Advertisements

As criptomoedas do Timão

Não é de hoje, o Corinthians tem flertado com empresas que movimentam o obscuro mercado de criptomoedas, muitas delas parceiras de cartolas, como demonstrado algumas vezes pelo Blog do Paulinho.

São ativos de valores extremamente variáveis e irrastreáveis – a não ser que o portador se permita fiscalizar.

Em mãos erradas, facilitam lavagem de dinheiro e diversos crimes correlatos.

Posto isso, é de se estranhar que diante de tantas notícias de bloqueios de contas, bens e recebíveis futuros do Corinthians, seu Conselho Deliberativo não tenha ainda questionado a Diretoria sobre quais meios estariam sendo utilizados para movimentação dos recursos alvinegros.

E não é pouco dinheiro.

Se é obvio que o clube trabalha para fraudar a execução de seus credores, o mesmo parece ocorrer com suas próprias contas, tão obscuras quanto as movimentações de seu presidente em paraísos fiscais.

Paralelamente a isso, surgem informações de que, talvez nas próximas horas, o Corinthians lançará, novamente, uma moeda virtual atrelada a sua marca, sem que se tenha notícia do ocorrido com as anteriores.

Em regra, nos primeiros dias, alguns fanáticos investem o que não possuem no ímpeto de ajudar o clube, mas, depois, precisam correr atrás de seus direitos nas diversas esferas do judiciário brasileiro, com grande dificuldade de encontrarem seus algozes, quase sempre foragidos ou distantes dos endereços oficiais.

Estariam os cartolas do Timão lucrando nessa insistência de indicar empresas e ‘moedas’ novatas no mercado?

O dinheiro do Corinthians, impossível de ser movimentado no mercado financeiro tradicional, estaria sendo transacionado, por exemplo, através de ‘Bitcoins’?

Sob quais controles e, principalmente, a que cotação, levando-se em consideração variações que, por vezes, ultrapassam 20% num dia, para mais ou para menos.

Antes do torcedor se meter nessa aventura, se faz necessário esclarecimento sobre o assunto.

Não cheira bem um clube do tamanho do Corinthians, em vez de procurado por grandes empresas, se dar ao desfrute de emprestar o que sobra de credibilidade a empresas que, como bombas relógio, parecem ter prazo para explodir.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: