duas pessoas que não falaram na hora certa. Então passa a régua e cala a boca. Falar depois prá que? Antes tinha medo do que? Quem não enfrenta as feras na hora certa vem tentar justificar o quê? Isto é o que eu chamo de marketing. Vamos polir os pontos obscuros do passado. Que melodrama. Aposentadoria é uma dureza. Mais um ex-jogador em atividade. No meio dos boleiros se o cara citar um nome vai ter nome “traira”. Mas isso é coisa de boleiro.

  21. Como goleiro ele foi um bom batedor de faltas, e nada mais.

    Na selecao sua maior gloria foi buscar agua para Marcos e Dida.

    Goleirinho comu, exaltado pela falta de jogadores com grande identificacao com o clube, no Brasil.

  22. Quero, assim como Rogério Ceni, assim como a maioria dos brasileiros decentes, que a seleção vá pro inferno, junto com Ricardo Teixeira.

  23. Além d tudo ñ tem como ñ respeitar um homem q aos 13 anos d idade saiu a pé d sua ksa e foi fazer entrevista d emprego no Banco do Brasil d Sinop (claro, foi contratado).

    Qria saber ond estava o marginalzinho c/ essa msma idade?
    Devia passar o dia inteiro nos beco cheirando cola d sapateiro… knalha! Gampeta idem.

    Infelizmente nesse país d hipócritas quem tem Opinião, Caráter, Tenacidade é taxado d pretensioso.

    Rogério, O Mito, íntegro dentro e fora dos gramados!!!!!!!!!!!!!!!

  24. qual o proposito do post? vender livro do aposentado?

    Mais um monte de besteira do demagogo mor. POsta aí o do IPVA agora, ou da venda de camisas, por favor.

  25. Esse tipo de coisa não acontece só na seleção, nem só no futebol. Acontece em todo grupo. Se o Rogério não se adptou a aquele grupo todo mundo é culpado: o técnico, o Rogério e o grupo. Mas quem deve solucionar esse problema é o tecnico. Zagallo, com sua incompetência característica, não foi capaz.
    Zagallo sempre deu extrema liberdade a seus atletas e sempre foi tolerante às interferências de dirigentes. Por isso ele sempre foi amado por todos e se perpetuou na seleção.

  26. Esse Rogerio nunca foi e nunca será jogador de grupo.
    Brincadeiras fazem parte.
    Quando o Ricardinho chegou no SP com salário de ídolo sabe-se que o sr. Ceni fez panelinha para fritar o meia que até então era um dos mais badalados do Brasil.
    Que o Rogerio é um ídolo não tenho dúvidas, mas da sua falta de humildade, também não tenho!

  27. O Rogerio se sente em casa no SP, pq lá ele manda!
    Quando está mal, nem o respeitado Muricy tem pulso ou é homem o suficiente para coloca-lo no banco.

    Como na seleção ele cruza com gente que tem mais poder do que ele, mais nome e respeito (leia-se MUNDIAL), ele se omite.

    Bem diferente do MARCOS. Esse sim, é sempre um grande goleiro e um grande carater… na seleção, no palmeiras ou em qualquer lugar!

    Marcão tem a personalidade forte, mas nem por isso passa por cima das pessoas ou se acha o insubistituivel. Veja que ele muitas vezes sentou na reserva e respeitou.

    Aprenda Rogério. Mesmo tarde, nunca é tarde para ser humilde.

  28. O São Paulino pode falar o que quiser, porém, Rogério Ceni não figura nem nos 50 melhores goleiros do Brasil até hoje.
    Isso debaixo das traves.
    E olha que ainda estou sendo legal !!!
    abc.

  29. Ridiculo, simplesmente ridiculo, goleirinho de clube, como pode abrir espaco para este cara, qual e a tua Paulinho???? Um exemplo de egocentricidade, de arrogancia sem tamanho.

  30. Como batedor de faltas foi excepcional
    Como goleiro bem normalzinho
    Claro aquela partida com o Liverpoll foi um primor
    Agora o trouxa do Vicente falar que o Julio Cesar não cata pra caramba
    Ele não acompanha o futebol atualmente seja a seleção ou a Inter de Milão
    O próprio Buffon um dos melhores goleiros dos ultimos 15 anos do mundo assume que o Julio hoje esta em uma fase bem melhor que a dele
    O Felipe é um bom goleiro mas precisa se consolidar pois faz partidas magnificas como a da Final de hoje e outras bizonhas como a contra o Sport na final da copa do Brasil

  31. Discordo de algumas coisas.

    Para mim, hoje, o Júlio César é um baita goleiro, um dos melhores do mundo. Está muito à frente do Felipe, que é um goleiro bastante inconstante e comum. O Felipe é um goleiro que faz verdadeiro milagres, mas volta e meia dá suas entregadas.

  32. Muita gente não gosta dele pelo jeito dele. Mas comum ele não foi não. Um goleiro que ganha tudo o que o Rogério ganhou, que ganha um Mundial de Clubes fechando o gol e uma Libertadores pegando tudo e sendo o artilheiro do time na competição não pode ser comum.

  33. “…mas a seleção e as copas todos sabemos que são questões de políticas, o Júlio Cesar por exemplo, só esta lá porque é apadrinhado do Zagalo, o goleiro do Corinthians por exemplo (Felipe) é muito mais goleiros do que esse playboyzinho…”

    A audiência aqui tá ruim mesmo. Meu Deus !

  34. Esse é o método Goebbels Julio Casares do SPFC. Se o ícone fracassou na seleção, a culpa é da seleção!. Lá não dá para ser goleiro-técnico-presidente e pelego. Será que nesse livreco tem a história da falsa proposta do Arsenal, inventada para ele receber mais dinheiro do clube que ele tanta ama, de cooooooraçãoooo?

  35. Rogério é um sujeito de personalidade forte e muito bom no que faz. Talvez por isso seja tão odiado pelos adversários. Nenhum outro jogador em atividade no Brasil têm tantos títulos quanto ele, que também supera os adversário no nível de instrução. Fala dois idiomas além do português, conhece razoavelmente os autores classicos, têm o saudável hábito de ler, que tanto faz falta aos brasileiros.
    Embora alguns o acusem de arrogante, nunca li ou vi ele fazendo provocações à adversários. Creio que a “arrogância” percebida por alguns seja na verdade ausencia de falsa modéstia. O brasileiro presa muito aqueles que se diminuem para aproximar-se da mediocridade (cito mediocridade aqui sem conotacao pejorativa). Condenam a usura mais de 500 anos depois de revolucao calvinista. Espero que os adversários possam reconhecê-lo um dia como modelo a ser seguido.

  36. Foi engraçado ver a chegada dele ao Brasil, depois dos dois frangos que ele tomou pela seleção contra o Barcelona: “Fiz uma das melhores partidas de um goleiro na história da seleção”. Mas ele é bom. Não é frangueiro como esse goleirinho aí, dos videos:
    http://www.youtube.com/watch?v=8lnc9CRMg-Q

  37. Então, para goleiro, ele é um bom professor doutor, é isso?

    Ele não prepotente, ele é sábio. Ele não é metido, só não tem falsa-modéstia.

    Ele não fez conchavo contra o Ricardinho, só não quei fazer um comite de boas vindas.

    Ele não forjou um fax do Arsenal, só se usou de um método para receber o que lhe parecia justo.

    Ele não deixa de pagar IPVA, apenas é contra a cobrança de impostos excessivos da população.

    Ah, tenha paciência.

  38. Luizinho, Baltazar, Rivelino, Neco, Sócrates, Wladimir.

    Só alguns nomes, pra contrariar suas lamentações infundadas, xxxxx

  39. MENTIRA, vc é um mentiroso rapaz, se não gosta do cara não fala merda, critica e ponto final.
    Vc é desonesto e mentiroso e me arrisco a dizer que não deve ter o melhor dos caráteres tb.

  40. Não foi jogo, ele nem era titular.
    Vai estudar futebol um pouco antes de falar besteira.

  41. Invejosos a parte . Rogerio tem razão de não aceitar as brincadeiras, ele é um cara sério contrario de muitos que residiam na seleção . A panelinha se deu muito mau por que em 1998 pipocou para a frança na final da copa .
    Alem de bater faltas , bom embaixo das traves , ótimo na reposição e praticamente um goleiro libero ??? liderou a libertadores de 2005 , pegou penaltys e foi artilheiro do time , um cara desse é um goleiro comum??? faz me rir corithianos e palmeirenses frustrados 🙂

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: