Advertisements

“Os Geraldinos” entrevistam Paulinho, Juca Kfouri, Vitor Birner e Carlos Cereto

Concedi uma entrevista ao site “Os Geraldinos”.

Para conferir basta clicar no link abaixo.

http://osgeraldinos.wordpress.com/2008/09/12/na-geral-entrevista-com-paulinho/

Leia também as entrevistas realizadas com Vitor Birner e Carlos Cereto

http://osgeraldinos.wordpress.com/2008/08/29/na-geral-entrevista-com-carlos-cereto/

http://osgeraldinos.wordpress.com/2008/08/01/na-geral-entrevista-com-vitor-birner/

E para finalizar o bate papo com Juca Kfouri.

http://osgeraldinos.wordpress.com/2008/07/25/na-geral-entrevista-com-juca-kfouri-parte-1/

http://osgeraldinos.wordpress.com/2008/07/25/na-geral-entrevista-com-juca-kfouri-parte-2/

Boa leitura.

Facebook Comments
Advertisements

4 comentários sobre ““Os Geraldinos” entrevistam Paulinho, Juca Kfouri, Vitor Birner e Carlos Cereto

  1. Fábio Souza

    Paulinho,

    Acho que o G4 começou muito mal, afinal, ter como porta-voz do grupo o Sr. Rosemberg….cuja idoneidade está severamente abalada….sei, não. Tô achando que é um movimento natimorto…

    []s

  2. sidneih

    http://www.estadao.com.br/esportes/not_esp32271,0.htm

    Investigação descobre que a MSI tem outra empresa em Israel
    Firma de israelense teria direito a receber parte do dinheiro pela venda de Carlos Alberto ao Werder Bremen

    Marcel Rizzo e Martín Fernández – Jornal da Tarde
    Tamanho do texto? A A A A
    SÃO PAULO – A obscura parceria Corinthians/MSI ainda surpreende, quase um ano após a atual diretoria ter notificado a parceira avisando que o contrato estava encerrado. Na cobrança que a MSI faz ao Werder Bremen para receber o dinheiro da venda de Carlos Alberto, aparece o nome de uma empresa que também teria direito a valores por ter participado da negociação: a Rio Football Services Limited.

    (Veja também:
    Lulinha é garantia no rolo da venda de Carlos Alberto)

    Pessoas envolvidas na investigação da parceria, como o promotor José Reinaldo Guimarães Carneiro, desconheciam a Rio nos negócios da MSI. Antonio Roque Citadini, oposicionista no Corinthians e que esmiuçou os contratos, também nunca ouviu falar.

    Segundo apurou a reportagem, a Rio é o novo nome da Global Soccer Agency, empresa do israelense Pini Zahavi, empresário que fez diversos negócios com a MSI relacionados ao Corinthians. Outra empresa dele, a HAZ Sport Agency, comprou Carlos Tevez do Boca Juniors, em 2004.

    Por causa da dificuldade para encontrar as empresas é que a defesa do Werder Bremen no Brasil demorou para enviar cartas rogatórias à MSI e à Rio, como determinou a juíza Cynthia Torres Cristófaro em despacho de 21 de agosto. As cartas são necessárias para as empresas se pronunciarem oficialmente sobre o caso.

    A sede da MSI, por exemplo, fica nas Ilhas Tortola, no Caribe, conhecido paraíso fiscal. A da Rio é em Tel-Aviv (Israel). “Precisávamos de alguém para se responsabilizar pelos documentos em cada cidade. Em Tel-Aviv havia dificuldade, o pessoal tinha medo. Agora conseguimos que fossem enviadas”, explicou Erasmo Mendonça De Boer, advogado do Werder no Brasil.

    De Boer diz que os alemães acionaram a justiça brasileira para não ter problemas futuros, como serem cobrados duas vezes. E adicionou um detalhe à disputa jurídica: a MSI e a Rio acionaram o Werder na justiça de Bremen, cobrando os 7 milhões de euros totais (quase R$ 18 milhões) da negociação de Carlos Alberto.

    “O curioso nesse processo é que eles têm detalhes da ação que corre aqui, mesmo sem nunca terem se pronunciado”, disse De Boer Outro capítulo da confusa parceria corintiana.

    CASO ‘GARCIA’
    O presidente Andres Sanches preferiu não comentar o recadastramento extra-oficial de associados feito pelo candidato oposicionista a presidente Paulo Garcia. Como mostrou a reportagem nesta quinta-feira, este enviou cartas aos associados pedindo que entrassem no site de campanha, o Pró Corinthians, e se cadastrassem, com dados como endereço e telefone.

    “Quem tem de responder por isso são o administrativo e o jurídico”, disse Andres Sanches. O departamento jurídico do clube estuda entrar com uma ação contra o conselheiro, já que a correspondência dava a impressão de ser um documento oficial. Garcia diz que precisa de um arquivo seu e que quem passou o contato dos sócios foi o próprio Andres Sanches, em fevereiro.

    Além de Sanches e Garcia, deve haver mais um candidato em janeiro, Osmar Stábile, o que repetiria o trio que disputou a eleição de outubro de 2007. Marlene Matheus, atualmente vice de Sanches, também pode se candidatar.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: