Advertisements

Cuiabá pretende gastar 350 MILHÕES de dinheiro público para ser sede da Copa de 2014

Por PAULO VINÍCIUS COELHO (PVC)

http://espnbrasil.terra.com.br/pvc

A guerra Campo Grande x Cuiabá pelo direito de ser a sede do Pantanal terá seu dia mais tenso nesta terça-feira. Pela manhã, a inspeção da Fifa passa por Goiânia, cidade com poucas chances de figurar na lista das doze escolhidas, por causa da proximidade com Brasília. À tarde, passam quatro horas em Campo Grande. No início da noite, chegam a Cuiabá.

Dormem na capital mato-grossense, favorita para ser escolhida como a sede Pantanal. O projeto de Cuiabá inclui R$ 350 milhões somente para a construção do novo estádio. O José Fragelli será demolido e reconstruído no mesmo local. Tudo dinheiro público, do governo do Estado do Mato Grosso!!!

Além desse dinheiro, quatro Centros de Treinamento serão construídos. Um em Várzea Grande, um na Chapada dos Guimarães, um no Pantanal, outro no Lago de Manso. Tudo dinheiro das prefeituras!!!

Dá para entender por que Cuiabá é favorita na briga com Campo Grande?

O legado? O prefeito de Cuiabá, Wilson dos Santos, garante: “A Copa do Mundo uniu muito a cidade. Nosso projeto é ter um time na Série A do Brasileirão em 2012, dois anos antes da Copa”, diz o prefeito.

O grande problema: tudo é dinheiro público. Não do governo federal, como Lula garantiu. E daí? Dinheiro público do governo do estado também é dinheiro seu, que vive no Mato Grosso.

Facebook Comments
Advertisements

14 comentários sobre “Cuiabá pretende gastar 350 MILHÕES de dinheiro público para ser sede da Copa de 2014

  1. Marquinhos

    Pior que tem gente que critica o Morumbi, pelo menos na teoria não vai entrar dinheiro publico. Mas o Governo esta certo de gastar em estadios….. nossos hospitais estão vazios, nossas escolas são um exemplo de qualidade, o policiamento esta bem treinado e em bom numero.

  2. Luís Carlos

    Começa a aparecer a Copa do Mundo custeada integralmente com dinheiro privado. O governo de Minas também vai torrar uma boa grana na reforma do Mineirão.

    E até a geografia está mudando. Cuiabá e Campo Grande agora fazem parte do Pantanal.

  3. Fábio Barbano

    Qual o problema de se investir dinheiro público para se construir algo público?

    Sou a favor sim. O que seria contra é o investimento de dinheiro público para reformar estádios privados. Ou construir estádios e depois ceder para clubes.

    Quem vai organizar essa Copa é o Brasil ou os clubes? A responsabilidade pela infra-estrutura necessária, incluindo estádios, é de quem quer fazer o evento aqui, não dos clubes… Se o governo quer fazer uso político do evento, que se invista nele.

  4. eduardo

    discordo q goiania tenha poucas chances
    afinal e hj a capital com maior qualidade de vida do brasil
    e pelos criterios tecnicos (ou seja sem puxa saquismo ou cooperativismo) seria umas das primeiras a ser escolhida. sem dizer q a unica cidade do centro oeste com times em todas as series do brasileirao
    abracoss

  5. Daniel

    Eu sou contra a Copa de 2014 no Brasil. Infelizmente, o dinheiro público vai ser usado para o povo viver durante 30 dias no “Brasil, o país das maravilhas”. Enquanto isso, os nossos hospitais, a saúde, etc…

  6. Heloisa

    Quando vi que Pantanal e Amazônia seriam sedes da Copa, logo senti o cheiro de maracutaia no ar. Mas achei que eles, pelo menos, iriam disfarçar…

  7. MARCIO

    Vcs precisam ver o que é Cuiabá….. falta de tudo! Tem um deputado estadual, 7 vezes presidente da assembléia legislativa, uma espécie de Sarney do MT, sempre do lado do governo, conhecido como “coronel do legislativo” em sua gestão passada foi acusado, e aliás comprovado, muita corrupção, inclusive a compra de langerie com dinheiro público. Daí vcs podem imaginar como funciona a política em Cuiabá! o povo trabalhador é lixo descartável…

  8. Carlos Almeida

    Ainda faltam, Minas Gerais, Brasília, Manaus etc, etc. Mas o problema maior é o que fazer com os elefantes brancos depois da Copa, se eles nem time tem para disputar um campeonato decente. Acho que quem mais vai usar o estádio em Cuiabá ou Campo Grande são os times do vizinho Paraguai. Agora um recado ao Daniel, que povo vai assistir a Copa do Mundo? Primeiro, que o ingresso mais barato deve ser de no mínmo US$ 100,00 ou R$ 230,00, quem pagará, para ver umas seleções meia boca jogar. Vai ser a Copa do vexame e estádios vazios, tenha certeza disso.

  9. Marcelo Abdul

    Começou a “Farra do Boi”

    O boi nesse caso somos todos nós contribuintes.

    Como duas cidades sem um time tradicional podem querer uma Copa do Mundo? Pra que? Pra construir um elefante branco para o Mixto? Pro Operário? Pro Dom Bosco? Para o Comercial? Times que nem estão ao menos na série B.

    Falam em turismo no Pantanal. Mas nem existe infra estrutura para isso. Não existem estradas decentes e nem hotéis. O transporte público é uma piada nos dois mato-grossos. Nem mão santa poderá ajudar.

    Como em 1950 os políticos brasileiros fazem a festa. Em meio século de história brasileira parece que nada mudou. Pelo contrário, só piorou. Vide a eleição do “imortal” José Sarney para presidência do senado.

    Esse país é uma vergonha!

  10. Justiceiro

    Há um tempinho atrás, eu apostava em Goiânia como sede, ao lado de SP, RJ, Porto Alegre, Brasília, Curitiba, Manaus, Belém, Fortaleza, Natal, Recife e Salvador. Depois de saber que uma sede seria no Pantanal, troquei minha aposta de Goiânia para Cuiabá. O que o Eduardo diz (sobre Goiânia) procede, mas o critério para a escolha das sedes será mais político do que técnico. Acho que a capital goiana dançou nessa.

    De qualquer forma, essa Copa do Mundo tem tudo para entrar na vasta e nutrida história da vergonha brasileira. Quanta coisa não deve faltar mesmo em Cuiabá, e irão torrar dinheiro com um estádio que depois será um elefante branco que apenas servirá para ser sede de Mixto x Dom Bosco (com todo o respeito). Quanta coisa não daria pra fazer (em educação, saúde, infra-estrutura, transportes, segurança, etc.) com toda a grana que vai ser gasta?

    Mas vamos organizar a Copa. Tem gente que gosta. Eu não consigo me empolgar.

  11. Carlos

    VAI TER PONTO CEGO NO ESTÁDIO DE CUIABÁ?

    QUANTO QUE O ESTADO E A PREFEITURA VÃO GASTAR COM DESAPROPRIAÇÕES?

    ALGUM CLUBE VAI SER FAVORECIDO?

  12. AIUB

    O QUE NÃO TEM ESTRUTURA AQUI EM NOSSOS ESTADIOS, MANDA UM ABAIXO ASSINADO DE VOCÊ E SEUS MILHARES DE OPERARIOS QUE VOCÊ ESCRAVIZA PARA MUDAR A COPA OU DE CUIABA – MT OU CAMPO GRANDE – MS PARA O SEU CAMPINHO PARTICULAR NO SEUS CASTELOS DE PLATINA, NÃO É PORQUE AS CIDADES NÃO SÃO COMO ESSE CAOS URBANO QUE VOCÊS VIVEM QUE ESSAS DUAS CIDADES NÃO TEM PEITO E RESPONSABILIDADE PARA SER UMA SEDE, GARANTO QUE ELAS TEM MAIS MÉRITO DE CONDUZIR UMA COPA DO QUE O NOSSO HONRADO PRESIDENTE DA CBF CONDUZ O NOSSO FUTEBOL.

  13. Ronei

    Sabemos que o investimento será totalmente público, caso não consigam parcerias com empresas privadas. No caso do Mato grosso esse sacrifício financeiro é válido, porque o estado precisa de retorno na divulgação ao país e ao mundo da sua grande potencialidade turística como o Pantanal Matogrossense, a Chapada dos Guimarães com seus grandes cânions, rios, cachoeiras, penhascos e arqueologia. Cuiabá tem um riquíssimo patrimônio histórico e cultural preservados. Próximo a capital ainda tem a cidade de Nobres com seus rios e lagoas de águas cristalinas, ainda próximo tem balneários de águas termais e complexo do lago de Manso; e um pouco mais distante tem a Amazônia e Araguaia. Outros benefícios também tem que serem levados em consideração, como a geração de empregos diretos e indiretos, a melhoria da infra estrutura viária, segurança e saúde, além de que o novo estádio como arena de multi uso não só abrigará partidas de futebol como também funcionará como um novo centro de eventos da baixada cuiabana que até 2014 terá uma população superior a um milhão de habitantes.

  14. Celso

    Não vejo problemas de ter investimento público para financiar obras das sedes da copa 2014 no Brasil, afinal de contas a copa levará benefícios à população em forma de empregos, entretenimento, melhoria em infra-estrutura, assim como haverá mais circulação de dinheiro; que gera mais arrecadação de tributos; que gera mais investimentos em saúde, educação, segurança, etc. Perguntem à população do Rio de Janeiro se não valeu a pena os grandes investimentos que governo federal fez ao PAN 2007 ?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: