Advertisements
Blog do Paulinho

Empate tricolor no Paraná.

O empate do São Paulo no Paraná foi justo.

Encontrou dificuldades na primeira etapa, em que realmente não foi bem.

Tanto que o Atlético virou em vantagem, com gol de Danilo, aos 14 minutos, em saída ruim de Bosco.

O tricolor voltou diferente na etapa final.

Atacando e envolvendo o adversário.

Foi prejudicado por um impedimento mal marcado pelo auxiliar, que poderia ter resultado em gol.

De tanto insistir, conseguiu empatar.

Aos 35 minutos Junior fez boa jogada pela esquerda e cruzou na medida para Eder Luiz completar.

A equipe do Atlético terá problemas nesse brasileiro.

Não é tão forte como nos anos anteriores.

Dentro do que o São Paulo se propôs a realizar, se poupando para a Libertadores, conseguiu o seu intuito.

Agora é só pensar no Fluminense.

Facebook Comments
Advertisements

39 comentários sobre “Empate tricolor no Paraná.

  1. nilson

    Paulinho,

    Estive escrevendo esse comentário durante o jogo pois como em anos anteriores, a arbitragem vem montando resultados descaradamente de acordo com os interesses do momento. Corinthians, e mais recentemente o SPFC vem sendo os maiores beneficiados, e muito embora ainda existam pessoas que insinuem “esquema Traffic”, tais esquemas estão acima de qualquer empresa, são produzidos por diretores e gente do alto comando do futebol e da sociedade brasileira.

    Primeiro o Atlético joga muito melhor que o SPFC e novamente Muricy quer desviar o foco e desmerecer o adversário ao dizer que cuspiam nele e que ele não coseguia trabalhar e orientar seu time. Isso sendo que o próprio Muricy descumpria a regra do jogo. E a imprensa ainda bate no Luxa e enaltece Muricy…

    Depois o bandeira comete um erro num impedimento lateral, que embora se trate de um erro, ao menos não era chance clara de gol ou lance que poderia decidir o resultado da partida. O erro do bandeira contra o SP impediu que o arbitro fizesse um erro muuito maior, marcando um pênalti inexistente em favor do SPFC e possibilitando alteração de resultado. Ficam meus agradecimentos ao bandeira, raramente algo benéfico provem de um erro.

    Não contente, o atleticano Valencia recebeu um pontapé no tornozelo que o tirou de jogo por 4 minutos na ponta esquerda do seu ataque. O juiz nada marcou, e no contra ataque, com um a mais, o SPFC fez o gol.

    Contando que os lances duvidosos foram decididos a favor do SPFC, ainda tive que escutar o “ético” Muricy ao final do jogo mais uma vez desrespeitar o adversário e o espectador honesto ao dizer na GLOBO que o SP é melhor e que o juiz apitou em favor do Atlético e por isso não venceram.

    Parabéns ao SPFC, time “modelo”
    Parabéns a Muricy, técnico “ético”
    Parabéns aos torcedores sempre inteligentes

    Azar dos torcedores honestos, dos que gostam do esporte futebol, e de todos que contam com o mínimo de decência e moral para perceber o quanto é ridícula a cena atual do futebol brasileiro.

  2. Geraldo Lina

    O SAO PAULO vai sediar o mundiao de 2014, o SAO PAULO tem o GOLEIRO ARTILHEIRO e o IMPERADOR, o SAO PAULO vai ser TETRA DA LIBERTADORES, o SAO PAULO vai ser TETRA-MUNDIAL e o senhor nilson torcedor sei lá de quem vai morrer vendo o SAO PAULO conquistando os pincaros da glória…

  3. alessandro

    Nilson, já enxugou as lágrimas?
    Só faltou vc falar que o Kleber é um santo, o Luxemburgo é honesto e o Serra não influencio em nada para o Palestra não ser interditado..
    Mas como o São Paulo incomoda!! Ganharam de presente um paulista para sair da fila e mesmo assim continua essa fixação pelo tricolor..

  4. beto

    falta falar das cuspidas que o Murici recebeu dessa civilizada torcida, o empate
    com o time reserva foi lucro pro Atletico!

  5. leonardo mercuri

    quem é Nilson??? de algum órgão esportivo?? da imprensa falada ou escrita??
    fique assistindo o seu verdinho, que só fez o primeiro gol, após a expulsão do Edinho, e mesmo com 10 homens, o Inter já empatou, no primeiro tempo, vamos aguardar até o final p/ ver se realmente, 11 prevalece sobre 10.

    acho, que no jogo do SPFC, sua obsessão te acaba enfartando,cara!!, querer tirar os meritos, do maior ganhador de titulos internacionais, sendo ele, 20 anos mais novo que o Palestra,desculpe, Palmeiras, você, quer diminuir o “grande resultado”, que o misto-frio, conseguiu no Paraná??

    Madureira, Denilson e Paulistinha, tá bom pra vc??? deixe o nosso, que este, está em outro patamar!!

  6. Rodrigo L

    Paulinho, não vi o jogo do SP, mas se o que o Nilson diz é verdade, diga-me:

    o que você acha do comportamento ético do Murici?

  7. Ivan

    Paulinho, sou admirador do seu trabalho e sou torcedor do Glorioso São Paulo Futebol Clube. Aproveitando este post,foi comentado no site globo.com que o time do Atletico do Paraná teria uma liminar para venda de bebidas alcoolicas dentro do estádio, e qual é o problema? a venda? porque todo mundo sabe que a bebida alcoolica é consumida abertamente de graça dentro dos estádios(camarotes do Morumbi por exemplo!)gostaria de perguntar a vc porque ninguem tem coragem de abrir essa discussão ao publico em jornais, radios e TV? Esses cidadãos que consomem bebidas nos camarotes são diferentes dos outros que pagam seus ingressos? Gostaria de saber porque. Será que pode me responder? Será que cada um deles possue uma liminar que permite isso?Obrigado e se souber de algum corajoso que já abordou esse tema e peitou esses poderosos do futebol me avise, obeigado!

  8. Kai

    Resposta ao Nilton:

    Primeiro o CAP só foi melhor nos primeiros 15 minutos do primeiro tempo e nos ultimos 10 minutos da etapa final, portanto o time B do Sao Paulo foi melhor que o CAP em quase três quartos da partida. O Muricy nao desviou foco, apenas lamentou a falta de educacao da torcida atleticana. Inclusive um reporter da tv Band contou que foi atingido por cerveja. Pesquise o passado dos dois técnicos e vc saberá porque a imprensa pega mais no pé do Luxemburgo.

    O erro do auxiliar foi de dar vergonha para a profissao. Este auxiliar ou é despreparado ou é incompetente. Quanto ao penalty, este foi tao claro quanto os penaltys sofridos pelo Palmeiras nos jogos contra o Sao Paulo. O árbitro foi no mínimo coerente. Durante o jogo ele apitou muitas faltas parecidas. Errou grotescamente ao expulsar o jovem Aislan que entrou duro, mas acertou a bola primeiro. Jogada limpa, num esporte de contato.
    Minhas criticas para vc também Nilton, este pensamento de “ainda bem que errou para apagar o outro erro” mostra muito bem o porque da arbitragem brasileira estar em um nível baixíssimo como está nestes últimos anos.

    Como eu disse antes o futebol é jogo de contato, sempre terá um jogador machucado. Todas as pessoas que já jogaram futebol sabem que isto pode acontecer e que muito raramente o “agressor” deseja machucar. O time do Sao Paulo foi muito leal durante a partida, tanto que só cometeu 10 faltas durante o jogo todo.

    Somando tudo que te mostrei, o Muricy falou a verdade na entrevista à rede de televisao.

    Parabéns Sao Paulo, time longe de ser perfeito, mas um “oasis” dentro da podridao dos clubes brasileiros
    Parabéns Muricy, técnico mal humorado e mal educado, mas que sempre falou a verdade e sempre foi trabalhador.
    Parabéns aos torcedores que vao ao estádio e apoiam o seus times

    Tenho certeza que vc é um torcedor “honesto”, mas sua paixao pelo seu clube de futebol se transformou em ódio pelo Sao Paulo e está distorcendo a sua visao futebolistica.

    ssp Kai

  9. Felipe Lima ®

    O SPFC “C” eh melhor que muitos times titulares da SERIE A.

    Se o SPFC quisesse jogar soh com esse time, brigaria por uma das vagas da SULAMERICANA.. facil!

    t+

  10. Felipe Lima ®

    o SPFC-B eh melhor q muitos times da SERIE A!

    Se o SPFC quisesse jogar soh com esse elenco, brigaria facil por uma das vagas da SULAMERICANA, e quem sabe por uma das LIBERTA!

    t+

  11. Jorge

    nilson,

    Porque vc perde seu domingo para passar raiva diante da televisão?

    Se a cena do futebol te desagrada tanto pq. assistir a um jogo do time inimigo?

    Melhor assistir ao Domingo Legal, não?

  12. Juliana Freitas

    Honestamente…os caras roubam o jogo (mais uma vez) para obter um ponto, Muricy mais uma vez fala abobrinha quando tem um microfone…ele adora tanto desmerecer os outros times e desviar o foco dos resultados adversos… pena que contra o Palmeiras ele possa chorar, espernear, mas no fim levaram de 7 a 3 e um dos 3 ainda foi de mao….isso sim eh outro patamar, pq se o time c do spfc eh bom, o A deve ser melhor ainda….e se um time ganhou de 7 do A, entao esse time esta um patamar acima do spfc entao….com um detalhe…..em poucos anos, com as conquistas alviverdes, o palmeiras novamente passara o spfc em numero de torcida, afinal com essa postura deploravel, tosca, ultrajante e ridicula dos torcedores saopaulinos (como podemos conferir nesse e em outro post)!!

    Parabens pela avaliacao Nilson, vc foi perfeito, tanto que mexeu na feridinha dos delicadinhos aqui de plantao….

  13. Ernesto

    Paulinho,

    Globo, Sportv, Espn e Radio Eldorado disseram nao ter sido penalti, Chico Lang, o “etico” Muricy (que concordando com nilson, mais uma vez desrespeitou o adversario em suas declaracoes e deveria comecar a ser punido. O fato de um clube ser o atual campeao nao significa que merece privilegios), e os mais eticos ainda torcedores saopaulinos (que adoram ganham roubado, e sai de perto quando perdem, vetam ate as maes!!)

    Em quem acreditar Paulinho….vc tem alguma duvida ??

  14. alessandro

    Hahahahahaha..

    palmeirenses falando de etica, erro de arbitragens. é pra rir mesmo..
    Paulinho, não sei se seria possivel, mas seria interessante o cadastro dos usuarios desse blog, pois assim cada um poderia usar somente um nome, pois evitaria de alguem postar com nome de mulher (talvez seja o nome de “guerra”) para fazer de conta que tem alguem concordando com a pessoa. Vc não concorda Nilson/Juliana ?

  15. alessandro

    É pelo menos a Juliana/Nilson acertou em uma coisa: a torcida do SP a tempos é maior do que a do Palmeiras..
    Depois os torcedores do São Paulo que são arrogante, só pq ganharam um paulistinha de forma digamos, não muito correta ( até o governador teve que ajudar a sair da fila ), já acham que vão ganhar tudo…
    Ou será que já esquecerem como foi o fim do arrendamento para a Parmalat, ou mais recente o fim do arrendamento Corinthians/MSI ?
    Clube que precisa arrendar o clube para sair da fila somente tum um final, e todos sabem como acaba essa história…

  16. Junior

    Senhor Jesus… Um time aluga toda sua estrutura pra uma empresa colocar quem eles quiserem lá dentro, mentem sobre o valor do patrocinio, contrata uma foca e um treinador mentiroso e de péssimo caráter e pra completar espera um fax pra se declarar campeão do mundo…

    o outro abre as pernas pra máfia russa entrar com gosto, praticamente expulsa um presidente e elege um aliada seu logo depois, precisa da ajuda da arbitragem pra ganhar uma copa do brasil em cima do brasiliense, precisa de 11 jogos anulados e um penalty roubado pra ganhar um brasileirão, negocia jogadores da base de forma estranha, compra jogadores de times inexistentes…

    e pra completar o outro do litoral elege um presidente que empresta dinheiro a juros ao clube, some o dinheiro da venda de jogadores melhor que Cooperfield, toma terrenos da prefeitura onde poderia se construir uma escola…

    e o SPFC faz o que? adquire recursos do governo pra construir um CT? dentro da lei… tira o mando de campo de um time na final da libertadores? dentro da lei… ganha um mundial com vários gols anulados? corretamente anulados… ficam procurando algo pra manchar a imagem do SPFC, mas apesar de ser dificil pra vcs engolirem, o SPFC é sim diferenciado… é sim modelo e é sim o melhor clube do Brasil… quer vcs queiram, quer não…

  17. Ivan

    Venho em solidariedade aos torcedores palestrinos. Entendo a inveja, sou morador de Perdizes e vejo todos os dias o estádio que foi engolido por 2 shoppings centers, com exceção das barragens da CET muitas vezes não se percebe nem que está havendo um jogo lá, devido a baixa capacidade do estádio e tambem a baixa frequencia, vide o jogo de ontem! Agora imagine o tamanho de um shopping center pra engolir o Gigante Cicero Pompeu de Toledo! A inveja é compreensivel !

  18. DONIZETE

    Paulinho, gostaria de saber quem é o treinador de goleiros do Fluminense. O cara não consegue nem transmitir ao Fernando Henrique, que não se deve espalmar a bola para frente, e sim para a lateral. E a capacidade do Fernando Henrique de espalmar e colocar a bola nos pés do artilheiro do time adversário, é de uma perfeição cirúrgica. Fico imaginando quem será o reserva do Fernando Henrique ? O cara deve estar muito feliz.

  19. carlos

    Esse nilson assistiu a outro jogo.
    Se tem um time que jogou melhor foi o São Paulo com 11 reservas
    (vai,borges as vezes é titular)
    O cara perde horas escrevendo um post supostamente inteligente
    pra falar bobagem.

  20. carlos

    E quanto a Juliana Freitas,ja disse em posts passado que tinha deixado de frequentar aqui pelo baixo nível e continua destilando insultos

    “afinal com essa postura deploravel, tosca, ultrajante e ridicula dos torcedores saopaulinos”

    Vai entender essa gente,num simples post de um empate do São Paulo
    jogando com o time inteiro reserva e jogando melhor que o Atlético,
    ja ta dizendo que o palmeiras ta num patamar acima imagina
    se tivesse lançes polemicos….o que viria.

    Não precisa falar mais nada com suas doces palavras.Tire o ódio e a inveja do seu coração Ju

    abç

  21. Jorge

    De futebol os italianinhos não entendem nada.
    O negócio deles é jogar bocha.

  22. Sergio

    Seguindo o raciocínio lógico da Nilsiana, ou seria Julilson ???

    O SPFC, segundo os próprios tricolores, é o melhor time do Brasil.

    O Palmeiras ganhou do SPFC por 7 x 3. Então, o Palmeiras é o melhor time do Brasil

    O Sport Club do Recife ganhou da SEP por 4 x 1.

    Concluindo: o SPORT é o melhor time do Brasil

  23. sten

    O SPFC foi assaltado ontem, com o time reserva, meteu duas bolas na trave e merecia ter ganho o jogo, e tem um monte de infeliz aqui dizendo um monte de asneiras sobre o São Paulo(o maior do mundo). EEEEEE INVEJA!!!!

  24. Denilson Martins

    “Era, porém, bastante significativo que o Palestra Italia só tivesse botado um preto no time depois de Pearl Harbour.

    Nao podia haver duvida que o Brasil, mais dia menos dia, ia entrar na guerra contra as potências do Eixo, uma delas a Itália. E o que explica a pressa da contrataçãoo de Og Moreira, preto de cabelo esticado, ja careca.

    Antes ninguem reparara nos times sempre brancos do Palestra. Talvez porque nao eram tao brancos. Ou eram brancos à maneira brasileira. E um pouco, quem sabe, à italiana, com os descendentes dos seus ‘Otelos’ e suas ‘Desdêmonas’.

    Pearl Harbour, assim, apressava o abrasileiramento do Palestra, ainda muito italiano. Fazendo, inclusive, questão de ser italiano. Como se isto o enobrecesse.

    Era a vaidade de raça que tornara possível o fascismo, o retorno a Roma, dona do mundo. E que justificava a invasão da Abissinia pela superioridade da raça branca sobre a negra.

    Os italianos do Palestra, quase todos enobrecidos no Brasil peto trabalho, tinham a fraqueza, bem forte nos novos ricos, pelos títulos de nobreza. Aqui a fonte de tais títulos tinha secado com a proclamação da República. Restavam as comendas. Como italianos, ou filhos de italianos, os palestrinos preferiam as da Italia. Dadas pelo Papa ou pelo Duce. Podiam, inclusive, ser condes.

    Daí a subserviência que demonstravam muitos deles, avidos de servir a Itália, ou ao fascismo, que Ihes podia retribuir com honrarias. Mesmo quando o serviço que deles se esperava fosse um desserviço ao Palestra.
    Pretendesse um clube brasileiro um jogador do Parque Antartica: todos os italianos do Palestra se ofendiam. Todos, italianos e brasileiros. Mais, porém, os italianos e filhos de italianos que, pela dupla nacionalidade, italianos eram. Ou se sentiam. Por orgulho de raça e de dinheiro. 31/01/07 ELEGÊ 5 3 3
    Bastava, contudo, um cIube italiano namorar um jogador do Palestra, para que, pelo menos os mais importantes italianos do clube do Parque Antárctica, mesmo os ja de comenda ao peito, se considerassem honrados. Como se um conde legítimo lhes pedisse a filha em casamento.

    Tudo isto, depois de Pearl Harbour, colocava o Palestra Itália numa delicada.

    O que passara despercebido até então, o racismo emigrado do clube do Parque Antartica, se não corrigido a tempo, apareceria como uma mancha capaz de deixar uma pecha de quinta-colunismo, não ao clube, mas aos que o dirigiam.

    (Filho, Mario – O negro no futebol brasileiro – 4ª edição – Rio de Janeiro – Editora Mauad, 2003 – p.231 e 232)

  25. Luis

    O Beltrame é um péssimo árbitro. Rídiculo! A explulsão do atleta dos bambis foi infjusta, bem como o impedimento erroneamente marcado. Todavia, não houve Penalti. E Nilson, você tem toda razão: foi falta no início da jogada do gol dos bambis. Além disso, o árbitro deixou de dar cartões amarelos para os bambis no primeiro tempo e inverteu faltas durante todo o jogo. Resultado: péssima arbitragem, para os dois. O Muricy chora, ele sabe fazer bem isso. Agora, que os bambis são os maiores beneficiados nos últimos anos não resta a menor dúvida. O pior cego é aquele que não quer ver…

  26. Diego Toscano

    Paulinho, certa vez ouvi você dizer que vetava comentários que houvessem apelidos pejorativos as torcidas, como bambi, gambá, etc.. Mudou isso? Esse seu blog tá parecendo praça de guerra, tá cada vez mais chato

  27. alessandro

    Caramba!!
    Qtos posts no topico do jogo do São Paulo!! Garanto que a maioria dos Palmeirenses que postaram aqui, sequer postaram no topico sobre o jogo do seu time ( seu o da Traffic, sei lá ). Eita amor, hein??
    Mas mudando de assunto:
    Paulinho, só para saber, não estou reclamando não, ofensas voltaram a ser permitidas? Se foi mesmo como estou vendo num post acima, vou descarregar meu dicionário de impropérios aqui que é bem vasto, viu? Ao contrário de torcedores de outros times que só sabem repetir o que o Vampeta ( o rei dos travecos ) disse uma vez, parecendo papagaio de pirata… Eita falta de criatividade =/

  28. Denilson Martins

    Ué Paulinho, então agora o tal Luís ( Marcos ) pode usar termos fora das regras aqui?

  29. Denilson Martins

    “Era, porém, bastante significativo que o Palestra Italia só tivesse botado um preto no time depois de Pearl Harbour.

    Nao podia haver duvida que o Brasil, mais dia menos dia, ia entrar na guerra contra as potências do Eixo, uma delas a Itália. E o que explica a pressa da contrataçãoo de Og Moreira, preto de cabelo esticado, ja careca.

    Antes ninguem reparara nos times sempre brancos do Palestra. Talvez porque nao eram tao brancos. Ou eram brancos à maneira brasileira. E um pouco, quem sabe, à italiana, com os descendentes dos seus ‘Otelos’ e suas ‘Desdêmonas’.

    Pearl Harbour, assim, apressava o abrasileiramento do Palestra, ainda muito italiano. Fazendo, inclusive, questão de ser italiano. Como se isto o enobrecesse.

    Era a vaidade de raça que tornara possível o fascismo, o retorno a Roma, dona do mundo. E que justificava a invasão da Abissinia pela superioridade da raça branca sobre a negra.

    Os italianos do Palestra, quase todos enobrecidos no Brasil peto trabalho, tinham a fraqueza, bem forte nos novos ricos, pelos títulos de nobreza. Aqui a fonte de tais títulos tinha secado com a proclamação da República. Restavam as comendas. Como italianos, ou filhos de italianos, os palestrinos preferiam as da Italia. Dadas pelo Papa ou pelo Duce. Podiam, inclusive, ser condes.

    Daí a subserviência que demonstravam muitos deles, avidos de servir a Itália, ou ao fascismo, que Ihes podia retribuir com honrarias. Mesmo quando o serviço que deles se esperava fosse um desserviço ao Palestra.
    Pretendesse um clube brasileiro um jogador do Parque Antartica: todos os italianos do Palestra se ofendiam. Todos, italianos e brasileiros. Mais, porém, os italianos e filhos de italianos que, pela dupla nacionalidade, italianos eram. Ou se sentiam. Por orgulho de raça e de dinheiro. 31/01/07 ELEGÊ 5 3 3
    Bastava, contudo, um cIube italiano namorar um jogador do Palestra, para que, pelo menos os mais importantes italianos do clube do Parque Antárctica, mesmo os ja de comenda ao peito, se considerassem honrados. Como se um conde legítimo lhes pedisse a filha em casamento.

    Tudo isto, depois de Pearl Harbour, colocava o Palestra Itália numa delicada.

    O que passara despercebido até então, o racismo emigrado do clube do Parque Antartica, se não corrigido a tempo, apareceria como uma mancha capaz de deixar uma pecha de quinta-colunismo, não ao clube, mas aos que o dirigiam.

    (Filho, Mario – O negro no futebol brasileiro – 4ª edição – Rio de Janeiro – Editora Mauad, 2003 – p.231 e 232)

  30. carlos lopes

    Vocês são realmente engraçados.São cheios de falar frases definitivas
    “Contra fatos não há argumentos”como se fossem os donos da verdade
    “o pior cego é que não quer ver”adoram usar isso…
    Como não resta a menor duvida que o São Paulo é o maior beneficiado?
    quem disse isso?Baseado em que?
    É o famoso “achismo”…..eu acho e acabou
    Muitos dos exemplos que os palmeirenses costumam dar é o mesmo chororo
    que eles apregoam ao São Paulo ,todos choram! ou vc acha que o Muricy tomando cuspida ele ta errado em reclamar?
    Voces ficam procurando pelo em ovo
    Porque não cometam o jogo do palmeiras?
    Vão lá no post do assunto palmeiras….no momento só tem 4 comentarios
    enquanto aqui 25 ou 26 …..é F…. São Paulo é São Paulo né?

  31. leonardo mercuri

    o Atletico, teve dois jogadores expulsos, e o empate do SPFC, foi de um penalty, onde o atacante” manjado”, deixou o corpo, p/ cair e levar o arbitro ao erro.
    acho que foi este jogo que vi!! diferente do Nilson/Juliana!!!???

    esta Trafic, está ajudando muito este SPFC, já deu no paulistinha uns 8 a 10 penaltys, e mal começou o brasileirão, e penalty, de novo??

    deste jeito, faltando 5 rodadas p/ o final, com a ajuda da Trafic mais o Governador, o SPFC, vai ser campeão novamente, hahahahaha!!!????

  32. Nilson

    Paulinho, se puder, por favor crie o tal mecanismo de cadastro o mais breve possivel, vou gostar muito de ver a reacao de uns e outros, que ao inves de contestarem minhas colocacoes, usam do mesmo artificio que o “etico” Muricy e desviam o foco ao me chamar de Juliana. A unica Juliana que tem aqui em casa se chama Juliana Paes e esta no poster da Antarctica pendurado na cozinha !! Mas acredito tambem que encontraremos nomes incomuns como “ALENILSON” ou “DENISSANDRO”, afinal ja reparou que alem de ter tido a ideia do plagio, eles sempre postam comentarios proximos e nos mesmos posts?? Lamentavel essa postura, acho que vcs deveriam ser mais homens e encarar as situacao de frente e nao ficar desviando o foco como “mestre da etica” Muricy.

    E desculpem, mas…o que o jogo do Palmeiras tem a ver com meu comentario?? Mais uma tentativa de desviar o foco ?? Porque NINGUEM contesta meu argumento sobre a falta nao marcada no Valencia que originou o gol do SP?

    Ora, mesmo se o penalti tivesse sido incontestavel e tivesse sido cobrado, nao quer dizer que seria convertido, especialmente se tratando de RC, ao passo que se a falta tivesse sido marcada, o gol nao teria saido e o placar nao teria sido alterado. Isso e uma questao de logica e nao de torcedor, o Atletico foi prejudicado sim !!

    E outra, pq NINGUEM contesta nada sobre o Muricy ?? Poxa to com varias cartas na manga esperando alguem vir enaltecer o “etico” Muricy, e so o que fazem (ou faz neh DENISSANDRO?!) e postar trechos de Mario Filho e desviar o foco chamando “Mane de Maria”.

    Juro que achei que voces tinham mais potencial…

    Obs: Apenas para constar, ha anos tenho consciencia que o futebol funciona como um negocio onde ganha quem paga mais, minha luta como jornalista e pela moralizacao do esporte e nao para “chorar” “brigar” ou me estressar por causa perdida!!

  33. carlos lopes

    desviar o foco,desviar o foco…….que foco cara pálida?
    quem disse que sua opinião erronea sobre o jogo é o foco?
    Voce acha que tem a verdade nas mãos?
    Voce viu outro jogo nilson…só vc e a juliana acham que o atletico jogou melhor,ninguém mais no Brasil…Nem o presidente do Atletico,tanto é que ontem já demitiu o técnico.Que foco é esse de falar de ética do muricy se o post é sobre o empate entre São Paulo e Atlético onde o São Paulo jogou melhor com jogadores reservas.
    Queria ver vc lá tomando cusparadas da torcida se ia ficar quieto
    que papo mais ridículo e ainda se diz jornalista,cartas na manga? poxa
    pra mim isso já virou inveja doentia.Pra passar o domingo assistindo jogo
    de outro time que não o seu e escrevendo posts supostamente inteligentes
    pra não dizer nada.visão totalmente equivocada do jogo,só pode ser isso,
    A inveja deixa as pessoas cegas ou se não for o caso,tente comentar sobre outro assunto porque de futebol…meu deus!!!!!
    foco,foco hahahahahaha,isso aqui tá divertido,dá pra dar risada pelo menos.

  34. alessandro

    Post do jogo do Palmeiras/Traffic : 6 comentarios
    Post do jogo do São Paulo: 32 comentários ( até agora ).

    Acho que não existem mais palmeirenses, mas sim anti-sãopaulinhos…

  35. leonardo mercuri

    Caríssimo Nilson, já me desculpei, no tópico KAKÁ, onde vc, usou comparações não adquadas p/ o assunto em pauta. ponto.

    só gostaria que vc, passasse na coluna do FIORE, ex- arbitro respeitadíssimo, e leia o tópico, do jogo SPFC x Atletico!!

    e tire suas conclusões! sem polêmicas!!

    grande abraço, do amigo virtual leonardo.

  36. Denilson Martins

    Essa foi demais uashusahasuhasuhasuahsuahuahauas

    o Atletico, teve dois jogadores expulsos, e o empate do SPFC, foi de um penalty, onde o atacante” manjado”, deixou o corpo, p/ cair e levar o arbitro ao erro.
    acho que foi este jogo que vi!! diferente do Nilson/Juliana!!!???

    esta Trafic, está ajudando muito este SPFC, já deu no paulistinha uns 8 a 10 penaltys, e mal começou o brasileirão, e penalty, de novo??

    deste jeito, faltando 5 rodadas p/ o final, com a ajuda da Trafic mais o Governador, o SPFC, vai ser campeão novamente, hahahahaha!!!????
    [2]

  37. Denilson Martins

    “Era, porém, bastante significativo que o Palestra Italia só tivesse botado um preto no time depois de Pearl Harbour.

    Nao podia haver duvida que o Brasil, mais dia menos dia, ia entrar na guerra contra as potências do Eixo, uma delas a Itália. E o que explica a pressa da contrataçãoo de Og Moreira, preto de cabelo esticado, ja careca.

    Antes ninguem reparara nos times sempre brancos do Palestra. Talvez porque nao eram tao brancos. Ou eram brancos à maneira brasileira. E um pouco, quem sabe, à italiana, com os descendentes dos seus ‘Otelos’ e suas ‘Desdêmonas’.

    Pearl Harbour, assim, apressava o abrasileiramento do Palestra, ainda muito italiano. Fazendo, inclusive, questão de ser italiano. Como se isto o enobrecesse.

    Era a vaidade de raça que tornara possível o fascismo, o retorno a Roma, dona do mundo. E que justificava a invasão da Abissinia pela superioridade da raça branca sobre a negra.

    Os italianos do Palestra, quase todos enobrecidos no Brasil peto trabalho, tinham a fraqueza, bem forte nos novos ricos, pelos títulos de nobreza. Aqui a fonte de tais títulos tinha secado com a proclamação da República. Restavam as comendas. Como italianos, ou filhos de italianos, os palestrinos preferiam as da Italia. Dadas pelo Papa ou pelo Duce. Podiam, inclusive, ser condes.

    Daí a subserviência que demonstravam muitos deles, avidos de servir a Itália, ou ao fascismo, que Ihes podia retribuir com honrarias. Mesmo quando o serviço que deles se esperava fosse um desserviço ao Palestra.
    Pretendesse um clube brasileiro um jogador do Parque Antartica: todos os italianos do Palestra se ofendiam. Todos, italianos e brasileiros. Mais, porém, os italianos e filhos de italianos que, pela dupla nacionalidade, italianos eram. Ou se sentiam. Por orgulho de raça e de dinheiro.

    Bastava, contudo, um cIube italiano namorar um jogador do Palestra, para que, pelo menos os mais importantes italianos do clube do Parque Antárctica, mesmo os ja de comenda ao peito, se considerassem honrados. Como se um conde legítimo lhes pedisse a filha em casamento.

    Tudo isto, depois de Pearl Harbour, colocava o Palestra Itália numa delicada.

    O que passara despercebido até então, o racismo emigrado do clube do Parque Antartica, se não corrigido a tempo, apareceria como uma mancha capaz de deixar uma pecha de quinta-colunismo, não ao clube, mas aos que o dirigiam.

    (Filho, Mario – O negro no futebol brasileiro – 4ª edição – Rio de Janeiro – Editora Mauad, 2003 – p.231 e 232)

  38. Denilson Martins

    Então…. o que deve ter acontecido…

    Na época da guerra, era normal os guetos de fascistas/nazistas serem confiscados pelo Estado, ja que o Brasil declarou guerra ao Eixo e Getulio Vargas baixou uma série de leis restringindo os direitos das agremiações estrangeiras, ameaçando de fechamento quem as descumprissem.

    Como demonstrado, o Palmeiras era um enclave de fascistas, rascistas e entreguistas seguidores de Mussolini…

    Então, como todas instituições germânicas/italianas/japonesas da época estavam sujeitas à expropriação…

    Logo, para se livrarem disso mudaram o nome para Palmeiras e contrataram jogadores negros…para abrasileirar o clube e escapar da ocupação estatal…

    Da mesma forma, aqui em SP o Germânia virou Pinheiros, em BH o Palestra virou Cruzeiro…

    Agora colocar a culpa disso no SPFC é um exercício de imaginação muito grande…

    Mas como minha tese não vale nada…vejamos o que diz este artigo acadêmico…tese de doutorado

    Pesquisa do historiador Alfredo Oscar Salun aponta que na época da entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial, em agosto de 1942, Corinthians e Palmeiras foram forçados a expulsar cerca de 150 sócios de origem estrangeira, inclusive alguns de seus dirigentes. Os dois clubes estavam entre as entidades atingidas pela legislação repressora do Estado Novo, especialmente de 1941 até 1945, quando aumentou o rigor na vigilância da polícia política aos grupos estrangeiros e seus descendentes.

    Equipes mais populares da época, Palestra Itália (antigo nome do Palmeiras) e Corinthians atraíam grande número de torcedores de origem imigrante, muitos dos quais operários, caracterizando-os como times populares. “Quando o Brasil declarou guerra à Itália, Alemanha e Japão, a vigilância aos estrangeiros pela Delegacia de Ordem Política e Social (DEOPS) aumentou, devido a suspeitas de espionagem”, conta Salun.

    “No Palestra Itália, predominavam os italianos, e no Corinthians havia também italianos, além de espanhóis, alemães e até árabes”, explica o historiador, que pesquisou os efeitos das medidas de nacionalização para sua tese de doutorado no Núcleo de Estudos de História Oral (NEHO) na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

    Após a entrada do Brasil na guerra, o Conselho Nacional de Desportos (CND) baixou uma série de regulamentações para o esporte, em acordo com o projeto nacionalista do regime do Estado Novo (1937-1945). “Os clubes de futebol foram atingidos, tendo que expulsar dirigentes e associados estrangeiros, principalmente os ligados aos países do Eixo, rotulados como ‘Súditos do Eixo’.”

    Vigilância
    A desobediência às normas de nacionalização poderia levar ao fechamento dos clubes. “No caso do Palestra Itália, isso gerou RUMORES NÃO CONFIRMADOS de que dirigentes do São Paulo manobravam nos bastidores para tomar seu patrimônio”, relata Alfredo Salun. “Os boatos e a mudança de nome para Palmeiras, em 1942, tornaram o episódio marcante na história do clube e dos seus torcedores, ao contrário dos fatos ocorridos no Corinthians.”

    A aplicação das leis levou a destituição do presidente do Corinthians Manuel Correncher, espanhol de nascimento. “O clube conquistou vários títulos na gestão de Correncher, considerado uma figura folclórica, comparada a de Vicente Matheus”, conta Salun. “A presidência foi assumida por Mario de Almeida, interventor indicado pelo CND, que ocupou o cargo por alguns meses, até o clube escolher um novo presidente.”

    Em um clube é uma história conhecida e celebrada e no outro, silenciada e apagada”, destaca o historiador. Nesse aspecto, o pesquisador desenvolve um trabalho em História Oral, com torcedores, jogadores e dirigentes. “Esses clubes não foram os únicos na capital paulista que foram alvos da repressão, mas tinham maior torcida e prestígio.”

    Reuniões de diretoria dos dois clubes só eram feitas com autorização da DEOPS e a presença de um agente do órgão. “Os clubes também precisavam de permissão oficial para jogos fora de São Paulo, especialmente no litoral, devido a importância estratégica das regiões costeiras na Segunda Guerra Mundial.”

    Após as expulsões, Corinthians e Palmeiras realizaram uma “campanha de nacionalização” para atrair novos sócios, nascidos no Brasil. “A imprensa da época viu essa iniciativa como uma prova de patriotismo”, diz Salun. “Os estrangeiros expulsos começaram a retornar aos clubes após 1945, como reflexo do final da Guerra, de medidas liberalizantes adotadas pelo governo de Getúlio Vargas e o fim da perseguição à ‘quinta-coluna’, espiões e os ‘Súditos do Eixo’.”

    http://www.usp.br/agen/repgs/2007/pags/002.htm

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: