Advertisements
Blog do Paulinho

Marcos Braz e as ‘legalidades’

O vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, tem um líder de torcida organizada contratado em seu gabinete de vereador, mas não enxerga conflito de interesses.

Chegou a dizer, após questionado, que não pratica ilegalidades.

De fato, não é contra a lei.

Mas a imoralidade, além da evidência de cooptação do sujeito para interesses alheios aos que deveriam ser financiados pelo dinheiro público – nos quais estão incluídos impostos pagos por adeptos doutras equipes ou até por quem nem acompanha futebol – são gritantes.

Quase sempre esses atos são defendidos por estarem abraçados por suposta ‘legalidade’.

Braz, por exemplo, segundo relatos dos bastidores da bola, seria simpático a cartolas dividirem comissionamentos com agentes de jogadores, apesar do prejuízo, em diversos sentidos, que poderia gerar esse comportamento tanto na gestão esportiva quanto financeira de uma agremiação.

Tudo, obviamente, ‘legal’.

Assim como não é ‘ilegal’ levar a camisa do clube junto com o presidente ex-funcionário de Eike Batista ao déspota que preside a República.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: