Advertisements

João Paulo de Jesus Lopes e o CONSEG falam sobre o impasse entre São Paulo F.C. e Morumbi Cidadania.

 

Do Morumbi Cidadania

Ola Paulinho

Estou encaminhando a entrevista entre João Paulo de Jesus Lopes, do SPFC e a Dna. Julia Titz Rezende, presidente do CONSEG MORUMBI:

O Morumbi Cidadania discorda da posição dos entrevistados a respeito do projeto que ocorrerá no estádio Cícero Pompeu de Toledo nas áreas internas e externas de suas dependências, como também na Pça. Roberto Gomes Pedrosa e adjacências.

A opinião da presidente do CONSEG restringe-se em afirmar que a praça é do povo, uma justificativa que serviria para qualquer praça em qualquer cidade, ou seja é insuficiente para fundamentar uma posição que abranja a complexidade dessa intervenção urbana que vai remodelar a região. As comparações pejorativas do que acontecerá após a implantação do projeto, estabelecem cenários negativos no uso e funcionamento da nova praça e do estádio, sempre colocando indevidamente a Pça. Roosevelt e o minhocão como referência.  Na realidade a Pça. Roberto Gomes Pedrosa não é do povo desde o início do estádio, o espaço da praça é uma extensão das atividades que ocorrem nos eventos, portanto a função da “praça do povo” é servir de estacionamento, local para que torcidas organizadas se confrontem, marreteiros, cambistas, e todas as ocorrências negativas dos eventos onde desorganização e tumulto acontecem na contramão da cidadania e civilidade. É preciso considerar que a atual situação desse local está prejudicada há quase 40 anos, impactando de forma nociva a qualidade de vida no bairro, somando-se problemas ambientais e a conivência que os órgãos públicos e o descaso que SPFC tem para com a comunidade.

Portanto rejeitar, negar aprioristicamente ou ser do contra com argumentos fundamentalistas sem conteúdo, não parece ser a posição correta para uma situação complexa do ponto de vista urbanístico e que vai modificar o desenho urbano da região e da cidade, considerando a superposição dos projetos urbanísticos em fase de implantação e a chegada do Metro.

O CONSEG, tem a função de servir de ponte entre a comunidade e a PM, Polícia

Civil, CET, Prefeitura e demais órgãos, agilizando o encaminhamento dos problemas da região para que sejam tomadas as medidas pertinentes, principalmente na questão da segurança, é importante propiciar e promover uma discussão do projeto do SPFC,caso seja selecionado para o evento da Copa 2014, junto aos moradores e associações do bairro, apoiando posteriormente a conclusão que surgiria a partir do movimento da comunidade.

É inadequado que entidades do governo opinem, a favor ou contra, sobre questões onde nitidamente exorbitem sua competência, devem sim apoiar as iniciativas e manifestações de comunidade.

Para se adequar aos encargos exigidos pela FIFA, o SPFC desenvolveu um projeto arquitetônico, seu autor é o Arq. Ruy Ohtake, que prioriza as condições para ser selecionado para o evento da Copa de 2014. Para a devida implantação desse projeto, é necessário estabelecer alguns pontos preliminares que incluam características difusas e comunitárias que abranjam equipamentos urbanos carentes no local. Portanto é inadequado considerar apenas os aspectos e interesses pontuais de entidades particulares e empresas e a conseqüência vantagem empresarial e patrimonial obtida com recursos públicos e sem a devida compensação para com a comunidade.

O foco relevante, por enquanto do ponto de vista da cidadania e da legalidade, é estabelecer os mecanismos legais, com transparência, para a devida aprovação pelos órgãos públicos, passando por relatórios de impacto e audiências públicas onde a opinião da comunidade pode ser manifestada.

O Morumbi Cidadania acionou o Ministério Público da Habitação e diante dos fatos apresentados, foi instaurado inquérito civil para garantir esse processo, mas é lamentável o fato dos dirigentes do referido clube, acreditarem que desde a inauguração do estádio e suas dependências sociais, tenham atraído moradores interessados em ter o clube como vizinho, omitem que chegaram anos depois do loteamento existir, e aqueles no entorno próximo, adquiriram suas propriedades confiando que morariam junto a uma enorme praça, local onde o clube foi agraciado inexplicavelmente.

Apesar dos dirigentes do clube acreditarem que suas instalações trouxeram “progresso” para o bairro e assim justificarem suas atividades, acompanhadas com transgressões contra a cidadania e crimes ambientais, agora desejam a aprovação integral do projeto arquitetônico proposto, portanto é necessário constar a reformulação e normatização das atividades presentes e futuras do clube, nas áreas sócio-desportivas e nos diferentes eventos no estádio.

A comunidade da região deve ter seus direitos de cidadania respeitados e preservados na qualidade de vida da região, afinal não é a comunidade que deve se ajustar ao SPFC, é o SPFC que deve se ajustar à comunidade e cumprir as leis vigentes que normatizam seu funcionamento, foi o que determinou o Termo de Ajuste de Conduta proposto pelo Ministério Público do Meio Ambiente.

A conclusão preliminar de todo esse processo, evitando as radicalidades inconseqüentes e demagogas, é que a região precisa e é merecedora dos investimentos e projetos propostos, com modernidade e conceitos urbanísticos compatíveis que proporcionem e garantam com transparência a qualidade de vida na cidade de São Paulo.

 

 

Ouça as entrevistas abaixo.

Facebook Comments
Advertisements

47 comentários sobre “João Paulo de Jesus Lopes e o CONSEG falam sobre o impasse entre São Paulo F.C. e Morumbi Cidadania.

  1. Caetano

    Impressionante…nunca vi bandidos serem por tanto tempo conclamados como competentes profissionais…..

  2. pozzi

    Estes caras naum vaum conseguir pikas, ja ta tudo armado, a grana vem do PAC, o proximo prefeito seja la quem for eleito vai ter que apoiar e o Serra vai inaugurar, eh mole??

  3. Thiago

    Ah, que conversa pra boi dormir… Esse tal de Morumbi Cidadania não sabe nem o que quer… Primeiro que quem ergueu esse bairro foi o São Paulo FC, e depois a Pça. Roberto Gomes Pedrosa (será que Roberto Gomes Pedrosa foi uma ilustre figura da Sociedade Amigos do Bairro?) ser do tamanho de um ovo, não é culpa do São Paulo que vândalos se confrontem em seus entornos… A nota é muito repetitiva…
    Creio que o progresso faça mal a essas pessoas. Sugiro que se mudem para uma cidade cuja população não exceda 40 mil pessoas… São Paulo é uma metrópole gigantesca, precisa de estádios, teatros, casas de shows, shoppings, supermercados, viadutos, estacionamentos, praças, parques, metrô, corredores de ônibus e evolução SEMPRE!!!

  4. Paulo

    “tenham atraído moradores interessados em ter o clube como vizinho, omitem que chegaram anos depois do loteamento existir, e aqueles no entorno próximo, adquiriram suas propriedades confiando que morariam junto a uma enorme praça, local onde o clube foi agraciado inexplicavelmente.”

    Uma amostra Paulinho da capacidade dessa gente que esta por traz de tudo isso. Um despreparo e desconhecimento proposital. Ja havia avisado e aviso novamento. Procure ver quem está atras desta ong e ficará surpreso.

    abraço

  5. João Luís

    “…mas é lamentável o fato dos dirigentes do referido clube, acreditarem que desde a inauguração do estádio e suas dependências sociais, tenham atraído moradores interessados em ter o clube como vizinho, omitem que chegaram anos depois do loteamento existir, e aqueles no entorno próximo, adquiriram suas propriedades confiando que morariam junto a uma enorme praça, local onde o clube foi agraciado inexplicavelmente.”

    Esses dirigente do São Paulo Futebol Clube devem ter muita confiança na ignorância do povo mesmo, para serem tão cínicos… E o pior de tudo é constatar que tem gente aqui que realmente acredita no progresso que o estádio trouxe à região…

  6. Diego Tardelli

    Os caras pensam que nós somos idiotas.

    Estão a mando o corrupto governador, tentanto viabilizar o “fielzão” e a “arena palestra”.

    Sai fora bando de canalhas.

  7. Mauricio Gomes

    É o mesmo caso do do aeroporto de Congonhas.
    Assim como o aeroporto, quando o estádio foi construido a área era afastada do centro e tinha uma concentração baixissima de habitantes. Sendo assim, era uma região adequada a um estádio(como até hoje se prega que seja).
    Em ambos os casos, a população foi atraida para região a partir de então, portanto, dizer que o estádio prejudica a vida dos moradores é uma tremenda bobagem… 99% dos moradores foi morar lá depois que o estádio já havia sido construido! Não vejo muito sentido nem justiça nessas campanhas que querem excluir o que já existia… na época que serviu para valorizar as propriedades estava tudo ótimo, agora que não interessa mais vamos fazer oba-oba…
    Racional é trabalhar junto para achar um meio de convivëncia adequado.

    UM ABRAÇO.

  8. Toninho tricolor (39 anos)

    Sei… sei… sei… Ao que parece, o “Morumbi Cidadania” já deixou de ser ONG, hein! Mas com relação a “praça é do povo”, se a moda pega, os moradores do Bairro Pacaembu já podem ingressar com uma ação no MP – ou por acaso aquele enorme espaço em frente ao estádio foi reservado para a torcida do corinthians brigar (e apanhar) da PM? E com relação ao estádio Cícero Pompeu de Toledo, basta ver as fotos da época das obras – não havia construção nenhuma naquele descampado. O SPFC chegou primeiro! O incomodados que se retirem… e levem suas ONGs fantasmas junto!

  9. Alexandre

    Afe, antes de quem tem dinheiro sonhar em morar no Morumbi, o clube já existia.
    Alias, o bairro antes do estádio era um matagal só.

    Infelizmente brasileiro tem memória curta.

    Quem não quer o SPFC ou o Morumbi por lá, que vá morar em outro lugar.
    O Estádio chegou primeiro, o clube chegou primeiro…assim funcionam as coisas meus amigos.

    Só no Brasil para ter este tipo de discussão ridícula.

  10. Alexandre

    Paulo,

    melhor você dizer quem é que está por tras desta ONG, pq o negócio do Paulinho é o Corinthians.

    Diz de uma vez para que este tipo de notícia não seja mais publicada ou que voce coloque contra a parede o intermediador das notícias, no caso o blogueiro.

    Abraços

  11. pozzi

    Soh pra esclarecer o lotemento da imobiliaria aricanduva foi aprovado em 1936, depois os donos que eram os turcos da Bandeirantes “venderam” uma parte pro Adhemar de Barros, daih o lugar se chamar jd leonor, porque era a mulher do governador na epoca e ele comprou dos Matarazzo o Palacio Bandeirantes que antes era pra ser uma universidade.
    o spfc ganhou, numa ateh hoje maracutaia mal explicada, a praça do loteamento, sobrou a pracinha da frente do Morumbi que eh a discussão pouco inteligente desses kras.
    o que ta valendo eh um caminhão de grana que vai ser despejado na frente do Morumbi pra fazer a Copa, serah que vai rolar tudo dentro dos conformes?
    acho que eh isso o motivo da coisa.
    abs

  12. geraldo lina

    PESQUISA “A PERGUNTA QUE NAO QUER CALAR”.

    QUEM ESTARIA POR TRAZ DE TAL ONG ?
    A) ( ) CITADINI
    B) ( ) SERRA, DEL NERO E PRESIDENCIA DOS MUSGOS
    C) ( ) RICARDO TEIXEIRA
    D) ( ) MARCELO TEIXEIRA
    E) ( ) UM BRINCALHAO

    Se alguem souber responder a essa questao, bem como informar o nome do responsavel pela ONG, site, telefone e endereco, vai ganhar um diploma de jornalista. Pq tem jornalista que sabe mas nao diz…

    Abrasssss

  13. calloni

    Oi Paulinho, moro em Londres, vou mudar pra Washington e vivi 28 anos na borda do Morumbi… Sinceramente só uma pessoa idiota ou realmente de ma intencao pra pensar em afastar um evento como a Copa do Mundo da sua regiao… Serao o que 5 jogos no maximo no estadio em 30 dias… Esse povo devia ir pra Europa no periodo e alugar os devidos castelos aos imigrantes da copa durante a competicao…
    Enfim, ja disse, o Morumbi veio primeiro, depois vieram as pessoas em volta… A fazenda virou bairro por causa do estadio… entao chega de churumelas
    abs

  14. Blackbird

    Fala sério… quando construíram o estádio, não tinha nada em volta! Quero ver quantas casas no entorno do estádio também têm esgoto irregular. Não deve ser só o Morumbi, tenho certeza.

    Além disso, a culpa de ter confrontos na praça é do SPFC ou da falta de educação do povo? Pretende a tal da ONG entrar em ação contra o ensino público no Brasil?

  15. geraldo lina

    CAETANO, se sao bandidos, por favor enquadre-os nos seus crimes, caso contrario mantenha a boca fechada.

  16. João Luís

    Gostaria de saber dentre os que aqui dizem que o Estadio do Morumbi valorizou a região, quem compraria um terreno ou uma casa bem em frente à um estádio de futebol…

    O texto está bem claro quanto ao fato de que, mesmo que ainda não tivesse sido ocupado, o loteamento já existia na época da construção do estádio, o que só reforça o triste fato: sua localização atual é uma aberração, fruto do urbanismo atrasado e equivocado que era praticado na época.

    Tenha sido esse erro dos políticos da época, dos dirigentes do clube, ou de ambos, quem não pode pagar o preço é a população da cidade…

  17. pozzi

    Ta certo, a galera que apoia os caras bacanas da diretoria tricolor, e a versão de que o clube chegou primeiro e quem está incomodado que se mude, só esquecem que todos na cidade tem que andar dentro da lei, empresas, bares, padarias, supermercados e até clubes de futebol.
    Não se justifica o clube poluir e sacanear a região como se tivesse direito de ser fora da lei e ainda se achar que pode tudo sem nunca ter sido fiscalizado e penalizado.
    O clube deve ser transparente para sua torcida e deve ser parceiro da comunidade onde está instalado, promovendo coisas boas e não ser conivente de falcatruas e bandidagem!
    abs

  18. geraldo lina

    JOAO LUIS, pagar que preco ? Soh se for pagar o preco por ver o nome do bairro alcancar fama internacional, por ter imoveis supervalorizados, por ter areas de lazer ( que nao tem diga-se de passagem ) e ter estacionamento de graca para a populacao…
    Soh uma velha gagah como essa da reportagem que pode ir contra tal empreendimento. Mas o problema nao eh ela, mas quem estah por traz.

    O jogo dos bastidores tah apenas comecando, mas o que as pessoas nao entendem e querem sonhar com algo diferente eh que: A FIFA ESCOLHEU O MORUMBI PARA SER A SEDE DA COPA 2014 EM SAO PAULO E TEM O APOIO DO GOVERNO DO ESTADO E DA CIDADE CONFORME INFORMADO NA REPORTAGEM.

    eh dificil entender ???

    nao adianta espernear, ter xilique, sonhar alto com arenas UTOPICAS.

    JAH EH.
    A COPA JAH EH NO MORUMBI.

    ENTENDERAM ?????

  19. Marcelo Abdul

    Começo a duvidar das verdadeiras intenções da ONG “Morumbi Cidadania” depois de ler esse absurdo comunicado. Ainda mais quando nada foi dicutido e planejado ainda. Somente há a intenção, mas não existe o projeto em sua totalidade. Portanto esse “protesto” de moradores se revela duvidoso.

    A ONG deveria estar preocupada com outros assuntos como a violência dos assaltos frequentes no bairro e na melhoria da favela Paraisópolis. Uma das maiores da cidade de São Paulo.

    Qual o problema de uma Copa do Mundo no Morumbi? Que transtornos isso poderia causar aos tão incautos e puros cidadãos?

    Outros eventos como shows e finais de campeonato foram realizados ali e não houve a “gritaria puritana” de membros dessa ONG. Se forem realizadas melhorias em torno do estádio isso vai trazer benefício aos moradores e também aos torcedores.

    Ou será que os nobres cidadãos das grandes mansões do bairro querem que o “Zé Povinho” continue a ser tratado como gado? Surrupiado por flanelinhas, quase atropelado pelos Mercedez Benz nas ruas em torno do estadio ?

    Copa em 2014 no Morumbi sim! E será sensacional!

  20. Paulo

    Gente, é só pensar!!

    Porque será que uma Ong, só agora com a discussão sobre qual estádio sediará a copa de 2014 (com brigas para ser o Palestra, o novo estadio do corinthians, e até o pacaembú, presidente do litoral tentando tirar a copa do morumbi), quer brigar com o São Paulo por causa de uma micro-praça?? O estádio está lá a anos, como muitos já relataram aqui, ja existia o estádio antes das casas. Ahh tá, ok, existiam os loteamentos, mas quem construiram lá, pelo menos na época, foi atraido SIM pelo fato de ter ao lado o maior estádio de são paulo. E não passava pela cabeça dos cidadões Morumbi Cidadania que ali seria uma praça de guerra para bandidos, algo que está mais para o estado resolver do que o São Paulo F.C.

    É só pensar, analizar e ver quem é que está por traz da ong, de onde vem as DOAÇÕES em dim dim (que estão entrando bem neste ano) nesta Ong, ai saberá se esta discussão é séria ou não.

  21. Sandro

    O SP ganhou o terreno de presente e posteriormente 70% da grana gasta na construção do estádio através de maracutais de políticos ratos.

    Qual o mal em receber mais alguns milhõezinhos de dinheiro público para remodelar e modernizar seu elefantão branco?

    Essa é simplesmente a história desse clube.

  22. Denilson Martins

    Nunca é demais, alertar a população pra falta de caráter dessa gente abastada que não quer diversão do povo perto de suas mansões…

    Engraçado a ONG Fora do Morumbi Pobres do Futebol.

    Ela acha que só o estádio possui erros, mas o que querem mesmo, é inviabilizar o estádio, e assim, defestrar os pobres que afluem ao seu rico bairro, para assistir jogos de futebol.

    A CONSEG deveria se chamar:

    XÔ POBREZA!

    Por que eles não falam um “A” sobre a favela do Morumbi?

    Esse sim, um problema enorme pra seu rico bairro?

    Afinal, o que leva tão nobre entidade, a simplesmente ignorar um problema social tão grave como a favela do Morumbi?

    Por que eles ficam mais preocupados com o barrulho de um grito de gol, do que com a miséria de milhares de moradores do seu rico bairro, que vivem na Favela do Morumbi?

    Acho que o Ministério Público deveria mesmo investigar essa entidade, pois parece que, ela quer extorquir o direito do SPFC existir, visto que, nada é bom pra ela,

    Embora, ache bom e agradável, que concidadãos que vivam em petição de miséria na Favela do Bairro, tenham problemas bem maiores que o barulho do estádio.

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Eu fico pensando, remoendo, e não consigo entender a razão de uma entidade criada pra defender um bairro,

    Querer desqualificar benefícios, como o monorail ( que servirá como meio de transporte aos moradores ), o estacionamento na estação do monorail ( que servirá não só aos moradores, como ajudará a evitar mais carros nas ruas pra contribuir para os engarrafamentos infernais da cidade )

    E, se calar absolutamente

    Pros seus irmãos que vivem sem nenhum aparato público, numa favela bem no centro

    do bairro

    que dizem,

    defender.

    O que leva a tamanha HIPOCRISIA?

    Certamente a insensibilidade dos canalhas de nossas classes mais abastadas né Paulinho.

    Ou mesmo, os interesses inconfessáveis dos integrantes dessa ONG nefasta, que estão agindo a mando

    de seus clubes de coração.

    SE TODAS AS OBRAS FOREM FEITAS, NO ENTORNO DO ESTÁDIO, SERÁ UM BEM INESTIMÁVEL PROS MORADORES,

    PRINCIPALMENTE AQUELES QUE NÃO TEM POSSANTES AUTOMÓVEIS, E PRECISAM

    DE TRANSPORTE PÚBLICO DE QUALIDADE.

    ME PARECE PRESERVAR O AMBIENTE, EVITAR QUE MAIS CARROS

    TRAFEGUEM NAS RUAS

    PORTANTO,

    A TAL ONG TINHA QUE PARABENIZAR O SPFC PELA INICIATIVA ECOLÓGICA.

    ALIÁS, A ONG QUE QUERIA RESOLVER PROBLEMAS ECOLÓGICOS, AGORA,

    QUER APENAS EVITAR OBRAS PÚBLICAS

    NO BAIRRO

    QUE BENEFICIARÃO OS MORADORES MENOS FAVORECIDOS FINANCEIRAMENTE

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    DUVIDO QUE CONFESSEM AS RAZÕES.

    GENTE SAFADA E NEFASTA, É ISSO QUE TAL ONG DEFENDE.

  23. Carlos

    Thiago, o ex-goleiro e presidente do São Paulo Futebol Clube, Roberto Gomes Pedroza, empresta o nome à praça defronte ao estádio do Morumbi. Ídolo do clube, foi inclusive presidente da FPF, e deu nome ao famoso torneio dos anos 60. Procure se informar, pra não cometer esta gafe terrível.

  24. Denilson Martins

    A digníssima, mostrando a fobia social dos abastados, menciona a palavra – vizinhança – por não querer pobres usando transporte público no seu rico bairro.

    Safadeza clara Paulinho.

    Pode investigar que é gente da WTorre, infiltrada, pra morder dinheiro público com a reforma do estádio do Sujo Palmeiras.

    Não enganam ninguém.

  25. Sandro

    Denilson Martins.

    Quer dizer que a WTorre quer morder dinheiro público? Gozado que não parece.

    Não vemos nenhuma movimentação nesse sentido para a construção da Arena Palestra, no entanto para reformar o elefantão branco sabe-se que o SP tá de penico na mão na fila do PAC.

  26. Ricardo Lopes

    hahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha
    hahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha
    hahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha

    doeu?

    ARENA PALESTRA 2014 – 100 ANOS DO PALMEIRAS

  27. toninho tri-color (39 anos)

    Perguntas sem respostas até agora: qual os nomes do fundadores da tal “ONG Morumbi Cidadania”? Qual a data de fundação da tal ONG? Porquê esta ONG fantasma só veio à público após o anúncio da candidatura do morumbi/2014?

  28. Carlos

    O São Paulo ganhou 90.000m² da prefeitura municipal e comprou mais 68.000m² junto a Construtora Aricanduva, do Adhemar de Barros, e reponsável pelo loteamento daquela região. O Corinthians ganhou o terreno de Itaquera na gestão Jânio Quadros, já com todas as benfeitorias, luz, metrô e asfaltamento à porta. Não realizou a obra por pura incompetência. Na comissão responsável pela construção do Morumbi, havia entre notáveis como Paulo Machado de Carvalho, o fundador do Banco Bradesco, Amador Aguiar e seu diretor de confiança, Laudo Natel, que 20 anos DEPOIS tornar-se-ia Governador do Estado de SP.

    O 1º tijolo no Jardim Leonor (distrito Morumbi) foi erguido pelo São Paulo, quando toda aquela área era uma enorme fazenda, um descampado com argila pra todo lado… Depois veio a infraestrutura pra região. O São Paulo colabou sim para o enriquecimento e valorização do bairro. O clube tem mais tradição no bairro, do que o próprio governo, que se instalou lá no Palácio dos Bandeirantes, depois do Tricolor.

    Portanto, o autor(a) do texto, de má-fe, falta com a verdade quando afirma que o clube chegou “anos depois” do loteamento existir. Muito pelo contrário. Pedra fundamental lançada em agosto de 1952. Sofisma, puro sofisma e motivação política.

    Mas não adianta, a despeito da “rebeldia” e inconformismo rival, o Morumbi será o palco de abertura da Copa-2014.

  29. RAFAEL

    No domingo , os torcedores do são paulo se voltaram contra o presidente Juvenal Juvêncio. Chamaram-no de “cachaceiro” e disseram que “o Morumbi é a vergonha do Brasil”.

    ESSE ESTÁDIO É O SÍMBOLO DA CORRUPÇÃO E DO FAVORECIMENTO!

  30. João Luís

    Geraldo Lina,

    Eu posso dizer o preço que a população tem que pagar… Duas vezes por semana o bairro tem que conviver com barulho acima do nível permitido por LEI, aguentar engarrafamentos, carros estacionados em calçadas, camelôs, ter suas saídas de casa obstruídas, isso sem contar quando os animais resolvem se bater…

    Fama nem sempre é sinônimo de coisa boa… Que a dianta ser conhecido internacionalmente como uma coisa ruim?

    Por favor, não transforme um debate importante como esse em disputa entre torcidas. A cidade de São Paulo encontra-se no caos de hoje em dia graças a pensamentos egoístas e infantis como esses…

  31. Carlos

    O São Paulo ganhou 90.000m² da prefeitura municipal e comprou mais 68.000m² junto a Construtora Aricanduva, do Adhemar de Barros, e reponsável pelo loteamento daquela região. O Corinthians ganhou o terreno de Itaquera na gestão Jânio Quadros, já com todas as benfeitorias, luz, metrô e asfaltamento à porta. Não realizou a obra por pura incompetência. Na comissão responsável pela construção do Morumbi, havia entre notáveis como Paulo Machado de Carvalho, o fundador do Banco Bradesco, Amador Aguiar e seu diretor de confiança, Laudo Natel, que 20 anos DEPOIS tornar-se-ia Governador do Estado de SP.

    O 1º tijolo no Jardim Leonor (distrito Morumbi) foi erguido pelo São Paulo, quando toda aquela área era uma enorme fazenda, um descampado com argila pra todo lado… Depois veio a infraestrutura pra região. O São Paulo colabou sim para o enriquecimento e valorização do bairro. O clube tem mais tradição no bairro, do que o próprio governo, que se instalou lá no Palácio dos Bandeirantes, depois do Tricolor.

    Portanto, o autor(a) do texto, de má-fe, falta com a verdade quando afirma que o clube chegou “anos depois” do loteamento existir. Muito pelo contrário. Pedra fundamental lançada em agosto de 1952. Sofisma, puro sofisma e sabe-se lá: motivação política.

    Mas não adianta, a despeito da “rebeldia” e inconformismo rival, o Morumbi será o palco de abertura da Copa-2014.

  32. Carlos

    Paulinho, veja algumas fotos do ínicio da construção do Morumbi em meados dos anos 50, e repare no que tinha em volta. Morros e barrancos… Depois é que chegou com o aparato do poder público, toda a infraestrutura pra região. O bairro cresceu e passou por intensa urbanização, e com a especulação imobiliária, se valorizou. Não há instituição com raízes tão fincadas no Morumbi, do que o São Paulo Futebol Clube. Houve doação de parte do terreno, mas a contra-partida para todo o entorno foi enorme.

    PS: Houve um comentário meu anterior não liberado.

    FOTOS:

    http://www.tricolormania.com.br/morumbi/photos/001.html
    http://www.tricolormania.com.br/morumbi/photos/002b.html

  33. Caetano

    Honestamente, depois do monte de asneiras ditas por tricolores, que claramente nao conhecem a historia do proprio estadio e bairro, como argumentar com gente que nao se da ao trabalho de ao menos pesquisar sobre…..Pesquisem sobre leis ambientais, fiscais e municipais…..muitos ficarao pasmos sobre o que elas dizem, ficarao pasmos sobre o tanto de coisa que o SPFC poderia e deveria ser punido…Nada como ter muitos amigos no judiciario…pena que todos sao tao reais e honestos quanto nota de 3 reais….

  34. pozzi

    Fanatismo eh uma merda, as opiniões colocadas por esses torcedores limitrofes parecem não entender o texto do post, vou dar 1 forcinha para quem tem dificuldades cognitivas:

    1 a reportagem da radio soh tem por objetivo polemizar para confundir, e deixar a coisa no baixo nivel do torcedor

    2 a diretoria tricolor é cinica na medida que se coloca a favor do bairro desde sua chegada, soh trouxeram problemas, com o futebol e com seus frequentadores, deveriam assumir suas responsabilidades e não tratar a comunidade como empecilho para seus projetos

    3 a posição dessa ong “naum sei o que” é clara, os caras querem o evento mas com salvaguardas que impeçam os dirigentes, empresarios e outros de se locupletarem

    o resto eh papo furado…
    abs

  35. Marcelo Carvalho

    Feira, Aeroporto e Estádio, muita gente frequenta, mas ninguém quer na porta de casa. Mas, em algum lugar eles têm de existir. Quanto à praça, ela não vai sumir, pelo contrário, no projeto ela vai até aumentar.
    O estádio, é claro traz problemas para os vizinhos, mas isso é mais pela má educação de alguns poucos ‘vermes’ que frequentam o estádio, como por ex. parar na frente das garagens, fazer arruaças. A grande maioria vai ao estádio por diversão, e nao quer causar problemas ao outro.

  36. toninho tri-color (39 anos)

    Engraçado! – o loteamento data de 1936, e no entanto, ao ver fotos quando da inauguração parcial do morumbi + de 20 anos depois, já na década de 60, não se avista construção alguma em torno do estádio. Porquê será? Aviso aos são paulinos: não levem muito à sério essas matérias, pois são tendenciosas!

  37. geraldo lina

    JOAO LUIZ, se a ong que representa esses interesses, MOSTRAR A CARA, ai eu vou levar tais interesses a serio, ateh lah, e vou tratar esse assunto sim como guerra de torcidas ( porque eh assim que este assunto eh tratado por tal ong ).

    Abracos
    SAUDACOES TRICOLORES
    *** *****

  38. Carlos

    A história, a verdade dos fatos, não dá respaldo para os néscios e incautos. O loteamento daquela área não é de 1936, e muito menos houve maracutaia na aquisição do terreno. O São Paulo inicialmente pretendia a aquisição de uma área no Ibirapuera. Como não possível, negociou uma parte com a Construtora Aricanduva no loteamento que seria realizado numa área mais distante e deserta, sem a menor infraestrutura.

    Chegou com a garantia de que o local receberia benfeitorias. A outra parte conseguiu com doação da prefeitura, na gestão do prefeito Armando de Arruda Pereira. O Luís Campos Aranha, que compunha a diretoria do São Paulo à época, reunia-se diariamente com o secretário de habitação da prefeitura. O clube correu atrás, e mesmo com o descrença dos adversários, ergueu o imponente Morumbi, até então o maior estádio particular do mundo. Pra orgulho dos são-paulinos, e inveja dos rivais, que apesar das calúnias sem fundamento e respaldo histórico, continuam repetindo as velhas lendas.

    Com relação aos problemas com a comunidade, que o São Paulo dentro da lei, resolva-se com os poderes constituídos, ora. O clube chegou antes, no meio do nada, este é o fato. Os problemas decorrentes, tem maior responsabilidade do poder público, numa cidade que cresceu sem zoneamento urbano decente.

  39. Carlos

    “(…)omitem que chegaram anos depois do loteamento existir, e aqueles no entorno próximo, adquiriram suas propriedades confiando que morariam junto a uma enorme praça, local onde o clube foi agraciado inexplicavelmente.”

    Inicialmente o loteamento do Jardim Leonor realmente seria destinado para a construção de uma praça, mas o São Paulo com a ANUÊNCIA da Prefeitura Municipal, conseguiu a autorização para fazer o estádio. Tem tudo documentado, óbvio. Não tem nada de “inexplicavelmente”. Afirmar que o clube chegou muitos anos depois do loteamento e que os futuros moradores que adquiraram suas propriedades confiando que morariam perto de uma praça, é falsa. Puro sofisma.

    As fotos e os fatos não mentem. O São Paulo levantou o 1º tijolo naquele local. Conseguiu sim, a doação de parte do terreno com a prefeitura (como outros clubes já o fizeram) e outra parte com a Construtora e Imobiliária Aricanduva, do Adhemar de Barros. O resto é mito.

  40. enzo

    vou perder meu tempo somente uma vez com idiotas,desinformados,sem
    carater,cidadania,respeito,honra e dignidade ejamais conseguirao ser alguma
    coisa na vida.Verdadeiros terroristas,que matam a mae se o clube mandar.
    somos totalmente a favor de melhorias no Morumbi,mas nao com nossos
    impostos para agraciar o spfc.Nao se trata de quem chegou primeiro,mas o
    clube é um pessimo vizinho.Consultem os 10 e 11 registros de imoveis pelos
    *s 21905 e 39746 de1937 e o 4 cartorio evejam a falcatrua do famigerado
    laudo natel,digno continuador dos roubos dos donos do clube desde sua
    fundaçao,por paulistas de 400 anos falidos que de senhores feudais viraram
    empregadinhos dos imigrantes.ROubaram o campo da Coroa no tiete ,
    tentaram roubar parque antartica na guerra de 39/45,e roubaram os
    direitos e o sossego de todos que ja haviam comprado a totalidade dos
    lotes do loteamento jardim leonor quando o clube chegou. CALEM A BOCA SEUS IDIOTAS.

  41. Carlos

    “Consultem os 10 e 11 registros de imoveis pelos
    *s 21905 e 39746 de1937 e o 4 cartorio evejam a falcatrua do famigerado
    laudo natel…”

    Bom, não tenho procuração pra defender o São Paulo Futebol Clube, mas pra começo de conversa, Laudo Natel em 1937 morava no interior. Associou-se ao clube nos anos 40, e passou a fazer parte da diretoria em 1952, sendo o responsável pelas finanças do clube, na empreitada que se iniciava. Era diretor do Banco Bradesco S/A. Tem uma carreira, até prova em contrário, ilibada e de respeito. Como administrador da iniciativa privada, e como agente público.

    Portanto, o caluniador desequilibrado deveria tomar cuidado com as palavras.

    Quanto ao campo do Canindé, qualquer pesquisa fundamentada, revelará que o São Paulo adquiriu a sede do clube alemão, à preços abaixo de mercado em 1944, numa época em que qualquer entidade ligada às forças do eixo, eram duramente perseguidas. O São Paulo negociou o campo e suas instalações, com a condição de que os antigos sócios continuariam freqüentando a sede. Tudo no papel, descriminado. O próprio jornalista e historiador de inabalável credibilidade, Celso Unzelte, dá este testemunho.

    O resto, repito, é xilique e bravata de gente de índole rasteira. Caluniador pé-de-chinelo. Gente invejosa e pobre de espírito. E eu ainda me pego jogando pérolas aos porcos. Ah férias…

  42. Carlos

    “Consultem os 10 e 11 registros de imoveis pelos
    *s 21905 e 39746 de1937 e o 4 cartorio evejam a falcatrua do famigerado
    laudo natel…”

    Bom, não tenho procuração pra defender o São Paulo Futebol Clube, mas pra começo de conversa, Laudo Natel em 1937 morava no interior. Associou-se ao clube nos anos 40, e passou a fazer parte da diretoria em 1952, sendo o responsável pelas finanças do clube, na empreitada que se iniciava. Era diretor do Banco Bradesco S/A. Tem uma carreira, até prova em contrário, ilibada e de respeito. Como administrador da iniciativa privada, e como agente público.

    Portanto, o caluniador desequilibrado deveria tomar cuidado com as palavras.

    Quanto ao campo do Canindé, qualquer pesquisa fundamentada, revelará que o São Paulo adquiriu a sede do clube alemão, à preços abaixo de mercado em 1944, numa época em que qualquer entidade ligada às forças do eixo, eram duramente perseguidas. O São Paulo negociou o campo e suas instalações, com a condição de que os antigos sócios continuariam freqüentando a sede. Tudo no papel, descriminado. O próprio jornalista e historiador de inabalável credibilidade, Celso Unzelte, dá este testemunho.

    O resto, repito, é xilique e bravata de gente de índole rasteira. Caluniador pé-de-chinelo. Gente invejosa e pobre de espírito. E eu ainda me pego jogando pérolas aos porcos. Ah férias…

    “roubaram os direitos e o sossego de todos que ja haviam comprado a totalidade dos lotes do loteamento jardim leonor quando o clube chegou”

    Outra mentira colossal, já desmascarada em alguns posts acima. Tenha vergonha!!!

  43. maria lua

    Ola Paulinho

    acho que a falta de vergonha está com naqueles que defendem a impunidade de entidades que cometem crimes ambientais e politicos autoritários da repressão no passado.
    Não basta justificar que os conchavos antigos com papelada com firma reconhecida e sabidamente duvidosos com relação a lisura e idoneidade, ja que propiciaram para essa entidade um privilégio muito alem do admissivel na questão moral, pretende-se também mudar e confundir os fatos.
    mas a questão não é trazer a tona os dejetos do passado, o que realmente interessa para quem se preocupa com direitos e deveres e cumprir a lei é o seguinte:

    a impunidade do clube tricolor e sua gestão truculenta com todos os problemas devidamente conhecidos na cidade está sendo averiguada e as medidas estão sendo tomadas pelo MP do Meio Ambiente, com o objetivo de orrigir e resgatar os danos causados ao longo de décadas.

    o evento da Copa 2014 precisa ser acompanhado para que se evite os defeitos e esquemas ja conhecidos que invariavelmente ocorrem, o MP da Habitação iniciou as averiguações.

    o MP para instaurar inquéritos civis baseia-se em fatos e provas que constatem e fundamentem as denuncias relatadas.
    não se pode desautorizar a competencia e seriedade daqueles que são responsaveis pela exigencia de se fazer justiça junto ao MP.

    não adianta chiar, tergiversando os fatos, estão incomodados porque perceberam que para atingir seus objetivos para com a FIFA, vão precisar se adeguar a uma visão civilizada na implantação do projeto, e convenhamos esse princípio transparente não combina com o perfil dessa gente.

  44. Thiago

    Carlos, quanto ao Roberto Gomes Pedrosa, você não entendeu a minha ironia… É óbvio que ele não foi o presidente de nenhuma Sociedade Amigos de Bairro, e quis dizer que ele com certeza seria totalmente favorável a realização de todos os benefícios ao bairro, ao clube e, conseqüentemente, aos moradores…
    Morumbi rumo ao Copa 2014…

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: