Advertisements

Agonia de um “sócio sofredor”

 

Recebi mais um relato de um corinthiano que aderiu ao “sócio sofredor” do marketing finlandês corinthiano.

Em primeiro lugar a empresa escolhida para operacionalizar o sistema não tem competência para isso.

Não possui experiência em sites de e-commerce ou em programas semelhantes ao implantado pelo timão.

Existem muitas empresas competentes no mercado, qual terá sido o critério de escolha dessa empresa ?

O leitor efetuou um cadastro no site do “sócio sofredor”.

Para variar, o sistema ficou inoperante e a transação não foi finalizada.

O corinthiano, insistente, ligou para a empresa.

Disse ter sido mal atendido, mas conseguiu após alguma demora o e-mail de contato para resolver o problema.

Após ter finalmente conseguido realizar seu cadastro descobriu que o site da empresa está desatualizado, não conseguiu visualizar suas faturas pendentes e pior, ao tentar comprar partidas para assistir, entra em uma tela com mensagem de erro.

Pelo visto essa foi mais uma daquelas escolhas estranhas, no melhor estilo Poá Têxtil nas camisetas “Eu nunca vou te abandonar’.

Confira abaixo o que espera o sócio sofredor que tenta comprar jogos de sua equipe.

 

 

Facebook Comments
Advertisements

5 comentários sobre “Agonia de um “sócio sofredor”

  1. Maurizio

    Daqui alguns meses, ao invés das torcidas adversárias gritarem “Fica Duailibi”, vão gritar ” Fica Sanches”…..

    Cade o marketing, que foi até aos programas esportivos falar mil maravilhas destas ações…..

  2. Heitor

    Sou sócio-torcedor e nunca tive problemas, vejo minhas faturas pendentes e usufruo do site na sua totalidade.

  3. Marcelo Firmiano

    Acredito que em qualquer inicio de trabalho pode haver falhas,e porque com as Coisas do Corinthians seriam diferentes?

  4. Cássio

    O Corinthians, infelizmente, nunca teve ações de marketing. De repente, estão querendo “fazer tudo ao mesmo tempo agora”. Isso não funciona! Primeiro você traça qual seu objetivo, depois faz um planejamento. A partir disso criam-se os produtos. Um produto só pode ser bem lançado, se tiverem sido feito vários testes com todas as suas variáveis, minimizando as possíveis falhas. Lançar um produto, para depois ir acertando no caminho é, na verdade, o anti-marketing.
    Outra coisa. Dentro de um plano de marketing bem estruturado, deve-se realizar pesquisa de mercado, para descobrir o que o seu consumidor espera da sua marca, deve existir um cronograma de lançamento de produto. Não se lançam 30 produtos num prazo de 4 meses. Até os produtos de oportunidade tem que ser planejados com antecedência. Tá certo o Citadini de chamar de “Marketing da Finlândia”. O Rosemberg parece um cara sério e bem intencionado, mas parece que não é do ramo.
    O Corinthians deveria ter contratado um escritório de marketing esportivo, depois uma agência de propaganda. Tá tudo muito amador. Infelizmente.

  5. João Filipe Clemente

    Criterio de escolha: tenho um primo que faz sites de “intenéti” vamos fazer com ele.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: