Advertisements

Coluna do Fiori

fiori_g.jpg

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.br   Email: caminhodasideias@superig.com.br

apito

ÁRBITROS NOS ESTADUAIS

Conforme o noticiado pela comissão do estado de São Paulo, árbitros e assistentes, tiveram pré-temporada de quinze dias. Na mesma, prepararam-se fisicamente, presenciaram palestras, reciclaram seus conhecimentos teóricos sobre as leis do jogo, bem como, lhes conscientizaram a não receberem quaisquer tipos de brinde, deixando claro que no entender do presidente da CEAF-SP, este presentear interfere em suas decisões, fazendo-os olhar aos que os presenteiem de maneira mais afável, num demonstrar cabal da falta de confiança que lhes depositam os membros da comissão capitaneados pelo coronel PM da reserva Marinho, aquele que nunca recebeu qualquer tipo de brinde quando na ativa, o imaculado.

PROVA CABAL

A pré-temporada dos árbitros de São Paulo nos indica que a grande maioria vive das taxas respeitáveis que lhes pagam, caso trabalhassem em alguma empresa, mesmo que alguns sejam funcionários publico, duvido que tivessem abonados todos estes dias.

TRIO FIXO

Este papo que trio fixo, não é novidade, na década de setenta tínhamos, foi retirado, voltando nos anos oitenta, portando, este implantar é repetir o ontem, como dizia o saudoso comunicador Abelardo Barbosa, nosso querido Chacrinha: Neste mundo nada se cria, tudo se copia. Senhores da CEAF-SP vão cascatear em outro terreiro.

 

PUNIÇÃO AOS ERRANTES

Sou favorável à punição, como afastamento ou outras medidas, porém, esta deva ser aplicada justamente, se um errou, este será punido e assim seguidamente.

RODADAS INICIAIS

Analisando a atuação de alguns árbitros nestas primeiras rodadas do principal campeonato sob a responsabilidade da FPF, posso lhes afiançar meu desapontar principalmente com os chamados iniciantes se assim podemos chamá-los:

Philippe Lombardi, teve péssima atuação quando da partida entre São Caetano x Marilia, vencida pela equipe do ABC, marcou pênalti indevido em Tuta e, expulsou o zagueiro Leandro Amaro do Marilia, sendo que o mesmo foi claramente empurrado por um defensor do São Caetano em sua própria área.

Milton Ballerini, teve péssima atuação na partida Corinthians x Barueri, culminando com a invenção de um pênalti a favor do Corinthians, supostamente cometido pelo defensor do Barueri Leandro, no corintiano William.

José Henrique de Carvalho atuou no partida: Noroeste x Santos e, entregou o ouro ao marcar pênalti inexistente em favor do Santos, até então vinha de razoável atuação.

Antonio Rogério teve fraca atuação na partida disputada em Mogi Mirim, quando a equipe local enfrentou o Paulista.

Rodrigo Braghetto, arbitrou Corinthians x Botafogo, com atuação grotesca, assinalou pênalti em favor do Corinthians graça a seu auxiliar Márcio Luiz Augusto que viu o defensor botafoguense Fábio Oliveira tacar a mão na bola dentro de sua área, ressalto que Braghetto tinha boa visão do lance, não marcou porque não quis, passou a bola para seu assistente.

Como também não marcou penalidade claríssima do defensor corintiano André Santos que de maneira acintosa empurrou o atacante do Botafogo Branquinho, este fato aconteceu em lance aberto e na cara do árbitro.

REMATE

A pré-temporada largamente difundida pelo presidente da CEAF-SP, até agora em nada resultou e o repugnante sorteio, teve o condão de laurear o árbitro Luiz Flavio de Oliveira, por duas vezes em tão pouco tempo, arbitrou na primeira rodada e nesta última.

Será que Luis Flavio é o novo protegido das bolinhas colocadas no famoso globo da sorte?           

CAMPEONATO CARIOCA

No estadual do Rio de Janeiro, os árbitros comandados pela CEAF-RJ, presidida por Jorge Rabello, sim, aquele de dois documentos, conforme nos informou Oscar Godoy.

Jorge Rabello é o mesmo que brigou com o Aragão pela disputa da ANAF e posteriormente se aliou a ele. 

Árbitros cariocas iniciaram o ano aprontando barbaridades, na partida disputada na Maracanã tendo como litigante Flamengo x Friburguense, Leonardo Garcia Cavalheiro, inverteu varias faltas e, favoreceu ao Flamengo, anulando tento legitimo da equipe de Friburgo.

Nesta quinta feira, em Volta Redonda o Bangu enfrentou ao Flamengo com arbitragem de Djalma Beltrami, conforme o usual, Beltrami mostrou seu desconhecimento sobre as leis do jogo, foi confuso nas marcações, aquém destas, anulou dois tentos absolutamente legais, um para cada lado.

Beltrami foi quem procurou o presidente da CEAF-RJ informando-o que havia sido procurado pelo presidente da CONAF, Sergio Correa da Silva, que lhe ofereceu proposta para que entregasse o distintivo da FIFA.

Acredito neste procurar e na oferta, não entendo como este oficial da PM do Rio de Janeiro, que se diz amante da ética, não tenha se comportado da mesma forma quando ganhou o distintivo, ou seja, explicando publicamente quais os caminhos que percorreu, para ser alçado ao quadro internacional de árbitros.

POLÍTICA

“Ilibados” vereadores da cidade de São Paulo, repugnante a concessão do Titulo de Cidadão Paulistano conferido para Ricardo Teixeira, que ainda não o recebeu, como também solicito que cassem o Titulo recebido pelo ex-presidente da FPF Eduardo José Farah.

Acorda, Brasil.

SP-31/01/09

As opiniões acima são de minha inteira e total responsabilidade e publicadas no blog:

blogdopaulinho.wordpress.com

Facebook Comments
Advertisements

6 comentários sobre “Coluna do Fiori

  1. geraldo lina

    caro, FIORI.

    es um sonhador,
    LUTAMOS pelo mesmo IDEAL:

    eu, VOCE e o PAULO.

    QUE DEUS NOS ABENCOES

    abracos

    ***(*) *******(*)

  2. euclydes zamperetti fiori

    Caro Geraldo,
    grato e,
    vamos em frente, estou velhinho, sempre lutei, garanto q. ainda tenho gaz.
    zamperetti fiori
    ex-árbitro de futebol

  3. Jose

    O jornalista Renato Mauricio Prado divulgou na sua coluna de sexta-feira, dia 30 de janeiro que o tal Jorge Rabello tem duas carteiras de identidade com data de nascimento diferentes. Uma 11 de dezembro de 1962 e outra de 1958. Qual seria o motivo dele ser “gato” no apito e que prejuízo isto traria para o futebol sr. Euclides?

  4. Jose

    O presidente da Comissão Nacional de Arbitragem (Conaf), Sérgio Corrêa, negou em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM que tenha ocorrido qualquer tipo de irregularidade nas saídas dos árbitros Djalma Beltrami, Wagner Tardelli e Alício Pena Júnior do quadro da Fifa.

    Nesta quinta-feira, o presidente da Comissão de Arbitragem do Rio de Janeiro (Coaf-RJ), Jorge Rabello, acusou Corrêa de ter pedido a Beltrami que “cedesse sua vaga e seu escudo mediante compensação financeira ”.

    O presidente da Comissão Nacional de Arbitragem disse não ter lido as acusações feitas por Jorge Rabello. E afirmou que, depois de analisá-las a partir da próxima segunda-feira, poderá consultar o departamento jurídico da CBF para verificar possíveis medidas a serem tomadas.

    Corrêa afirma que em novembro, durante reunião na Granja Comary (Teresópolis), informou aos árbitros que representam o país na Fifa que a Comissão estudava a possibilidade dos juízes que, porventura, deixassem o quadro, pudessem apitar até aos 46 anos – um ano a mais que o limite atual. O presidente da Conaf afirma que isso seria uma forma de reconhecer o trabalho desenvolvido pelos profissionais. E que essa abertura já existe em outros países, como na Inglaterra, onde alguns apitam até os 48 anos.

    – Seria um reconhecimento à biografia deles. Essa previsão ainda não está hoje no regulamento porque primeiro precisariam ocorrer as mudanças. Devemos homologar essa possibilidade em 2009 – afirmou.

    Os três excluídos do quadro da Fifa vão ser transferidos para o chamado “quadro especial”, criado no ano passado, segundo Sérgio Corrêa, com a finalidade de abrigar profissionais que deixassem o nível máximo da arbitragem, sem prejuízo financeiro.

    Corrêa negou ter prometido a Djalma Beltrami que ele “sempre apitaria bons jogos”, como foi insinuado por Jorge Rabello.

    – Isso não existe. Eles estariam à disposição de acordo com o rendimento deles. Não teriam qualquer tipo de benefício nas escalas em relação aos outros – garantiu.

    saiba mais
    Chefe da arbitragem acusado de oferecer dinheiro para juízes deixarem Fifa Tardelli diz que aceitou proposta para deixar o quadro da Fifa Procurador do STJD diz que Rabello pode ser punido se não provar acusação
    ——————————————————————————–
    O presidente da Conaf afirma que a saída do trio do quadro da Fifa foi resultado do projeto de renovação da arbitragem brasileira. Segundo Sérgio Corrêa, se a entrada de três nomes mais jovens não fosse feita (Leandro Vuaden, Ricardo Marques e Wilson Seneme, que volta após ser afastado por problemas físicos), o Brasil teria poucos árbitros com a experiência internacional necessária para participar da Copa do Mundo de 2014, que será realizada no país.

    – (Wagner) Tardelli sairia em 2009, (Djalma) Beltrami em 2011 e Alício (Pena Júnior) em 2013. Decidimos antecipar a renovação, permitindo que tenhamos mais opções para o Mundial. Caso contrário, chegaríamos em 2014 com apenas três nomes.

    Sérgio Corrêa disse considerar natural que alguns fiquem insatisfeitos com as alterações na lista de indicados para a Fifa. Em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, Djalma Beltrani disse que a sua retirada do quadro “foi um ato covarde”

    – É um processo natural de renovação, de mudança, iniciado em 2007 pela CBF. E que pode gerar insatisfação. Mas não podemos agir com o coração. Precisamos quebrar o paradigma de que o posto de árbitro da Fifa é vitalício. Não entendo a revolta. Tardelli compreendeu o projeto. Beltrami não reagiu bem à mudança, dizendo que gostaria de ficar – afirmou.

    Sérgio Corrêa negou também ter a intenção de prejudicar a arbitragem do Rio, como reclamou Jorge Rabello.

    – Houve uma renovação elevada na arbitragem carioca. Quando o Marcelo de Lima Henrique foi indicado para a Fifa, ninguém falou da entrada dele.

  5. euclydes zamperetti fiori

    Senhor José;
    O principal prejuizo é falta de ética, péssimo exemplo para tds, este papo dq tds estão sugeitos a erros é desculpa ou compactuar com os mesmos.
    Falsificou dcs com alguma intenção, portanto é sabedor dq fez, merece ser extirpado do sistema, se reciclar e procurar outro planeta.
    Conclusão: É mala e fim de papo.
    Entendo q. erros tds nós comentemos,no caso de Jorge Rebello, o erro foi premeditado, cometeu crime e q. vá contar cascatas em outras terras, no futebol estamos lotados deste tipo de gente.
    E +, nossa cultura é perdoar, por agirmos com sentimentos e ñ com a razão, comigo não.
    zamperetti fiori
    ex-árbitro de futebol

  6. euclydes zamperetti fiori

    A INDICAÇÃO PERTENCE A CBF, BEM COMO RETIRAR OU Ñ O ÁRBITRO FIFA.
    TDS DEVAM TER RABOS PRESOS O ÁRBITRO INDICADO E OS DIRIGENTES DA CBF PARA COM PADRNHOS DESTESE ASIM POR DIANTE.
    CONCLUSÃO: NESTE TERRENO COM CERTEZA ENCONTRAREMOS MUITOS RATOS
    Acorda, Brasil
    zamperetti fiori
    ex-árbitro de futebol

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: